Por que a técnica de jelqing é perigosa e não funciona?

BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

10 de maio 2021

Os urologistas fazem alertas sobre essa prática que tenta, sem sucesso, aumentar o pênis manualmente. Ainda que aparentemente inofensivo, o jelqing pode ser bastante perigoso.

Vamos lembrar aqui neste artigo o quanto esse “método” é ineficaz e os riscos que ele traz à saúde.

Como é essa “técnica”?

Essa técnica, sem base médica nenhuma, consistiria em aumentar o pênis exercendo pressões no membro. Desse modo, o homem deveria formar um círculo com o polegar e o indicador e, com o pênis ereto ou semiereto, ele passaria a apertar o membro da base até a glande.

A ideia é, portanto, criar microlesões para aumentar o comprimento e a circunferência do órgão sexual. Mais precisamente, o objetivo é irrigar internamente o pênis com sangue e criar essas microlesões com a forte pressão feita com os dedos.

Dessa forma, ao cicatrizar, esses microtraumas permitiriam o desenvolvimento de novas células. Mas nada disso funciona.

A técnica de jelqing é ineficaz

O aumento do pênis é possível apenas com intervenção cirúrgica em alguns casos – outros “métodos” devem ser descartados. Não há estudos médicos que comprovem o aumento do pênis utilizando a técnica de jelqing.

Aliás, infelizmente existem muitos sites e produtos enganosos destinados a esse uso. Eles exploram o sofrimento de homens complexados com o tamanho do próprio pênis. Se o tamanho do seu pênis for um problema para você, converse com um médico especialista antes de recorrer a métodos perigosos como o jelqing.

Assim como diversos órgãos nacionais e internacionais de saúde já vem alertando há tempos, nenhuma técnica de alongamento peniano é comprovadamente eficaz ou segura.

Perigos do jelqing

Além de ser ineficaz, o jelqing apresenta muitos riscos. Ao repetir os movimentos dessa técnica, você pode danificar as paredes dos corpos cavernosos do pênis. Isso pode criar uma fibrose, ou seja, a formação de um tecido cicatricial em um órgão.

O médico urologista João Brunhara ressalta:

“Dessa forma, o pênis pode perder sua elasticidade e talvez ganhar uma curvatura acentuada. Nos casos mais graves, pode-se desenvolver até mesmo uma doença de Peyronie, isto é, quando o membro fica com uma curvatura significativa.”

Além disso, vale lembrar que a doença de Peyronie pode ter graves consequências, acarretando disfunção erétil e a impossibilidade de ter relações sexuais. Além dos pacientes com essa doença experimentarem dores no pênis, o órgão pode até encolher devido à fibrose provocada.

O Dr. João Brunhara, especialista em assuntos relacionados à sexualidade masculina, prossegue:

“Mesmo assim, de toda forma, puxar o pênis não faz com que ele cresça. Os homens pensam que podem alcançar os mesmos resultados que um lóbulo da orelha que fica maior por causa de brincos ou acessórios, ou de algumas mulheres do continente africano que alongam o próprio pescoço com argolas… mas não é a mesma coisa, não funciona”.

CONSULTAR UM

UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

CONSULTAR UM UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

O jelqing e os “remédios” que vemos muito por aí NÃO aumentam o pênis!

O jelqing é uma prática perigosa e ineficaz, assim como as substâncias vendidas online que prometem aumentar o pênis.

Preste atenção nas informações disponíveis na internet: muitas delas têm como objetivo enganar os homens a respeito de temas como esse.

O tamanho do órgão sexual sempre preocupou muitos homens, mesmo que, na maioria das vezes, eles estejam na média, com um pênis de aproximadamente 13 cm ereto.

Se você realmente acha que o seu pênis é muito pequeno, você pode consultar um urologista a fim de conversar sobre o problema. Focar apenas no tamanho do membro, infelizmente, alimenta ainda mais complexos.

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *