Omenscast #33: Quando a masturbação é um problema?

Omenscast, o minicast da sua saúde sexual: hoje falaremos sobre masturbação e pornografia
BLOG OMENS / Sexualidade
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

14 de janeiro 2022

No nosso 33º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai falar sobre o consumo de pornô e a prática da masturbação. Qual o limite entre o saudável e a compulsão?

Seja bem-vindo ao blog da Omens e fique à vontade para ouvir o nosso podcast! A transcrição do áudio também está logo abaixo.

Se você chegou até aqui, você tem alguma curiosidade ou preocupação sobre a masturbação.

Talvez seja uma preocupação com a quantidade em excesso ou talvez a própria ideia te incomode ou te envergonhe… Existem alguns tabus e dúvidas que muitas pessoas têm, por exemplo: masturbação demais faz mal? Vamos falar sobre isso e muito mais!

Eu sou o João Brunhara, médico urologista, e esse é o podcast da Omens sobre saúde sexual masculina.

Isso ainda hoje é um assunto cheio de tabus. Nos séculos 18 e 19, predominavam visões de que a “masturbação é pecado” ou até um comportamento doentio. Se por um lado a revolução sexual nos anos 60 e 70 abriu caminho para naturalizar esse ato, ainda hoje existem perspectivas moralistas que condenam a prática.

Mais difícil ainda é o trajeto de aceitação da masturbação feminina, já que a repressão sobre a sexualidade das mulheres ocorre de forma mais intensa do que sobre os homens na nossa sociedade. Mesmo assim, recentemente têm surgido iniciativas muito interessantes para que mulheres explorem e conheçam seus corpos e seus prazeres.

Masturbação compulsiva

Mas hoje vamos falar sobre alguns problemas que existem relacionados a esse assunto. Não podemos negligenciar que existem malefícios da masturbação em algumas situações. Em especial, quando associada a um vício ao pornô, a masturbação pode ter consequências negativas. Outra situação que pode ser maléfica é a masturbação compulsiva, que pode ou não estar associada com um vício em masturbação.

Há vezes, por exemplo, em que a masturbação não é o problema em si, mas apenas uma manifestação de algum outro transtorno, como ansiedade ou compulsão sexual

Vamos falar sobre como definir uma masturbação “exagerada”, quais são suas consequências e como sair disso:

Como saber se me masturbo demais?

Muitos homens gostariam de saber com que frequência a masturbação se torna excessiva ou prejudicial.

É várias vezes por semana? Mais de uma vez por dia? Mais de duas ou três vezes por dia?

É difícil dar uma definição apenas com um número, pois as pessoas são muito diferentes entre si. Tem pessoas que se masturbam 2 vezes por dia e estão saudáveis, enquanto outras se masturbam 1 vez por dia, mas com consequências negativas

Por isso, a frequência da masturbação pode até dar um indicativo de algum problema, mas não é um critério confiável e suficiente para dizer que ela é excessiva ou prejudicial.

Os 3 critérios mais significativos para dizer que uma masturbação virou um problema são:

  1. Quando a masturbação se tornou uma necessidade real e não apenas um simples desejo, ou seja, quando a pessoa sente que não pode ficar um dia ou um certo período sem se masturbar; ou seja, assim como um vício.
  2. Quando você começa a sentir que o seu desejo sexual e a sua excitação é melhor durante a masturbação do que durante a relação sexual, mesmo que você não tenha nenhum problema com seu parceiro ou parceira. Em outras palavras, quando você começa a sentir que prefere a masturbação ao sexo com pessoas reais, ou que você se sente muito mais confortável e à vontade se masturbando do que em uma relação sexual.
  3. Se você tiver dificuldades sexuais, como dificuldade para ejacular ou ereções mais fracas – ou outros tipos de problemas durante uma relação sexual na vida real.

Por que é importante identificar e tratar a masturbação em excesso?

A masturbação excessiva não causa doenças graves: nenhum risco de infertilidade, nenhum risco de doenças hormonais, nenhum risco de câncer, etc. Então, por que é importante falar sobre o assunto e tratar essa questão?

É porque a masturbação em excesso pode ter consequências para a sexualidade e, portanto, consequências para a vida pessoal, para o relacionamento e para a qualidade de vida da pessoa.

Então:

Como se livrar de um vício em masturbação?

primeiro passo é se perguntar: “a masturbação está me atrapalhando?” – e agora você sabe responder se sim ou não, através da nossa conversa. 

O segundo passo é identificar em que condições você se masturba com mais frequência: é quando está sozinho e entediado? quando está estressado, ansioso? é quando está muito cansado e buscando um pouco de prazer? é depois de passar por situações estressantes?, etc.

O terceiro é planejar estrategicamente como controlar a compulsão por pornografia e masturbação.  

Aqui vão alguns exemplos:

  • evitar as situações que provocam a masturbação em excesso: se é a solidão, o estresse, se é um certo local, etc., evitar esses contextos;
  • você também pode colocar em prática técnicas como: métodos antiestresse, utilizando técnicas de respiração ou outros exercícios para reduzir a ansiedade;
  • também é útil se dedicar a atividades de lazer e de preferência com outras pessoas: o fato de não estar sozinho, de ter momentos de prazer e especialmente de contato humano é benéfico para trazer equilíbrio e diminuir comportamentos excessivos.

E, apesar de aprender algumas técnicas ou estratégias, é importante saber que, com auxílio de profissionais especializados, como psicólogos, as chances de sucesso são muito maiores. Inclusive para detectar problemas de base, como ansiedade ou uma compulsão. Eles também podem ajudar a aprender a lidar com as recaídas, porque precisamos admitir que elas podem ocorrer. 

Se você sente que está com dificuldades relacionadas ao controle da masturbação, não deixe de pedir ajuda. Você pode consultar especialistas como urologistas ou psicólogos [atendimento online].

E, se você tiver dúvidas ou comentários, continue essa conversa nos nossos canais no Youtube, Instagram, Facebook, TikTok, ou no blog. Te vejo lá!

NOVO

Você está na dúvida se o seu parceiro está exagerando na masturbação?

Encontre uma solução online conversando com um psicólogo especializado em sexualidade.

Teleconsulte por vídeo ou celular o terapeuta sexual da sua escolha e consiga a ajuda necessária para a sua relação!

Agendar Teleconsulta

e receber ajuda agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *