Vício em pornografia: como parar

o vício em pornografia só é vício quando traz mais sofrimento que qualquer outra coisa
BLOG OMENS / Sexualidade
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

14 de janeiro 2022

A representação criada pelos pornôs altera a visão que temos acerca de nós mesmos, do nosso corpo, de performance, de desconforto, etc. O vício em pornografia pode ser a causa de muitos complexos.

Estudos mostram que esse vício pode até mesmo provocar outros problemas sexuais, como a ejaculação precoce ou, ao contrário, a incapacidade de atingir o orgasmo.

A Omens oferece, então, a você soluções para lutar contra o vício em pornografia.

Vício em pornografia: aceitando a dependência

A dependência de pornô prejudica nossa saúde e nossas relações. É importante trabalhar em si mesmo a consciência dessa realidade.

Sem esse “estalo”, é quase impossível superar o vício: a tendência seria que as recaídas continuassem, já que a pessoa não está pessoalmente convencida dos benefícios em parar com a prática.

É necessário estar disposto a identificar os problemas associados a essa dependência.

Precisamos aceitar quando temos uma relação problemática com a pornografia e procurar identificar o que está acontecendo com o nosso psicológico.

Masturbação: quando o prazer vira compulsão? [Omenscast #33]

No nosso 33º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai falar sobre o consumo de pornô e a prática da masturbação. Qual o limite entre o saudável e a compulsão? A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Encontre um estilo de vida saudável para lutar contra o vício em pornografia

Em primeiro lugar, é importante criar (ou recriar) laços sociais, mudando os próprios hábitos e o estilo de vida.

Dessa forma, você pode mudar sua alimentação, praticar esportes, ver amigos… Em resumo: preencher o vazio (que antes o pornô preenchia) com atividades saudáveis e sociais.

Você pode optar por se envolver em uma associação, uma causa. Assim, vamos pouco a pouco dando sentido às nossas vidas e nos afastando dos impulsos problemáticos.

Deixar de lado a negação e aceitar são a base para recuperar o controle sobre a própria vida.

É um processo lento: isso porque primeiro é preciso identificar, aceitar o vício e reconhecê-lo como uma patologia.

Como sair do vício em pornografia? [Vídeo]

Quase todo homem já assistiu um filme pornô. Mas e quando vira vício? Existem efeitos da pornografia na sua sexualidade, principalmente hoje, com acesso fácil a esses filmes, que facilita o vício em pornô. Sim, isso pode acontecer, pode trazer culpa e até mesmo problemas na cama, por tudo que é representado na indústria audiovisual pornográfica. Nesse vídeo, trouxemos algumas dicas de como identificar um possível vício nesses tipos de vídeos, como se livrar da pornografia e dos malefícios dela.

Procure a ajuda de especialistas para vencer o vício em pornografia

Superar uma dependência sozinho é extremamente difícil — talvez, impossível! Portanto, a psicoterapia pode ser necessária.

Caso você tenha vergonha de abordar o vício logo de cara, existem grupos anônimos de conversa. Dentre eles, há o DASA (Dependentes de Amor e Sexo Anônimos), por exemplo, presente em diversos estados brasileiros. 

Você também pode recorrer a um médico especializado em sexologia ou a um urologista, que podem ser, aliás, mais capacitados a encontrar soluções para o seu caso.

Cada vício tem suas especificidades e deve ser tratado de forma diferente.

Evite situações que despertem sua vontade de ver pornô

Estabelecer um plano de ação para lidar com situações de risco é importante. Você pode prevenir tais situações e evitá-las, modificando sua rotina diária.

Por exemplo, se o desejo por pornografia surge quando você está sozinho, procure por um amigo para te auxiliar em momentos de solidão. Além disso, você pode instalar bloqueadores: existem aplicações que controlam o que pode ser acessado no computador e/ou no celular.

Do mesmo modo, você pode escolher alguém de sua confiança, alguém próximo a você, que o ajudará no seu projeto ou que terá acesso ao seu histórico na internet.

Redescobrindo a masturbação sem pornografia

Como a masturbação é o objetivo da pornografia, evitá-la pode ajudar a reduzir mais facilmente o vício.

Mas claro: a masturbação não é uma patologia em si, pelo contrário! No caso da dependência pornográfica, entretanto, ela pode ser problemática.

Por isso, é importante reaprender aos poucos tais hábitos e tentar vivê-los de uma maneira diferente. Assim, você vai começar a perceber os benefícios à sua saúde e à sua libido, mudando a percepção sobre sua sexualidade e a relação que tem com ela.

A abstinência (de masturbação) às vezes é necessária para recuperar uma sexualidade plena. Mas o acompanhamento psicológico não deve ser deixado de lado e é essencial para evitar graves recaídas.

Para vencer o vício em pornografia: valorize ao máximo esses métodos!

Superar uma dependência não é simples. Tomar consciência do próprio vício e escolher combatê-lo é um ato corajoso.

Valorize esse processo que apresentamos, junto de terapias que ajudem a desenvolver sua autoestima. Considere que superar o vício é um gesto de força que vai lhe ajudar a alcançar seus objetivos na vida. Para se manter motivado, novamente: não fique sozinho e procure por ajuda.

Não desista e lembre-se de que isso é bom para você e para suas relações, só assim você pode descobrir uma vida sexual saudável.

Por fim, é importante observar também que a dependência pornográfica já demonstrou ter efeitos nocivos sobre nosso cérebro. Para casais, muitas vezes tal vício pode ser motivo para separação.


Fontes

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

2 comentário(s) sobre “Vício em pornografia: como parar

  1. Anônimo says:

    Meu esposo costuma viajar e ficar uma semana fora de casa, nessa semana longe de casa todos os dias ele assiste filme pornô e se masturba, quando ele chega em casa ele não faz isso também não me procura para uma relação, quando muito ele me procura uma única vez no final de semana. Me sinto ruim com essa situação, pois eu sou uma mulher que gosto muito de sexo. Todas as vezes que ele me procura goza em minutos e fica incompleto o sexo, ele não fica animado para uma segunda vez para finalizarmos e com isso eu acabo só sendo um objeto para ele.
    Porque um homem deixa de procurar a sua esposa e prefere gozar vendo um filme pornô?
    Descobri essa mania em 2017, isso mexeu muito com minha cabeça, me senti traída, me senti um lixo e acabou traindo ele com outro homem pois me senti desejada por outro homem, me senti mais mulher na cama com outro, foi muito bom mas me senti ruim de fazer isso.
    Hoje eu quero ser uma honesta mas as atitudes do meu esposo não mudam, ele ainda continua agindo da mesma forma.
    Como faço para ajuda-lo?

  2. Vinicius says:

    Olá bom dia, namoro a 6 meses e a um tempo atrás descobri que meu namorado tem vício em pornografia, e além da pornografia ele tinha ou ainda tem uma tara em salvar fotos de pessoas alheias e se masturbava imaginando cenas com essas pessoas. Bom, eu o perdoei pois vi que ele fazia isso desde jovem, até mesmo antes de nós relacionarmos, então realmente é um vício. O que que posso fazer para ajudá-lo? Bom, eu já conversei e propus dele ficar um mês sem se masturbar ou consumir qualquer tipo de pornografia, e deixar para gozar comigo apenas uma vez na semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *