Como se manter em forma com o sexo?

Duas pessoas abraçadas na cama: o sexo faz bem para a saúde, sim
BLOG OMENS / Sexualidade
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

30 de novembro 2021

A nossa vida sexual acompanha intimamente nossa experiência de vida: a descoberta do corpo, de fantasias, do prazer do orgasmo… O sexo faz bem para a saúde e modela a nossa relação com o outro e com nós mesmos. Viver a própria sexualidade de forma satisfatória produzirá efeitos benéficos no corpo e trará bem-estar. Embora as relações sexuais possam também ter a reprodução como objetivo, o prazer ocupa um lugar muito importante na vida sexual das pessoas. Portanto, vale a pena lembrar por que o sexo é bom para a saúde.

O sexo faz bem para a saúde porque melhora a condição física e previne certas doenças

Fazer sexo regularmente ajuda a manter a própria forma física e até mesmo a prevenir algumas doenças.

Assim como a prática esportiva contribui para uma boa pressão arterial, as relações sexuais também colaboram para diminuir o risco de problemas cardíacos.

O orgasmo pode reduzir o estresse, a ansiedade e até dores de cabeça, propiciando sonos saudáveis e ajudando a reduzir o risco de determinados tipos de câncer (como o câncer de próstata).

No caso das mulheres, a prática sexual frequente também ajuda a fortalecer o assoalho pélvico, prevenindo o enfraquecimento dos músculos pélvicos que poderiam levar à incontinência urinária.

O sexo responde a uma necessidade natural e hormonal

Em primeiro lugar, o sexo supre as necessidades naturais do ser humano relacionadas aos hormônios.

Sentir desejo por alguém é algo 100% natural. Isso porque os corpos emitem uma série de sinais que podem despertar desejo e excitação no outro. Tudo pode acontecer sem o nosso conhecimento, sem que a gente saiba por que desejamos tal pessoa.

A própria libido é um fenômeno que podemos qualificar como físico-químico.

Portanto, é saudável e normal experimentar esses tipos de sensações.

O sexo faz bem para a saúde ao satisfazer desejos e trazer bem-estar

O próximo passo é se esses desejos serão realizados ou não.

Independentemente de estarmos em um relacionamento ou solteiros, o sexo tem um lugar importante nas nossas vidas.

A satisfação desses desejos traz uma sensação de bem-estar, relaxamento e alívio. Durante a relação sexual, produzimos oxitocina e endorfinas que propiciam esse estado eufórico.

Por isso, o sexo impacta a saúde mental e ajuda na manutenção da libido. Mas ele também impacta positivamente os nossos corpos por diversas razões.

O sexo ajuda a descobrir o próprio corpo através do outro

Fazer sexo é experimentar o contato de um corpo com outro. É também compartilhar prazer, estímulos, gestos… Em resumo: as sensações que nos fazem sentir bem!

É experimentar o próprio corpo, mas também o corpo de outra pessoa diferente de nós. Isso pode dar origem, em ambos parceiros, a variados prazeres e fantasias.

No entanto, os benefícios do sexo vão além da simples satisfação de impulsos.

O sexo é bom para relacionamentos e para a comunicação

Em um relacionamento, os problemas relacionados à sexualidade podem ser diversos. Mesmo porque o sexo permite atender aos desejos do parceiro ou parceira, bem como aproximar os dois de forma bastante íntima.

Muitas vezes, o sexo é fundamental para que alguns relacionamentos funcionem bem.

As interações íntimas são às vezes uma forma do casal se encontrar. Os parceiros podem abordar certas discussões após o sexo:

Quando os dois compartilham desse momento de prazer e se sentem bem após a relação sexual, ambos podem trocar ideias e se comunicar de forma mais tranquila, o que talvez não aconteça com tanta frequência na vida cotidiana.

Esses momentos são extremamente importantes em um relacionamento.

Uma vida sexual feliz reforça a autoestima

Enfim, ter uma vida sexual plena ajuda a pessoa a se sentir bem consigo mesma.

Ao respondermos aos nossos desejos naturais dessa forma, sentimos satisfação e prazer.

Viver a própria vida sexual com certa liberdade possibilita preservar a confiança em si mesmo, portanto, auxiliando na saúde mental.

O sexo também pode fazer o contrário e impactar muito negativamente a autoestima se virar uma fonte de mal-estar para o indivíduo.

Como as doenças crônicas influenciam a libido? [Vídeo]

Você já deve saber o que é libido, mas existe alguma relação entre doenças crônicas – como câncer, obesidade, osteoporose e outras – e problemas de falta (ou perda) de libido? Então, logo após esses possíveis casos, tem como aumentar a libido de novo? Saiba mais!

Não deixe a situação piorar: procure orientação!

É importante manter uma relação saudável consigo mesmo, com a própria sexualidade e com o próprio corpo. Negligenciar um desses aspectos trará repercussões a longo prazo se você reprimir a sua sexualidade pelas razões erradas: desconforto físico, problemas de ereção, ejaculação precoce

Não espere até o último momento para agir ou buscar ajuda: existem diversas soluções simples e eficazes.


Mais leituras

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *