Slow sex: o que é isso?

corpo sensual escondido por um véu, o sexo lento pode focar nos detalhes
BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

10 de outubro 2021

Às vezes é bom deixar o tempo passar e aproveitar tudo devagar: essa é a ideia do slow sex (sexo lento)! Esse jeito de fazer sexo vai contra a “corrida ao orgasmo” e permite evitar o tédio e a repetição, trazendo formas diferentes de se sentir e dar prazer. Porque, mesmo que a relação sexual mais rápida possa satisfazer, fazer dela uma rotina vai transformá-la inevitavelmente em algo maçante…

Aprenda a desacelerar um pouco com a Omens e desenvolva a sua sensibilidade e a sua sexualidade!

Os fundamentos do slow sex

O sexo lento se baseia principalmente em 4 princípios:

  1. viver no momento
  2. focar nas sensações mais “interiores”
  3. relaxar
  4. descobrir, ter mais criatividade e liberdade

Sexo lento é curtir o presente

A ideia é desenvolver uma compreensão mais ampla da própria sexualidade, ou seja, se distanciar de certos aspectos psicológicos e ouvir apenas o próprio corpo. Em outras palavras, “viver o momento” significa acima de tudo “não estar ausente” em relação a si mesmo e à parceira ou parceiro.

Volte a focar no próprio interior

Muitas vezes acabamos focando na nossa imagem exterior (na aparência do nosso corpo) que esquecemos o que está acontecendo por dentro! Ouvindo o próprio corpo, o sexo lento permite aguçar os sentidos e perceber sensações mais profundas e intensas.

Sexo delicado ou romântico?

Ficar relaxado permite que essa força sexual (“energia”) flua livremente pelo corpo – um pouco da forma como o tantrismo considera a sexualidade. E essa tranquilidade vem necessariamente do interior, abrindo mais espaço para sensibilidade e intimidade.

Além da questão do relaxamento, é extremamente necessário reservar um tempo para si mesmo.

Descoberta, criatividade e liberdade

Aprenda a desenvolver os seus sentidos, principalmente o tato; prestar atenção aos movimentos também é importante, para diferenciar cada uma das sensações. Aliás, o uso de óleos de massagem ou de um gel lubrificante também pode ajudar a estimular essas sensações.

E, por fim, a comunicação verbal, o contato visual, a respiração ou qualquer outra forma de comunicação é necessária para se aproveitar o momento e sentir tudo que a sexualidade pode oferecer!

A penetração no sexo lento

Além disso, vale lembrar que slow sex não significa que não precisa haver penetração. Às vezes, pelo contrário! Aliás, ela pode ser mais prolongada, mais lenta, mais profunda… Você deve realmente sentir a outra pessoa, a penetração vira o encontro dos dois órgãos sexuais, em que ambos recebem estímulos ao mesmo tempo.

E essa junção é possível quando você aprende a se concentrar no próprio corpo!

O atendimento online e personalizado de um urologista pode te ajudar!

Consultas a distância (por celular, chat online ou vídeo) com médicos especialistas em saúde sexual masculina: a partir de R$ 69.

Prescrição médica e entrega a domicílio de medicamentos e tratamentos manipulados.

Agendar Teleconsulta

e receber orientação médica!

Preciso estar relaxado para praticar o slow sex?

Todos nós conhecemos os benefícios do sexo para a saúde: age contra o estresse, libera uma série de hormônios que promovem o bem-estar e o prazer (oxitocina, dopamina, endorfinas).

Todos esses hormônios também promovem nossa condição física (o sexo previne muitas doenças), o bom funcionamento do sistema cardiovascular, além de facilitar o sono.

Em resumo, o sexo é como o esporte: um poderoso ansiolítico!

Mas você tem obrigatoriamente de estar relaxado para fazer sexo? Sim e não…

Isso porque, algumas pessoas, sob efeitos do estresse ou da ansiedade, não conseguem ter prazer na cama; enquanto outras se sentem melhores com o sexo (por todas os benefícios que a relação sexual apresenta).

A sexualidade e o estresse não são obrigatoriamente inimigos

E, sim, o estresse pode ser tanto um problema para a sexualidade quanto uma solução (embora seja mais frequentemente um problema). Pois ter relações sexuais é uma forma de se livrar do estresse – isso, claro, quando ele não nos paralisa…

Para superar o estresse, às vezes é necessário passar por um acompanhamento psicológico ou obter a orientação de um médico especialista em saúde sexual, principalmente se as experiências anteriores te deixaram ansioso; por exemplo: em caso de disfunção erétil, dores, problemas com o orgasmo, etc.

Sexo lento OU rapidinha?

Não se trata de estabelecer uma hierarquia do que é melhor ou pior: uma relação sexual mais rápida pode ser intensa e satisfatória – ou então pode ser decepcionante.

Por outro lado, não é só porque você está levando 3 horas que significa necessariamente que você vai sentir mais prazer.

Então, qual escolher?

Cabe a você sentir como estão as coisas. O segredo é variar entre os prazeres: você pode chegar ao orgasmo com a outra pessoa em 5 minutos, mas logo vão ficar entediados se isso acontecer sempre desse jeito…

Alterne entre relações breves, intensas (em diferentes situações, locais ou horários do dia) e momentos em que vocês podem levar mais tempo.

Nem sempre temos tempo para carícias e brincadeiras, mas são experiências enriquecedoras e sensuais porque nos ensinam a perceber nossos corpos de forma diferente.

Após relaxar, dedique um tempo para descobrir outros toques e estímulos

A ideia de um sexo lento é de despertar a consciência a fim de se conseguir mais prazer. Assim, você consegue experimentar outras formas de acariciar, de tocar, em áreas do corpo que você talvez desconhecia.

O clima deve estar propício para que você se concentre apenas naquele momento. Para evitar incômodos, você pode, por exemplo, desligar o seu celular e/ou escolher um horário adequado!

A importância do ambiente

Cheiros e cores também têm um efeito sobre a sexualidade. Por isso, é importante brincar com o ambiente durante o slow sex. Mesmo porque você vai passar o seu tempo lá! O clima (a vibe) também vai influenciar as suas percepções.

Por exemplo, tomar um banho com a parceira ou parceiro, usar iluminação suave e quente, diferentes aromas, etc.

A experiência sensual de um sexo lento

Aproveitar o tempo aqui significa trazer um pouco de erotismo e de experiências sensitivas. Trata-se de inovar sexualmente, mudar os hábitos… Porque o sexo também pode virar rotina a longo prazo.

Descubra diferentes técnicas de massagem, explore novas zonas erógenas… Até as palavras podem ser usadas de uma forma sensual e erótica!

O slow sex não deve virar o padrão

Como dissemos anteriormente, é importante variar as formas de prazer! Nosso cérebro precisa de novas experiências. Aliás, se você fazer sexo devagar todos os dias, provavelmente você também vai ficar entediado!

Conclusão

Relembrando as regras do sexo lento:

  1. ouvir o próprio corpo
  2. estar completamente no presente
  3. relaxar
  4. brincar com diferentes sensações e emoções

Quanto ao resto… Seja criativo e dê liberdade aos seus desejos! E não se esqueça de levar o tempo que for necessário!

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *