É normal se masturbar quando estamos em um relacionamento?

BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

20 de junho 2021

Desde que isso não substitua a sexualidade existente no relacionamento, é completamente saudável quando qualquer uma das partes do casal se masturba. Mas, caso a masturbação se transforme em uma prática muito solitária e exagerada, corre-se o risco de afastar o(a) parceiro(a).

Por outro lado, reconhecemos as suas vantagens para a saúde: especialmente quando os desejos sexuais (as libidos) são diferentes entre os parceiros.

Por fim, muitas vezes considerada um prazer solitário, a masturbação pode também ser vivenciada em casal!

Os benefícios da masturbação

Assim como as relações sexuais, a masturbação permite através do orgasmo liberar uma série de hormônios que provocam a sensação de bem-estar, prazer e euforia.

É verdade que se masturbar regularmente (seja solteiro, seja em um relacionamento) é algo bom, quando a prática não vira um excesso.

É uma ótima maneira de aliviar o estresse e a ansiedade principalmente. Ela pode ajudar até mesmo a manter um sono saudável, quando praticada antes de dormir.

Descobrir o próprio corpo

Através da masturbação, descobre-se o próprio corpo e as próprias reações. Assim, é possível identificar os músculos que entram em ação no momento do orgasmo (os músculos pélvicos), permitindo controlar melhor a excitação durante a relação sexual.

Por isso, para os homens que sofrem de ejaculação precoce, a masturbação pode oferecer uma melhor compreensão do reflexo ejaculatório e do ponto sem retorno.

A masturbação pode ser muito importante para a sua saúde

Aliviar o estresse, a ansiedade, ter um maior conhecimento sobre o corpo… Ou seja, a masturbação é boa para o corpo e para a mente!

Aliás, há estudos que dizem que ela poderia prevenir certas doenças, como o diabetes e o câncer de próstata. Além disso, a masturbação pode ser boa para o coração e fortalecer o sistema cardíaco… Ela também pode ajudar em relação à autoconfiança e à autoestima.

Masturbar-se sozinho pode ajudar a liberar alguns bloqueios: principalmente para homens que sofrem de disfunção erétil ligada ao estresse ou à ansiedade. Embora nem sempre isso fique claro na hora do sexo, saber que se é capaz de ter uma ereção por conta própria é importante, pode até ajudar a tranquilizar alguns homens.

CONSULTAR UM

UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

CONSULTAR UM UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

O que muda quando estamos em um relacionamento: casal se masturba?

De modo geral, os homens se masturbam mais do que as mulheres. Nos relacionamentos, por outro lado, a frequência é menor para ambos os parceiros. E isso é normal, já que os dois estão também compartilhando uma vida sexual.

Mas a masturbação ainda guarda todos os seus benefícios, desde que não se caia em excessos.

A libido nem sempre está em alta nas duas partes do casal e às vezes isso pode ser compensado quando uma das partes se masturba: isso é normal e saudável! Dessa forma, é possível reequilibrar aspectos da sexualidade, satisfazer o próprio desejo e, mais tarde, experienciar o sexo normalmente quando os dois se reencontrarem.

Masturbação dentro do relacionamento: por que muitas pessoas se sentem incomodadas?

A masturbação ainda é mal interpretada dentro do casal, sobretudo pelas mulheres que surpreendem seus namorados ou maridos. Algumas têm a impressão de que estão sendo traídas ou que não são mais capazes de satisfazê-los.

Às vezes, essas pessoas não vivenciam bem tal situação, trazendo sérias consequências, particularmente em termos de autoestima.

É por isso que é importante libertar a masturbação desses prejulgamentos do relacionamento. Aliás, em geral, os homens sentem menos vergonha ao saber que suas namoradas ou esposas estão se masturbando. Na maior parte dos casos, eles até acham isso excitante!

É importante conhecer o próprio corpo e entender como dar prazer ao outro – e isso também envolve a masturbação. 

Para muitas mulheres, a prática da masturbação pode ser libertadora, além de permitir ter orgasmos mais facilmente com seus parceiros.

O truque é praticá-la com moderação e também não fazer dela um tabu dentro do relacionamento.

Mas pode ser prejudicial a longo prazo quando o casal se masturba em excesso

O excesso raramente é uma coisa boa: quando a masturbação se torna descomedida, tanto para pessoas em um relacionamento como para os solteiros, ela prejudica a sexualidade.

Por exemplo, alguns homens (mais jovens, na maioria das vezes) podem se masturbar antes de cada relação sexual a fim de “durar mais tempo na cama”. Isso pode funcionar por um tempo, mas também pode ser perigoso.

Muitos se habituam a ter uma ejaculação rápida e recorrente através dessa prática. Às vezes, essa pode ser, mais tarde, a causa de uma ejaculação precoce.

Por fim, masturbar-se com muita frequência dentro do relacionamento pode prejudicar a libido. Masturbar-se todos os dias pode aumentar as chances de não sentir desejo no momento da relação sexual com o(a) parceiro(a).

Conclusões

Quando o assunto é masturbação, tudo é uma questão de frequência e de ter um relacionamento saudável com o próprio corpo e com a(o) parceira(o).

A masturbação não é uma coisa ruim em si: muito pelo contrário, quando praticada ocasionalmente. Ela apresenta muitos dos benefícios que mencionamos.

Entretanto, a fantasia nunca deve substituir a realidade: se você se acostumou a se divertir apenas sozinho, quando chegar a hora da relação, você pode não experimentar muita coisa com a(o) parceira(o). Por isso, tenha cuidado com a dependência e com práticas perigosas.

Além disso, apesar da masturbação ser frequentemente vista como uma prática solitária, você pode aprender a vivê-la também a dois! As mulheres que têm dificuldade em ter um orgasmo, por exemplo, podem se masturbar no final de uma relação sexual…

O principal é ouvir um ao outro e viver momentos bons juntos. A masturbação, assim como o uso de brinquedos sexuais, não deve assustar os casais caso não se torne uma prática solitária muito recorrente!

Fontes

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *