3 posições sexuais para retardar a ejaculação

Dois brinquedos se abraçando - posições que retardam a ejaculação
BLOG OMENS / Ejaculação precoce
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

3 de julho 2021

Se você quer durar mais tempo na cama para satisfazer a(o) parceira(o), este é mais um artigo para você. Realmente existem posições que propiciam menos contato e menos estímulos ao pênis. E isso pode ajudar a você a retardar a ejaculação, sem deixar de sentir prazer e, principalmente, dando mais prazer à outra pessoa.

Para mais informações e orientações personalizadas, você pode consultar um médico especialista ou reaprender a controlar a ejaculação com o programa CONTROL

#1 Posições de lado: a conchinha

Nessa posição, ambos parceiros estão deitados de lado. Ela apresenta a vantagem de não exigir muito esforço para a penetração, além de deixar o sexo mais romântico e carinhoso.

Dessa forma, você pode abraçar a(o) parceira(o), sentir o seu cheiro, estimular outras áreas com as mãos, etc.

Além disso, o principal aqui é que essa posição não permite uma penetração muito profunda. Portanto, isso fará com que você desfrute mais dos prazeres em volta da penetração.

Também é possível fazer intervalos e ir mais devagar, se necessário.

A posição “de lado” permite que a penetração seja mais suave e que você sinta todo o corpo da(o) parceira(o) – não apenas seu órgão sexual.

Troquem beijos, carícias… Você também terá fácil acesso a outras partes do corpo dela(e) para intensificar ainda mais os estímulos (ao clitóris, aos seios, por exemplo).

Quais são as causas da ejaculação precoce? [Vídeo]

Entender a ejaculação precoce e suas causas, ou seja, os possíveis motivos para você passar por um problema de ejaculação é essencial para entender, também, como evitar a ejaculação precoce.

#2 Você por baixo: a cavalgada

Para durar mais tempo na cama, dê preferência a uma posição em que a(o) parceira(o) fique por cima.

Quando você toma uma posição mais “passiva”, você sente menos tensão. E, mesmo que seja a outra pessoa quem está determinando o ritmo dos movimentos, você pode pedir para ela ir mais devagar, se necessário!

Geralmente a pessoa que está por cima irá preferir movimentos mais lentos no começo, embora, claro, ela possa acelerar o ritmo depois.

Ainda assim, desse jeito, as sensações geradas pelo atrito na glande não serão tão fortes. Isso pode te ajudar a retardar a ejaculação.

A(o) parceira(o) poderá arquear as costas ou se endireitar também, a fim de alcançar diferentes pontos internos do corpo com o pênis. Normalmente são movimentos mais lentos e não tão profundos.

Essa posição talvez te excite um pouco menos, porém ainda assim traz prazer e pode atrasar a ejaculação.

#3 Sentados e entrelaçados

Os dois devem estar sentados nessa posição, um de frente para o outro: a(o) parceira(o) sentada(o) sobre o homem.

Coloque suas mãos nas costas da pessoa que está por cima, acompanhando os movimentos dela de vai e vem com os quadris.

Tire um tempo durante o sexo para fechar os olhos, inspirar e expirar junto da(o) parceira(o), para que você se tranquilize e foque no momento presente de prazer.

O objetivo é se conectar, respirar juntos, reduzir o seu nível de excitação e de estresse e desfrutar das sensações e da sensualidade do corpo do outro.

Observe sua(seu) parceira(o) e olhe nos olhos dela(e), sem focar somente na penetração, a fim de valorizar outros aspectos do corpo…

Ao se concentrar na própria respiração, você será capaz de principalmente gerenciar melhor a sua excitação e retardar a chegada da ejaculação.

Conclusão: privilegie essas posições e vá ficando mais confiante aos poucos!

Ao privilegiar essas posições sexuais, você aprenderá pouco a pouco a durar mais tempo na cama. Isso porque, ao perceber que você é capaz de fazer isso, você consegue criar um círculo virtuoso e modificar a sua relação com a própria sexualidade e com a penetração.

A sexualidade é feita de experiências: nem tudo se pode aprender do dia para a noite.

Você tem de conquistar confiança em si mesmo, mas também na sua parceira ou parceiro. É preciso se conhecer, saber os próprios limites, etc.

Ao acumular experiências positivas, você verá que sua sexualidade pode evoluir e que ela não permanece a mesma coisa para sempre.

Para mais conselhos práticos, para aprender como controlar melhor a sua excitação e a chegada da ejaculação, você pode dar uma olhada no Programa CONTROL: um treinamento online feito para quem quer viver uma vida sexual mais prazerosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *