A relação entre álcool e problemas de ereção

álcool causa impotência ou não: concluímos que há algumas relações entre bebida e disfunção erétil
BLOG OMENS / Ereção
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

22 de junho 2021

Alguns dirão que o álcool não traz consequência nenhuma à sexualidade; outros, que o álcool é muito prejudicial à ereção e causa impotência sexual… Há, além disso, os que afirmam que a bebida pode trazer benefícios à libido.

Como separar, então, os fatos daquilo é boato falso? Tendo isso em mente, pesquisamos todas as hipóteses diversas sobre o assunto e, portanto, temos uma série de coisas a esclarecer sobre o álcool e sua influência na sexualidade e na ereção.

A Omens vai explicar a você o essencial, de forma clara e objetiva, sobre as relações entre álcool e ereção.

Afinal, o álcool causa impotência? Como ele pode influenciar a ereção?

Devemos distinguir duas situações diferentes: 1) as implicações imediatas do álcool na ereção e 2) as suas consequências a longo prazo.

Álcool e ereção: consequências imediatas

Muita gente concorda em dizer que uma pequena quantidade de álcool pode ser boa para a relação sexual. Especialmente porque a bebida pode ajudar a pessoa a relaxar um pouco ou a se soltar mais.

Bem, o relaxamento é benéfico para a excitação e, assim, podemos dizer que ele também ajuda a ereção.

Um dos problemas, no entanto, é que ninguém sabe dizer exatamente qual é essa “pequena quantidade”. Aliás, isso varia muito de um indivíduo a outro. Para alguns homens, pode ser apenas uma dose, enquanto, para outros, podem ser necessários 2, 3 ou 4 copos.

É necessário, portanto, beber moderadamente e aprender a reconhecer o próprio limite. Dessa forma, contanto que você permaneça abaixo desse limite, os efeitos do álcool podem te ajudar. Mas, ultrapassado esse limite, o álcool passa imediatamente a prejudicar a sua ereção e a sua sexualidade.

Podcast: tudo sobre disfunção erétil [Omenscast #12]

No nosso 12º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai falar sobre os diferentes tipos de disfunção erétil, das suas causas, medicamentos e outros tipos de tratamentos. A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Álcool e ereção: consequências a longo prazo

Esse é o caso das pessoas que consomem álcool todos os dias ou regularmente e em grandes quantidades.

Todos sabem que, a longo prazo, consumir álcool de forma desregrada e excessiva pode acabar prejudicando o fígado e, nos casos mais graves, provocar cirrose.

Mas o que poucos sabem é que as doenças hepáticas impactam negativamente a sexualidade. Isso porque o fígado participa do sistema de regulação hormonal. E, por consequência, ele pode principalmente provocar uma queda nos níveis de testosterona, o principal hormônio sexual masculino.

As doenças hepáticas podem, portanto, causar disfunção erétil ou problemas de libido baixa.

Além disso, quando o fígado está debilitado, geralmente o nosso corpo se sente mais cansado e desacelerado – o que também não é bom para a excitação ou para a libido.

Um urologista pode ajudar você a potencializar a ereção!

Consulte médicos especialistas em saúde sexual masculina por celular, chat online ou vídeo (a partir de R$ 69).

Obtenha uma receita médica e receba em casa os seus medicamentos ou tratamentos manipulados – adaptados ao seu caso!

Por fim, a bebida também pode trazer outra consequência a longo prazo: o consumo frequente de álcool durante um período de vários anos acaba danificando o sistema nervoso periférico. É o que chamamos de neuropatia periférica.

Em outras palavras, beber álcool com bastante frequência ou em grandes quantidades pode acabar prejudicando o sistema nervoso e as conexões entre o cérebro e o pênis.

O resultado, então, é o seguinte: durante a excitação, o cérebro envia informações ao pênis; se esse sistema estiver prejudicado, as informações não chegam ao órgão sexual, acarretando uma disfunção erétil.

Top 10 fatos sobre disfunção erétil [Vídeo]

A disfunção erétil, ou impotência sexual, é talvez a disfunção sexual mais conhecida. Conheça curiosidades sobre os problemas de ereção ou até sobre a total falta de ereção (aquela situação em que o homem “brocha” no sexo). Veremos fatos sobre a disfunção erétil em jovens, sobre o remédio para ereção (viagra) e sobre quando buscar uma consulta com um urologista. Assuntos que fazem parte da saúde sexual e masculina!

Conclusão: o álcool causa impotência?

Embora uma pequena quantidade de álcool possa ter um efeito levemente favorável à libido e à ereção, devemos desencorajar o consumo constante de bebidas alcóolicas.

Principalmente porque as consequências negativas a longo prazo do álcool são muito superiores às suas consequências positivas para a sexualidade.

Além disso, o álcool pode rapidamente se tornar um problema real para a ereção e para a libido. Portanto, é melhor evitá-lo.

Por fim, se você sente que possui um problema com o alcoolismo, você pode procurar ajuda aqui.

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *