Ejaculação precoce: como abordar o assunto?

é possível resolver a ejaculação precoce com medicamentos e treinamentos específicos
BLOG OMENS / Ejaculação precoce
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

27 de novembro 2021

A ejaculação precoce ainda é um tabu para muitos homens. No entanto, de acordo com uma pesquisa do IFOP¹, realizada em 2019, 71% dos homens sentiram que tinham ejaculado muito depressa nos últimos 12 meses. Estamos falando de um problema sexual muito comum na vida de um homem, seja de forma temporária ou persistente. Todos os homens irão experimentar pelo menos um episódio de ejaculação precoce na sua vida.

Quando o homem sente que a ejaculação precoce está prejudicando a relação com os outros ou com a própria sexualidade, ele pode resolver isso de várias maneiras: com diferentes exercícios ou tratamentos que são muito eficazes hoje em dia.

Consulte um especialista que possa te ajudar a lidar com o problema. Não guarde isso para você mesmo.

Quando chamamos de “ejaculação precoce”

Podemos falar em ejaculação precoce masculina quando:

  1. O homem ejacula dentro de um ou dois minutos após ou antes da penetração.
  2. Quando essa situação foge do controle da pessoa, com dificuldade ou impossibilidade de dominar o impulso;
  3. Quando essa dificuldade é uma fonte de sofrimento ou desconforto, para o homem e/ou para o casal;
  4. E, por fim, como qualquer problema sexual, a ejaculação precoce deve ocorrer na maioria das relações sexuais e estar presente durante por pelo menos uns 3 meses.

Como evitar a ejaculação precoce? [Omenscast #1]

No primeiro episódio do Omenscast, o médico e urologista João Brunhara, especialista em sexualidade masculina, discute a Ejaculação Precoce e seus possíveis tratamentos e prevenções. A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Quebrando o silêncio: como lidar com a ejaculação precoce

Vamos, então, abordar alguns cenários possíveis; em primeiro lugar, ou o homem é solteiro, ou ele está em um relacionamento.

Solteiro

Ser solteiro favorece novos encontros e, portanto, possivelmente diferentes parceiras ou parceiros.

O problema que pode surgir para um homem que sofre de ejaculação precoce é não conseguir fazer sexo com um novo parceiro, por medo ou vergonha.

Essa questão é às vezes muito difícil para um homem lidar, pondo fim ao namoro ou dificultando e atrasando os momentos de intimidade.

Como marcar uma consulta médica em clínicas e consultórios pode ser muito complicado, o atendimento remoto (teleconsulta) permite agora democratizar o tratamento desses problemas. A teleconsulta respeita a privacidade do indivíduo e principalmente evita o possível constrangimento causado por atendimentos presenciais.

O serviço oferecido por um médico urologista é o mesmo do consultório, mas quebra algumas barreiras psicológicas que muitos pacientes têm.

É também importante ter em mente que os urologistas e terapeutas sexuais estão habituados a tratar todos os problemas sexuais, já que são especialistas em saúde sexual e nunca irão julgar um paciente.

Para vários homens, falar da sua ejaculação precoce é, portanto, mais fácil através deste meio, pois garante uma consulta de qualidade, com questionários objetivos, e um acesso rápido ao tratamento (com a possibilidade de ter a medicação entregue discretamente em casa).

Nesse caso, a única pessoa a te ouvir e conversar com você é um médico, obrigado pela ética de trabalho de manter em segredo a sua consulta. Aliás, dependendo da modalidade de teleconsulta escolhida, ele(a) não terá necessariamente uma imagem do paciente: na Omens, é possível escolher entre a teleconsulta por mensagens, por telefone ou por videochamada).

Ejaculação precoce e relacionamento

Este caso pode ser mais complicado para alguns homens, pois envolve a parceira ou parceiro.

Quer se esteja em uma relação estável durante anos ou apenas por alguns meses, o problema da ejaculação precoce pode não estar sempre presente. Às vezes a dificuldade pode ocorrer no início (ou já ter ocorrido antes) ou durante o relacionamento.

Assim, é necessário poder falar sobre o assunto, sem se sentir constrangido ou envergonhado. A melhor solução é poder falar sobre isso com a(o) parceira(o): o companheiro ou companheira tem de se esforçar para compreender. Mesmo porque a sexualidade é uma experiência partilhada entre o casal. Um problema assim não é só pessoal, mas pode dizer respeito a ambos os indivíduos.

Deve-se ter em mente que a ejaculação precoce pode ser tratada, e que ela é certamente um episódio temporário na sua vida. É importante poder discutir calmamente esse problema com a(o) parceira(o), pois isso promoverá os mecanismos necessários para melhor controlar a sua excitação e, logo, a ejaculação.

Em geral, quando a terapia e o treinamento envolve a compreensão de ambos os parceiros, há uma maior probabilidade de que o homem trate completamente a sua ejaculação rápida (através de exercícios e/ou tratamentos). Para algumas pessoas, pode ser mais difícil resolver o problema enquanto se esconde da(o) companheira(o).

Você pode consultar individualmente um médico urologista ou participar de uma terapia de casal com um psicólogo especialista.

Confiança e sinceridade na vida em casal

Estar em uma relação significa muitas coisas. A sexualidade do relacionamento é importante para a maioria, mas nem todos os casais precisam de sexo. Há outros valores essenciais para um casal, como a partilha, a confiança, o compromisso, a sinceridade…

Muitos sentem vergonha pela ejaculação precoce, embora na realidade não haja vergonha nenhuma nisso. A sociedade tem uma série de clichês sobre prazer e duração da relação sexual, o tamanho do pênis, o corpo feminino, etc.

A sexualidade de homens e mulheres está sujeita a esses preconceitos diariamente.

Mas estar em um relacionamento deveria significar poder falar de tudo: e a sinceridade é uma das principais virtudes de um casal.

Por isso é importante se aprofundar no assunto e discutir o problema da ejaculação precoce com a(o) parceira(o).

6 Dicas de como durar mais na cama? [Vídeo]

A duração ideal do sexo é uma questão que traz muita preocupação para os homens, mesmo para quem não tem problemas de ejaculação precoce ou disfunção erétil – até para você, que não busca formas de como acabar com a ejaculação precoce, pode ser que esteja buscando formas de como durar mais na cama, demorar mais na hora h. Então, separamos dicas para quem quer saber como durar mais no sexo. Mas vale lembrar que estas dicas não são necessariamente um tratamento da ejaculação precoce: nesse caso, vale buscar um urologista ou psicólogo especialista.

Encontrando o momento para falar sobre isso

Há várias formas de abordar o assunto, esteja você solteiro ou em uma relação.

Não é uma questão de se preparar para esse momento – nem se você for parceira(o) dele e estiver querendo saber como falar sobre isso com o marido/namorado. Mas o importante é ser sereno e compreensivo consigo mesmo ou com o companheiro.

Pode pensar em como falar sobre o assunto, mas não coloque muita drama nessa conversa. Esse problema acontece na vida de quase todo homem e você não é o único!

Por isso não precisa de um jantar à luz das velas nem de nada solene e sério para falar sobre! Lembre-se: a ejaculação rápida é tratável; fale isso para ele/a.

Isso não é o anúncio de um câncer ou a perda de um ente querido, é apenas uma dificuldade sexual comum. Aliás, a medicina tem feito enormes progressos nessa área.

Escolha um momento calmo para falar sobre isso e seja sincero mas compreensivo.

Por fim, se ainda não conseguimos te convencer a falar sobre o problema, pense nisso: não será melhor juntar coragem e ter uma discussão que pode ser vergonhosa de início, mas que trará respostas e soluções mais tarde?

Na realidade, a ejaculação precoce só é um problema para o casal apenas quando as coisas são deixadas para depois e o desconforto se estabelece com mais força.

Não deixe que um problema simples prejudique desnecessariamente a sua relação.

Como ajudar meu marido ou namorado com ejaculação precoce?

Se conseguiu chegar até aqui, esperamos ter esclarecido a confusão sobre como lidar com essa questão com um urologista online ou com o seu parceiro ou parceira.

Falar nem sempre é fácil, e os homens ainda têm dificuldade em falar dos seus problemas íntimos em geral, por orgulho ou ego, vergonha, medo…

Mas a verdadeira coragem está em tomar decisões para a própria saúde e bem-estar.

Tenha em mente que os clichês em torno da masculinidade são apenas barreiras psicológicas impostas pelas chamadas normas sociais. Não é da natureza de um homem estar sempre bem para performar sexualmente… Nem é da sua natureza transar durante horas a fio, ou que o tamanho do seu pênis seja o principal fator de prazer.

A realidade é que muitos homens têm problemas sexuais; apenas aqueles que falam sobre isso e decidem tomar medidas recuperam o controle das suas vidas e o seu bem-estar.


Mais leituras

¹ Instituto Francês de Opinião Pública

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *