5 dicas de como superar a perda de ereção no momento da penetração

BLOG OMENS / Ereção
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

8 de abril 2021

O estresse, a ansiedade, o momento de colocar a camisinha, o desejo de fazer tudo certo… Saiba que a perda de ereção na hora da penetração é um problema até bem comum. Mas não se desespere: nesses casos, o melhor é contornar o problema, aproveitar o momento e ter prazer de outras formas, sem ser pela penetração. Assim a ereção pode voltar ou a relação sexual pode acontecer de maneiras diferentes!

Aliás, isso pode acontecer com todo mundo. E geralmente a(o) parceira(o) é compreensiva(o). Mas se não for… É importante conversar sobre o ocorrido – ou, então, trocar de parceira(o)…

Enfim, a Omens vai te passar 5 dicas de como fazer as coisas correrem bem:

Por que “brochei” durante o sexo? É normal isso acontecer?

Realmente isso pode acontecer, mas mesmo assim ainda é preciso identificar o problema. 

De vez em quando, é normal ter esse tipo de dificuldade. Existem várias razões para isso acontecer, desde que a dificuldade não vire um padrão.

Normalmente as coisas melhoram por si só. Às vezes uma consulta médica pode ajudar também.

Por exemplo, sabemos que muitos homens, quando descobrem um(a) parceiro(a) pela primeira vez, acabam se sentindo mais estressados. Isso porque eles querem fazer bem, talvez fiquem preocupados com a hora de colocar o preservativo… E esses fatores se acentuam se a pessoa for um pouco mais ansiosa ou perfeccionista.

Assim, com o tempo, a pessoa vai se sentindo mais tranquila, ela recupera a confiança e as coisas evoluem! Isso é algo passageiro, mesmo porque os homens não são máquinas com um botão de ligar/desligar (o que é reconfortante, diga-se de passagem)!

Além disso, há um segundo caso: a pessoa não tem problema de ereção quando se masturba, tem ereções matinais/noturnas… As coisas só ficam “ruins” durante a relação sexual – ou na penetração.

Dessa forma, não se pode falar propriamente em disfunção erétil, pois as ereções estão presentes fora do contexto sexual a dois. O bloqueio é principalmente psicológico.

Para superar o problema, você provavelmente terá de olhar para si mesmo e trabalhar isso – e o papel da(o) parceira(o) é essencial para te tranquilizar. Porque, claro, a relação sexual é um ato compartilhado.

CONSULTAR UM

UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

CONSULTAR UM UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

Perda de ereção na penetração: o que fazer?

Nós vamos lhe passar algumas dicas de como superar a perda de ereção na penetração, mas você também tem a possibilidade de discutir livremente o problema com os nossos médicos, especialistas nessas questões.

Identificamos os 2 casos principais:

  1. um desconforto ocasional com uma nova parceira ou parceiro (isso é normal) e
  2. uma dificuldade constante durante a penetração, mas sem sinais de disfunção erétil com causas fisiológicas.

Em relação ao segundo caso, deve-se examinar a natureza do problema com maior profundidade. O problema pode ser um simples bloqueio psicológico, como já comentamos, ou pode surgir devido a outros fatores.

Por exemplo, sabemos que a prática excessiva da masturbação pode levar a “falhas” por algumas razões. É outro fenômeno normal: se você se masturba várias vezes ao dia, você aumenta o risco de não ter energia quando chegar a vez da relação sexual.

Sobre essa questão, o excesso de pornografia certamente também não ajuda.

Combinar masturbação e pornografia não é em si o problema. O problema é substituir a realidade do sexo por fantasias irreais ou se deixar influenciar muito por filmes pornôs, com o risco de ter uma falsa imagem da própria sexualidade ou da(o) parceira(o).

Se você sente que está em qualquer uma dessas duas situações, diminua a frequência com que você se masturba e evite a pornografia. A partir desse momento, as coisas devem melhorar quando você estiver com a(o) parceira(o).

Um estilo de vida saudável também é importante: boas noites de sono, alimentação saudável, prática regular de atividades físicas, etc.

Superando um bloqueio psicológico

Se o problema for mais específico e ocorrer apesar de um estilo de vida saudável, sem excessos na masturbação ou com a pornografia, a dificuldade é provavelmente psicológica.

Veja, então, algumas dicas simples para tornar a parte da penetração menos estressante:

1) Encare a relação com tranquilidade

Durante as relações sexuais, não se concentre na penetração, senão você perderá a calma toda vez.

No sexo, é importante manter a mente livre, despreocupada. E, para fazer isso, você deve primeiro aprender a descansar e se descontrair na sua vida diária.

Pratique esportes, invista em ioga ou meditação a fim de reduzir o estresse ou a ansiedade.

Aprenda a sentir a própria respiração: inspire lentamente e depois exale, sentindo o ar passar por seus pulmões antes de sair. Pratique com frequência esse tipo de exercício, repita-o por 5 minutos para controlar o seu ritmo cardíaco na hora H.

2) Verifique se o problema ocorre ao colocar o preservativo

Se sim, então se antecipe e não espere até o último momento para colocar a camisinha!

Mantenha um preservativo por perto, para que você não tenha que procurar por um desesperadamente na hora – o que pode causar uma perda de ereção.

Se você tem um problema de ereção sempre que coloca a camisinha, confira esse nosso artigo sobre o assunto.

3) Lembre-se: sexo é um ato compartilhado

O papel do parceiro ou parceira é, portanto, fundamental.

Se você tiver qualquer dificuldade no momento da penetração, deixe a(o) parceira(o) se encarregar desse instante: em vez de se colocar em uma posição ativa (“dominante”), prefira uma posição mais passiva, em que a(o) parceira(o) estará em cima de você, por exemplo.

4) Não foque apenas nessa perda de ereção e na penetração

Se você ficar pensando na penetração antes mesmo de começar a relação sexual, as chances de “falhar” são maiores…

Leve o tempo que for preciso, há outras maneiras de se ter prazer. Brinque com a(o) parceira(o), troquem carícias, beijos e outros estímulos.

O sexo oral é uma ótima maneira de se iniciar a relação e de compartilhar prazer: ele desviará sua atenção da ereção, sem que a excitação diminua.

Outro ponto importante: saia da rotina Beijo → Sexo oral → Penetração. Não existe um padrão pré-definido! Seja instintivo e escute os seus desejos e os da(o) companheira(o).

O ato sexual não deve girar em torno da penetração. As mulheres, por exemplo, tem até mais orgasmos fora da penetração

5) Tente usar um anel peniano (cockring), por exemplo!

No início da relação sexual, e quando sua ereção estiver forte, você pode usar também um anel peniano! Ele ajudará você a manter a ereção.

Mas atenção: o anel pode ser um pouco difícil de colocar e requer um pouco de prática.

E, por último, mas não menos importante: se você perder a ereção durante a relação sexual, não precisa finalizar o sexo por conta disso – isso seria a pior coisa para você e para a(o) parceira(o).

Agindo dessa forma, você se sentirá culpado e entrará em um círculo vicioso. Procure, então, ter prazer de outras formas, como explicamos, isso vai te tranquilizar para a próxima vez.

CONSULTAR UM

UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

CONSULTAR UM UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

Conclusão

Se, apesar de tudo o que dissemos, a sua dificuldade persistir, procure o acompanhamento de um médico urologista. Nossas dicas podem ser úteis, mas sabemos que elas são bem abrangentes. O médico, por sua vez, poderá identificar claramente qual o problema no seu caso.

Por exemplo, tomar medicamentos para ereção em pequenas quantidades pode te ajudar a superar essa pequena dificuldade, pode te deixar mais tranquilo, acabando a longo prazo com o problema na penetração.

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *