Problemas de ereção: quais as causas e como resolver

Frutas representando um pênis cabisbaixo: para solucionar problemas de ereção, consulte um urologista com a Omens
BLOG OMENS / Ereção
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

1 de setembro 2021

A impotência sexual e os demais problemas com ereção representam uma situação difícil para os homens e podem, frequentemente, afetar a sua vida sexual. É importante ter em mente que a disfunção erétil é uma patologia extremamente comum. Saiba que ela afeta cerca de 15 milhões de homens no Brasil, mas pode ser tratada com soluções eficazes e aprovadas. Por essa razão, decidimos explicar quais são esses problemas de ereção (incluindo o que é disfunção erétil), quais suas causas, consequências e, principalmente, como resolvê-los.

“Tive problemas de ereção: quando devo me preocupar?”

Quando um homem fica excitado, seu pênis enche de sangue e, consequentemente, endurece. Isso ocorre, pois, uma vez estimulados, os músculos da base do pênis relaxam, permitindo que o sangue alcance os chamados corpos cavernosos.

Quando se sofre de disfunção erétil, devido a diversas causas físicas ou psicológicas (como o estresse), alguns tratamentos ou mesmo uma pancada podem perturbar ou até bloquear completamente esse mecanismo perfeito do corpo humano.

Esse problema é conhecido como disfunção erétil, um problema masculino bastante comum, que pode gerar um impacto negativo no desenvolvimento sexual do indivíduo.

O que é impotência sexual? Definindo os problemas com ereção

A disfunção erétil é a incapacidade do homem de alcançar ou manter uma ereção suficiente para ter uma relação sexual satisfatória. Popularmente também chamamos o problema de impotência. Essa definição, portanto, deixa tudo muito a cargo da subjetividade e das emoções de cada indivíduo.

Dentro dessa definição, também podemos falar de ereções fracas ou difíceis, ou seja, quando a qualidade da ereção é insuficiente para o indivíduo garantir uma relação sexual satisfatória.

Problemas de ereção OU disfunção erétil: qual a diferença?

Não há diferença real entre esses termos, que se referem todos basicamente à mesma preocupação sexual do homem. No entanto, é importante notar que, ainda que possua problemas de disfunção erétil, um homem ainda pode sentir desejo sexual, ter um orgasmo e até ejacular.

Existem diferentes tipos de disfunção erétil, tais como:

  • falta de ereções durante o ato sexual;
  • ereção presente, mas insuficiente para a penetração (uma ereção fraca);
  • endurecimento presente, mas que diminui durante o ato (uma ereção difícil de se obter, por exemplo);
  • ereção fraca ou difícil somente durante a relação sexual, mas adequada fora dela (à noite, de manhã, durante uma excitação ao longo do dia, etc.);
  • ausência de ereção durante o ato sexual e em quaisquer outras situações.

Entretanto, essas situações só se tornam mesmo problemáticas quando são distúrbios com determinada:

  • duração: a preocupação tem durado mais de 90 dias; e
  • recorrência: em qualquer relação sexual a pessoa enfrenta algum tipo de disfunção erétil.

Guia dos remédios para ereção [Omenscast #17]

No nosso 17º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai fazer um apanhado detalhado dos remédios para ereção disponíveis no mercado, abordando tanto as substâncias farmacológicas como as naturais mais conhecidas. A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Como avaliar uma ereção: fraqueza, rigidez e duração

Deve-se lembrar que disfunção erétil é a incapacidade de um homem de alcançar ou manter uma ereção suficiente para satisfazer a relação sexual. Por isso, para definir ou avaliar o nível de ereção de um homem, certos dados terão de ser considerados.

Algumas dessas informações que se deve levar em conta são:

  • A duração de uma boa ereção é um fator determinante para a sua avaliação. Logo, se você tem dificuldade para mantê-la por mais de 5 minutos, você possui problemas de ereção. A título de comparação, aliás, deve-se notar que, em média, os homens têm uma ereção que dura aproximadamente 20 minutos.
  • Além disso, o tempo que se leva para obter uma ereção também é um fator a ser levado em conta. Afinal, ele ajuda a avaliar a capacidade do corpo de endurecer o pênis e, assim, medir o quão saudável é a ereção.
  • Rigidez: esse é o fator que determina se a ereção é fraca ou dura. Os corpos cavernosos são formados por uma espécie de cobertura macia que permite que ele se estique facilmente e endureça ao encher de sangue. Entretanto, quando os corpos cavernosos não enchem, o paciente não sente essa rigidez; essa ereção é considerada uma ereção fraca ou incompleta.

Os problemas de ereção estão ligados, portanto, à firmeza do pênis ereto. Com frequência, os urologistas medem a firmeza de uma ereção utilizando a Escala de Dureza Erétil. Apesar de ser apenas um ponto de partida sobre o problema, a Escala pode ser uma indicação interessante: 

  1. O pênis não cresce.
  2. O órgão sexual cresce, mas não endurece.
  3. O pênis endurece, mas não o suficiente para a penetração.
  4. O membro é firme o suficiente para a penetração, mas não completamente firme.
  5. O pênis é completamente firme e rígido.

Disfunção erétil tem tratamento: não espere para procurar ajuda!

Consulte médicos urologistas, especialistas em saúde sexual masculina: por celular, chat online ou vídeo e a partir de R$ 69.

Você também pode obter sua receita médica e pedir para receber em casa os seus medicamentos ou tratamentos manipulados.

Agendar Teleconsulta

e receber ajuda profissional!

Falta de ereção: o que pode ser? O que causa disfunção erétil?

Existem muitos fatores naturais, físicos e psicológicos que podem levar o homem a desenvolver uma ereção fraca ou incompleta.

Tenho “falta de ereção”, quais as causas?

Além dessas causas, outras questões também podem causar ereções ditas “fracas”, por exemplo:

  • O nível de excitação sexual: entram aqui implicações relacionadas não só à libido mas também à sua saúde hormonal.
  • A capacidade de estimular o fluxo sanguíneo do seu órgão sexual: isso dependerá da condição da sua circulação sanguínea.
  • Por fim, o desejo sexual: ele depende do seu sistema nervoso e da capacidade dele de transmitir o seu desejo do cérebro para o pênis.

Como reconhecer um caso de disfunção erétil? [Vídeo]

O primeiro passo para saber como tratar a disfunção erétil é entender como identificá-la e diferenciá-la de um problema de ereção esporádico. Você sabe como reconhecer uma disfunção erétil? Você sabia que existem diferentes tipos, como a disfunção erétil psicológica? Sabe quando um problema de ereção é de fato disfunção erétil? Nesse vídeo, o Dr. João Brunhara nos ajuda a entender melhor o assunto.

Problemas de ereção: outras causas naturais

Além da idade, existem muitas outras situações que podem causar impotência sexual. Dentre elas, podemos citar, por exemplo:

  • Problemas cardiovasculares causados por hipertensão, diabetes ou tabagismo. O distúrbio pode ocorrer, nesse caso, devido ao estreitamento da túnica interna das artérias.
  • Obesidade e sobrepeso.
  • Algumas condições hematológicas, como a anemia falciforme, a talassemia ou a hemocromatose. Esses distúrbios afetam diretamente os corpos cavernosos, que são componentes essenciais para se garantir uma ereção adequada.
  • Certas condições neurológicas, como a doença de Parkinson, a esclerose múltipla ou a epilepsia. Tais condições perturbam as conexões nervosas que fazem parte do circuito neurológico da ereção.
  • Distúrbios hormonais como a deficiência de testosterona, que muitas vezes estão relacionados à idade. Nesse caso, a deficiência afeta, antes de qualquer coisa, o surgimento de ereções no período noturno.
  • Alterações morfológicas do pênis, a exemplo de condições como a doença de Peyronie, Hipospádia ou más-formações.

Um urologista pode ajudar você a potencializar a ereção!

Consulte médicos especialistas em saúde sexual masculina por celular, chat online ou vídeo (a partir de R$ 69).

Obtenha uma receita médica e receba em casa os seus medicamentos ou tratamentos manipulados – adaptados ao seu caso!

Causas psicológicas

Os fatores psicológicos geralmente ocorrem junto dos problemas físicos, que, somados, criam um tipo de bloqueio no indivíduo. No entanto, alguns problemas com ereção podem muito bem ser puramente psicológicos, devido a situações ou sintomas desencadeadores, tais como:

  • momentos difíceis: preocupações do dia a dia, conflitos na família ou tensões entre o casal podem ser a causa de uma disfunção erétil temporária;
  • depressão;
  • ansiedade sexual;
  • dificuldades relacionadas a relações sexuais anteriores;
  • complexidade ao definir uma identidade de gênero;
  • diminuição no nível de desejo sexual de uma das pessoas do casal;
  • pressão social.

Na maioria dos problemas de disfunção erétil em pessoas com 30 anos ou menos, as causas psicológicas costumam ser as mais comuns.

Ereção e Idade

Ereção e idade são dois elementos que estão fortemente relacionados.

A condição física do corpo apresenta um impacto real na qualidade da ereção a ser proporcionada. Por exemplo, um adulto jovem e saudável de 25 anos, considerando a média, terá ereções mais prolongadas e obtidas mais facilmente.

Na verdade, a maioria dos homens com disfunção erétil de longa duração tem 40 anos de idade ou mais. Nos adultos com menos de 40 anos de idade, os problemas de ereção estão na maioria dos casos relacionados ao cérebro. São, portanto, de natureza psicológica.

Com o passar da idade, os fatores físicos vão predominando. Assim, em muitos dos casos, os tratamentos medicamentosos passam a representar a solução para a impotência.

Como funciona uma ereção? [Vídeo]

Nesse vídeo, nosso médico Dr. João Brunhara explica um pouco sobre como funciona a ereção, para que ela serve, e até mesmo como avaliar sua função sexual, para saber se você tem ou não uma disfunção sexual (disfunção erétil) e se é o caso de procurar um urologista especializado em sexualidade.

Impacto da disfunção erétil na vida sexual e do casal

A sexualidade tem um papel importante no fortalecimento da relação de um casal, pois é mais fácil desenvolver um relacionamento feliz quando se compartilha momentos íntimos prazerosos. E nem vamos nos aprofundar aqui nos diversos benefícios que uma vida sexual ativa traz.

Dessa forma, a disfunção erétil pode ser um grande obstáculo para a vida sexual de um casal. Muitas vezes devido à falta de diálogo, homens e mulheres podem se sentir ansiosos ou angustiados; alguns homens acabam se retraindo com medo de decepcionarem.

Essa situação pode, às vezes, levar à separação. Portanto, é muito importante que o assunto seja discutido pelo casal, para que se busquem soluções e se resolva de vez o problema.

Agora, no que diz respeito à vida sexual individual, recomenda-se conversar com um médico assim que a pessoa sentir que está sofrendo por disfunção erétil.

Aumentando a ereção: como conseguir uma ereção dura, forte e prolongada?

Aqui, há dois cenários possíveis a serem considerados:

  1. Quando você não possui nenhum problema de disfunção erétil: este cenário é para você que não sofre de nenhum tipo de condição, seja antes, durante ou depois do sexo.
    • Nesse caso, para obter uma ereção dura, forte e prolongada, os urologistas aconselham práticas que aumentem a excitação. Dessa forma, é recomendável diversificar jogos sexuais, praticando tanto as fantasias do homem como as da(o) parceira(o). Consequentemente, desenvolve-se o cérebro para transmitir o desejo para o pênis.
    • Também pode ser aconselhável espaçar os intervalos entre uma masturbação e outra. Além disso, pode ser bom assistir pornografia sozinho (cuidado com os excessos!) para alimentar os sentimentos de expectativa e desejo pelo parceiro. Desse modo, estimula-se todo o corpo a manter um bom fluxo de sangue, que será enviado aos tecidos cavernosos localizados no pênis.
  2. Em vez disso, você sofre de disfunção erétil e está se perguntando o que fazer a respeito? Saiba que há 20 anos existem tratamentos que permitem a quem sofre do problema se beneficiar de uma ereção dura, forte e, principalmente, prolongada. O uso, por exemplo, de remédios para impotência sexual como o Viagra (Sildenafila) ou o Cialis (Tadalafila) em tratamentos tem se mostrado eficaz para milhões de homens. Importante: esses tratamentos só devem ser utilizados após prescrição (ou recomendação) médica, por isso é essencial e recomendado consultar um médico especializado. Sim, existe médico para disfunção erétil:

Disfunção erétil: qual médico procurar?

Os problemas de disfunção erétil começaram a aparecer? Se você está se perguntando quem deve consultar, o especialista mais recomendado para isso é o urologista. Certamente ele saberá, através dos métodos apropriados, definir quais são os seus problemas e encontrar os tratamentos corretos.

Se for um problema físico, graças à sua formação médica, o urologista será capaz de diagnosticar o problema e prescrever o tratamento medicamentoso mais eficaz e confiável para você. Para um atendimento rápido, é possível se consultar a distância na plataforma Omens. O site permite que você encontre um urologista especialista em disfunção erétil no mesmo dia, atendendo por chat, telefone ou chamada de vídeo.

Garanta sua prescrição e compre o seu medicamento: tudo online!

Consulte pelo celular ou pelo computador um médico especialista em saúde sexual masculina hoje mesmo (a partir de R$ 69).

Com a receita médica em mãos, você solicita o seu remédio pela própria plataforma e uma farmácia certificada faz a entrega na sua casa.

Remédios para problemas de ereção

Existem vários medicamentos prescritos por médicos que podem ajudá-lo a obter uma ereção dura, prolongada e forte. Tais remédios são recomendados pela comunidade médica e devem ser consumidos oralmente em cápsulas. Dentre eles, podemos citar:

Viagra, Cialis… O que é bom para ereção, afinal?

Todos esses medicamentos agem da mesma forma no corpo, por conta dos seus princípios ativos. Eles também representam uma solução segura e eficaz para tratar dos variados problemas de ereção. Disponíveis mediante prescrição médica, é recomendável consultar previamente um urologista para obter qualquer um desses remédios.

Depois de se consultar na plataforma Omens, você pode optar pela entrega a domicílio dos medicamentos. Levamos os remédios até você através de uma farmácia certificada, com comodidade e preços competitivos. Dessa forma, você evita encomendar pela internet medicamentos duvidosos e ilegais, perigosos para a sua saúde, além de evitar o constrangimento nas drogarias da sua cidade.

Outros tratamentos para a disfunção erétil

Outras soluções também são possíveis caso os remédios não funcionem ou apresentem problemas. Por exemplo:

  • Tratamentos realizados na região do órgão sexual, na forma de creme ou injeção para melhorar o preenchimento sanguíneo dos corpos venosos e, assim, recuperar a ereção (ver Caverject e Vitaros).
  • Próteses penianas, disponíveis em três tipos: rígido, semirrígido e inflável. Em suma, as próteses podem ajudar caso as cápsulas e injeções não funcionarem.

Fontes e leituras complementares

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

7 comentário(s) sobre “Problemas de ereção: quais as causas e como resolver

  1. Lenilda Bezerra Lins says:

    Meu filho tem 21 anos todas as vezes que vai ter relações sexual não consegui pois o pênis fica mole isso está prejudicado ele o que ele deve fazer?

    • Dr. João Brunhara says:

      Oi, Lenilda. Existem causas físicas do corpo (hormonais, neurológicas, etc) e psicológicas que podem causar esse problema. É fundamental que ele seja avaliado por um especialista da área de sexualidade (um urologista e/ou um psicólogo) para investigar, interpretar e apresentar soluções para o caso dele. Fala para ele marcar uma consulta online aqui.

  2. evanildo de Jesus paixão says:

    bom dia eu tenho diabetes tipo 2 gostaria de sabe um medicamento que eu consiga ter ereção. muito obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *