Você brocha? Saiba como evitar o problema na cama!

brocha é um termo muito pejorativo para algo comum mas possível de evitar
BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

17 de julho 2021

A vida sexual é quase sempre um elemento crucial para a satisfação e a felicidade de um casal. Certos problemas, porém, podem prejudicar esse equilíbrio. É o caso, por exemplo, de distúrbios sexuais ou simplesmente de quando se brocha.

Essas perturbações podem causar tensões e frustrações no relacionamento. No entanto, esse é um problema comum. É por isso que decidimos explicar aqui o que acontece quando você “brocha” e como isso pode ser resolvido de forma rápida e fácil.

O que significa quando o homem brocha?

Na maioria dos casos, quando o homem deseja fazer sexo, seu corpo se coloca em todas as condições físicas e psicológicas a fim de despertar uma ereção que lhe permita ter a relação sexual.

Segundo os médicos, para que uma ereção seja considerada “boa”, ela deve atender a uma série de critérios, como:

  • Duração –  o tempo de duração de uma ereção é muito importante, pois determina como está sua saúde sexual. Por exemplo, quando há uma ereção muito rápida e passageira pode se dizer que o homem “brochou”; quando ela dura mais de 4 horas,  trata-se de uma doença chamada priapismo.
  • Rigidez –  isso é o que determina a diferença entre uma ereção dura e uma ereção fraca. Esse critério também é essencial, pois normalmente o pênis permanece rígido durante toda a ereção. No entanto, em caso de disfunção erétil, o pênis pode ficar mole mesmo que a ejaculação ocorra em seguida.

Assim, quando o homem “brocha”, esse mecanismo é interrompido e ele é incapaz de alcançar uma ereção.

Por que o homem brocha?

Há diversos problemas sexuais que podem afetar os homens. Dentre eles, podemos destacar:

É comum chamar de “falha” ou “brochada” casos isolados de disfunção erétil.

Quando os casos são recorrentes e duram mais de 3 meses, podemos tratar realmente como problema de ereção. Dessa forma, é aconselhável consultar um médico para entender a origem do problema e encontrar um tratamento apropriado.

“Brocha” ou disfunção erétil: um problema sexual grave

Um problema de ereção (ou disfunção erétil) pode ser definido como a incapacidade em alcançar ou manter uma ereção suficiente para uma boa relação sexual.

As causas da disfunção erétil podem ser diversas. O resultado é a incapacidade do pênis de crescer e endurecer devido à falta de fluxo sanguíneo nos corpos cavernosos do pênis.

É isso que faz o órgão sexual masculino passar de mole para duro. Atualmente, a disfunção erétil é um problema realmente considerável, afetando mais de 15 milhões de homens no Brasil (Fonte:  OMS).

Ainda assim, poucos homens consultam um médico e recebem um tratamento adequado para curar sua disfunção erétil e retomar uma vida sexual feliz.

Disfunção erétil tem tratamento: não espere para procurar ajuda!

Consulte médicos urologistas, especialistas em saúde sexual masculina: por celular, chat online ou vídeo e a partir de R$ 69.

Você também pode obter sua receita médica e pedir para receber em casa os seus medicamentos ou tratamentos manipulados.

Agendar Teleconsulta

e receber ajuda profissional!

Brocha: quais são as causas?

Na maioria dos casos de adultos jovens, brochar está relacionado a um problema psicológico. Podemos citar como origem, por exemplo:

  • ansiedade, como a de não ser “eficiente”, não ser bom o bastante;
  • o próprio medo de brochar;
  • estresse;
  • falta de desejo;
  • autoimagem negativa.

Quando esses episódios se repetem de forma recorrente e por muito tempo, podemos falar em disfunção erétil. Nesse caso, podem haver problemas psicológicos, mas também podem ser consequências de problemas físicos, como:

  • síndromes metabólicas como a hipertensão e a hipercontratilidade;
  • consumo de drogas, cigarro ou álcool;
  • hipertensão ou diabetes;
  • cirurgia na próstata;
  • ingestão de certos medicamentos, como os que tratam pressão alta, colesterol ou mesmo problemas cardíacos;
  • níveis baixos de testosterona

Disfunção erétil: razões médicas

Distúrbios sexuais afetam particularmente os homens com mais de 50 anos de idade. O que acontece é que o corpo envelhece gradualmente e, portanto, não é mais capaz de atingir de forma natural o mesmo desempenho físico e químico de antes.

Além do envelhecimento do corpo, podemos citar também as seguintes causas:

  • consumo de tabaco e/ou álcool;
  • diabetes;
  • hipertensão;
  • colesterol elevado;
  • diminuição do desejo sexual;
  • bloqueio das artérias, limitando o fluxo sanguíneo;
  • obesidade ou sobrepeso crônico em homens;
  • doenças específicas do pênis, como Peyronie;
  • problemas hormonais, como a deficiência de testosterona;
  • efeito colateral de certos medicamentos;
  • algumas condições neurológicas, como a doença de Parkinson e a esclerose múltipla, por exemplo;
  • algumas condições hematológicas, como a doença falciforme, a talassemia e muitas outras.

Para entender a origem de uma disfunção erétil constante, é importante consultar um médico para que ele possa identificar os sintomas e as soluções necessárias para corrigir o problema.

Pouco, muito ou nenhum desejo: o que fazer?

A libido, comumente conhecida como desejo sexual, é um elemento fundamental para o bom andamento da vida sexual de um casal.

Tanto em homens quanto em mulheres, vários fatores podem causar uma queda na libido. Dentre outros, podemos destacar os seguintes:

  • Transtornos resultantes de problemas psicológicos: depressão, decepção, estresse, ansiedade e muitos outros. Sabemos que o corpo é uma máquina complexa e um evento infeliz pode rapidamente ter um impacto enorme na psique.
  • Medicamentos, alterações hormonais e consumo de drogas.
  • A regularidade da atividade sexual: é importante saber que o corpo é uma máquina que, uma vez acostumada a um ritmo, pode quebrar caso não mantenha a regularidade. É por isso que em casos de desilusão amorosa ou quebra nos hábitos, a libido é bastante afetada.

Hábitos saudáveis influenciam a ereção? [Vídeo]

Que hábitos saudáveis, como boa alimentação e prática de esportes, ajudam em questões como melhorar a ereção você já sabe. Agora venha entender a relação entre álcool e problemas de ereção e entre drogas e impotência masculina. Nesse vídeo, o médico João Brunhara fala sobre tudo isso.

Soluções

Diante de uma queda no desejo (masculino ou feminino), há uma série de soluções que podem ajudar a reacender o apetite sexual. Aqui estão algumas ideias:

  • Aprimorar a comunicação: em tal situação, conversar com seu parceiro é a coisa mais importante a fazer. Pode parecer óbvio, mas muitas vezes esquecemos que, em uma situação como essa, a pessoa mais preocupada depois de você é seu parceiro, e o sofrimento é geralmente compartilhado, já que o parceiro pode se sentir menos atraente.
  • Surpreendendo-se, ao trazer algo novo para sua vida sexual. Para surpreender seu parceiro, comece mudando o seu dia a dia, por exemplo:
    • viajando, mesmo que por um fim de semana curto;
    • improvisando passeios e saídas;
    • criando alguns jogos;
    • compartilhando mais tempo juntos;
    • partilhando mais suas preocupações e alegrias;
    • modificando seus hábitos diários.
  • Lembre-se de consultar um médico se os sintomas persistirem e lhe causarem sofrimento. Você pode entrar em contato com especialistas, como urologistas ou psicólogos.

Quando brocha por estresse: primeira vez na cama ou um novo relacionamento

Os problemas sexuais em pessoas com menos de 40 anos de idade, na maioria das vezes, têm problemas psicológicos como causa. Um dos mais comuns e inevitáveis é o estresse. Ele faz com que relaxar seja muito difícil para o homem, tornando-se um grande ímã para problemas.

O estresse pode ser causado pelo trabalho, por uma relação amorosa que terminou mal, por falta de sono ou qualquer outro evento que possa afetar psicologicamente uma pessoa.

Quando você está neste estado e começa um relacionamento, há grandes chances de brochar, pelo menos nas primeiras vezes.

A fim de ter sucesso em suas novas experiências, existem técnicas que ajudam a lidar com o estresse. Você pode, por exemplo:

  • Cuidar-se com bom humor –  um bom senso de humor pode ajudar você a se sentir mais autoconfiante e melhorar sua saúde sexual.
  • Comunicar-se com seu parceiro e/ou alguém de sua confiança –  essencial compartilhar pensamentos e se libertar de algumas preocupações. Afinal, encarar o problema de frente e admitir sua existência permite que você lide melhor com isso e busque soluções.
  • Consultar um urologista ou um psicólogo para discutir seus problemas e encontrar soluções adequadas.

Disfunção erétil tem tratamento: não espere para procurar ajuda!

Consulte médicos urologistas, especialistas em saúde sexual masculina: por celular, chat online ou vídeo e a partir de R$ 69.

Você também pode obter sua receita médica e pedir para receber em casa os seus medicamentos ou tratamentos manipulados.

Agendar Teleconsulta

e receber ajuda profissional!

Como resolver seus problemas sexuais

Para resolver seus problemas sexuais, várias soluções estão disponíveis a você, dependendo das causas e sobretudo do nível da problema. Em outras palavras, isso significa que os problemas relacionados ao sexo podem ser bastante fáceis de consertar, assim como podem ser mais complicados.

Por isso, é necessário:

  • Falar sobre isso com seu parceiro –  essa é uma das primeiras coisas que você precisa fazer para evitar se sentir culpado e acabar deprimido. O diálogo é um remédio eficaz que, embora não seja o protagonista aqui, possui um impacto significativo na resolução do problema.
  • Procurar atendimento médico – mais uma vez, não negligencie a sua saúde, especialmente se os problemas persistirem. Após os exames você saberá o que está te bloqueando e, acima de tudo, terá soluções apropriadas para tratar a sua disfunção erétil durante as relações.

Brocha muitas vezes? Consulte um urologista

Se você brocha na cama com certa recorrência, saiba que, nesse momento difícil da vida, há vários especialistas que podem ajudá-lo.

Aliás, caso você não saiba as causas desses episódios, um urologista é com certeza uma das melhores pessoas para ajudar você nessa.

Dê preferência a um urologista com ênfase em sexualidade, pois ele tem formação e experiência no assunto e poderá encontrar com você a solução mais adequada, com medicamentos ou não.

Consultar um urologista às vezes pode ser difícil, porque muitos sentem vergonha durante o processo. Além disso, existem poucos profissionais com essa formação no Brasil, o que dificulta agendar uma consulta.

Para evitar isso, agora você pode consultar um urologista online na plataforma Omens.com.br. Em menos de 24 horas, você pode ter uma consulta por telefone, chat ou vídeo com um dos especialistas da plataforma, e a um preço competitivo em comparação com o valor da consulta presencial.

Como reconhecer um caso de disfunção erétil? [Vídeo]

O primeiro passo para saber como tratar a disfunção erétil é entender como identificá-la e diferenciá-la de um problema de ereção esporádico. Você sabe como reconhecer uma disfunção erétil? Você sabia que existem diferentes tipos, como a disfunção erétil psicológica? Sabe quando um problema de ereção é de fato disfunção erétil? Nesse vídeo, o Dr. João Brunhara nos ajuda a entender melhor o assunto.

Como funcionam os medicamentos para problemas de ereção?

Tratamentos para não brochar

Todos os medicamentos contra problemas de ereção pedem prescrição médica, então, não compre substâncias sem receita pela internet. Isso porque você corre o risco de comprar remédios falsificados ilegais e potencialmente perigosos para a sua saúde.

Assim, no caso de uma disfunção erétil recorrente, a principal solução é fazer um tratamento contra o problema. Após uma consulta com um médico, é preciso seguir cuidadosamente a dosagem indicada. Os medicamentos mais utilizados hoje em dia são:

  • Em primeiro lugar, o Viagra, hoje também disponível em sua forma genérica, a Sildenafila.
  • Em segundo lugar, o Cialis, também disponível em sua forma genérica, a Tadalafila.

Essas substâncias são chamadas de vasodilatadoras, ou seja, o papel delas é fazer da ereção um processo mais fácil, além de deixá-la mais forte.

Em terceiro lugar, se o medicamento oral não funcionar, você também pode usar outros tratamentos, como as injeções intracavernosas. Elas são injetadas diretamente no pênis e permitem uma ereção duradoura e sem dificuldades.

Mas saiba: não estamos falando para você escolher seu tratamento sozinho! Você deve ser acompanhado por um profissional da saúde que lhe dirá qual medicação é melhor para você.

Além disso, esses medicamentos só estão disponíveis mediante prescrição médica: é perigoso comprar remédios online sem receita.

Na plataforma Omens.com.br, se o médico lhe prescrever um tratamento, você poderá recebê-lo em 48 horas na sua casa, diretamente de uma farmácia da região.

Evitando brochar: trabalhando o psicológico e a autoconfiança

Na maioria dos casos, brochar está ligado a um problema psicológico ou de autoestima.

É por isso que é importante cuidar da sua saúde mental a fim de desfrutar de uma sexualidade mais feliz. Então, o acompanhamento de um especialista, como um sexólogo ou psicólogo, é fundamental caso você esteja passando por dificuldades.

Você pode consultar sozinho ou acompanhado! Com toda a certeza, o profissional será capaz de identificar o bloqueio e oferecer as soluções perfeitas para você reconquistar sua autoconfiança.

Fontes

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

2 comentário(s) sobre “Você brocha? Saiba como evitar o problema na cama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *