Secura vaginal: sintomas e tratamentos

Sintomas, remédios, pomadas, tratamentos para secura vaginal
BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

10 de maio 2021

As mulheres não escapam dos problemas sexuais e a secura (ou ressecamento) vaginal é um dos mais recorrentes. Mas, em alguns casos, é apenas ocasional e essa dificuldade geralmente não é um problema preocupante. No entanto, se persistir, ainda há soluções para manter uma vida sexual ativa.

O quanto a secura vaginal pode afetar a sexualidade? A lubrificação da vagina é apenas sexual ou tem outra função?

Secura vaginal: introdução

Muitos problemas sexuais femininos foram erroneamente relacionados durante muito tempo à secura vaginal ou à má lubrificação da vagina.

Aliás, esse tipo de problema era facilmente associado a uma “frigidez”, mesmo se tratando apenas de uma dificuldade sexual feminina desconhecida na época.

Na realidade, muitas mulheres com essa condição não têm problemas na região genital, de um ponto de vista físico, mas mencionam uma redução ou mesmo uma ausência da resposta sexual. 

Afinal, problemas sexuais mais subjetivos, problemas relacionados ao desejo, em alcançar o orgasmo…. Todas podem estar intimamente ligados.

A resposta sexual do corpo feminino é, portanto, um fenômeno complexo.

Quais são as funções das secreções vaginais?

Antes de discutir a secura vaginal como um problema relacionado à excitação, vamos rapidamente relembrar as funções das secreções vaginais, que não são apenas sexuais.

Função purificadora

As secreções vaginais possuem um fluxo relativamente constante no corpo feminino.

O seu papel é eliminar os resíduos do metabolismo (metabólitos) do corpo, limpar a vagina após o período menstrual, eliminar células mortas ou resíduos de esperma…

Dessa forma, a função primária de tais secreções não é sexual.

Função imunizadora

As secreções mantêm uma flora vaginal bastante ácida, desfavorável aos micróbios e patologias.

São compostas por ácido láctico e, em uma quantidade menor, de ácido acético.

Função lubrificante

A lubrificação da vagina permite o prazer sexual durante a penetração e facilita a movimentação do pênis, dedos, etc.

Afinal, sem essa lubrificação, a penetração pode ser dolorosa para a mulher, fazendo-a sentir menos ou nenhum prazer.

Ovulação e secreções vaginais

No momento da ovulação, as secreções vaginais, dependendo da sua consistência e do volume de fluido secretado, encorajam os espermatozoides a se moverem em direção ao útero.

Secreções vaginais e feromônios

Um fenômeno mais misterioso e controverso: parece haver uma ligação não esclarecida entre as secreções vaginais, os feromônios que elas contêm e a atração sexual exercida em um determinado parceiro ou parceira.

Além disso, o odor pode exercer um papel tanto positivo quanto negativo.

Essas são as diferentes funções das secreções vaginais, cujo papel é múltiplo e complexo.

Definição de secura vaginal

A secura vaginal pode ser uma desordem relacionada a excitação, se percebida na mulher da seguinte forma:

uma incapacidade permanente ou recorrente de alcançar ou manter uma lubrificação adequada em resposta à estimulação sexual ao longo da atividade sexual.

Esse sintoma é frequentemente a causa de sofrimento psicológico para a mulher, trazendo dificuldades pessoais. Ele está intimamente relacionado ao desejo sexual e à excitação nas mulheres.

No entanto, essa definição pode estar incompleta e excluir uma série de perturbações da excitação feminina. Por isso, existe um debate ainda em aberto entre os cientistas. Isso porque o que perturba a excitação feminina pode ser subjetivo e/ou objetivo.

Qual é a relação entre a resposta sexual da vagina e a percepção da excitação?

A dificuldade para os pesquisadores reside precisamente nesse ponto. Não se conseguiu explicar a ausência de ligação em muitos casos entre a resposta sexual do órgão genital e o sentimento, o prazer e a excitação.

Alguns pesquisadores acreditam que a resposta sexual da vagina nas mulheres é um reflexo automático – acontece mesmo que a mulher não se sinta excitada sexualmente. Além disso, o órgão sexual de uma mulher vítima de violência sexual pode reagir, o que complica enormemente o debate e reforça a ideia de uma reação sexual automática…

No entanto, um estudo parece mostrar que essa “resposta sexual automática” diminui se a mulher sentir repulsa durante o ato.

Tratamentos para secura vaginal

Acompanhamentos psicológicos e terapêuticos

Outros problemas de excitação podem acompanhar a secura vaginal, como uma alteração no desejo ou no orgasmo. Condições como o vaginismo estão frequentemente associadas.

O tratamento deve, portanto, tentar ser geral.

Os acompanhamentos psicológicos e terapêuticos são os melhores para as pessoas ansiosas, deprimidas ou estressadas.

Um terapeuta sexual poderá também ajudar a mulher a conhecer melhor o seu corpo, através de informações sobre a resposta sexual e a anatomia feminina.

Recomenda-se também que essas mulheres adotem uma dieta saudável e equilibrada e pratiquem atividades físicas regularmente.

Tratamentos hormonais

Pode-se propor um tratamento hormonal, junto de orientação psicossexual.

A secura vaginal é frequentemente desencadeada pela menopausa, mas é importante estudar as relações pessoais e com o parceiro também. Isso para se levar em consideração parâmetros hormonais e não hormonais.

Lubrificantes

São utilizados por muitas mulheres que sofrem de secura vaginal, mas geralmente a dor é ainda moderada, de acordo com estudos.

É necessário privilegiar os géis íntimos sem parabenos, contendo aloe vera e hidratantes. A pessoa pode utilizá-los durante a relação sexual ou antes, dependendo da duração da sua ação.

Dependendo da mulher, os géis lubrificantes podem ser muito eficazes.

A secura vaginal pode ser uma ocorrência inofensiva e temporária na vida de uma mulher – tal como os homens estão sujeitos a problemas de ereção ao longo da vida.

O problema pode se tornar incômodo se permanecer ao longo dos anos. Portanto, é muito melhor consultar um médico e/ou um psicólogo rapidamente do que esperar até o último momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *