Azoospermia: a ausência completa de espermatozoides no esperma

Representação de uma reprodução medicamente assistida, saiba sobre a azoospermia
BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

10 de agosto 2021

A qualidade do esperma é avaliada através de um espermograma. Então, quando se detecta a ausência completa de espermatozoides no esperma, chamamos de azoospermia.

Apresentaremos aqui os dois tipos diferentes de azoospermia: a obstrutiva (quando há obstáculos no aparelho reprodutor) ou a não obstrutiva (quando há uma falha na produção de espermatozoides). Além disso, vamos descrever e avaliar as possíveis causas dos tipos de azoospermia tendo em vista uma reprodução medicamente assistida (RMA).

Tipos de azoospermia

Em primeiro lugar, a azoospermia precisa da confirmação de pelo menos dois espermogramas mostrando a ausência total de espermatozoides.

Assim, como dissemos, existem 2 tipos de azoospermia:

  1. com uma obstrução nas vias do sistema reprodutor
  2. com um problema na produção de espermatozoides

Para distinguir os dois, deve-se analisar diferentes dados, por exemplo: esperma, níveis hormonais, ultrassons e informações genéticas.

Azoospermia obstrutiva

Há quatro causas possíveis para a azoospermia quando há obstrução:

  • ausência ou má-formação congênita do canal deferente e/ou das vesículas seminais;
  • consequências de infecções genitais;
  • resultado de uma vasectomia;
  • por fim, em casos raros, um cisto na próstata.

Azoospermia não-obstrutiva

Essa falha na produção de espermatozoides é muitas vezes caracterizada por uma deficiência na secreção de hormônios.

Essa deficiência possui duas causas: periférica ou central.

Causa periférica

  • com origens genéticas: síndrome de Klinefelter, mutações inibitórias do receptor do FSH, microdeleção (perda de um fragmento de DNA) do cromossomo Y;
  • adquirida após cirurgia, traumatismo, orquite (infecção dos testículos), criptorquidia (“testículo escondido”), torção testicular, quimioterapia ou depois do uso prolongado de reposição de testosterona ou por causa da varicocele;
  • ou com origem indeterminada, sem nenhuma relação com qualquer outra doença.

Causa central

  • relacionada a diferentes síndromes: síndrome de Kallmann, síndrome de Prader-Willi, mutações dos genes receptores do GnRH, FSH ou LH, mutações do gene GPR54, etc.
  • ligada a um tumor de hipófise, um problema na próstata ou uma origem medicamentosa…

Quando procurar um andrologista [Omenscast #18]

No nosso 18º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai esclarecer todas suas dúvidas sobre a andrologia e o trabalho do andrologista. Queremos ajudar você que está procurando a orientação de um especialista! A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Avaliando a azoospermia

Frente a uma azoospermia, certamente o questionário médico e o exame clínico são fundamentais na determinação dos fatores que podem afetar a fertilidade.

Diversos espermogramas permitirão determinar o volume da ejaculação e o pH do líquido seminal. Quando se suspeita de uma alteração nas glândulas reprodutivas, pode-se realizar outro exame seminal.

Deve-se analisar principalmente os níveis hormonais: FSH e inibina B, testosterona, LH e prolactina.

Assim, realiza-se rotineiramente um ultrassom dos testículos para avaliar seu tamanho, a posição, presença (ou não) de varicocele, bem como um exame de imagem para avaliação da próstata e vesículas seminais

Esse ultrassom irá, dentre outras coisas, eliminar a possibilidade de cistos ou outras obstruções como causa da azoospermia.

Também se faz um exame do cariótipo para ter uma visão geral dos cromossomos a partir de uma célula, pesquisando alterações como microdeleções e síndrome de Klinefelter.

E, por fim, os exames procurarão outras alterações genéticas.Uma biópsia testicular (incluindo métodos microscópicos como Micro-TESE) avalia diretamente na fonte se o testiculo é capaz de produzir espermatozoides, ao mesmo tempo em que podem ser capturados espermatozoides (se forem encontrados) para utilizar numa reprodução assistida.

Inicie o tratamento da sua casa consultando um urologista online

Consultas por chat, vídeo ou celular com médicos especialistas em saúde sexual masculina (preço médio de R$ 69).

Tudo em um lugar só: prescrição de receita, encaminhamento para exames adicionais e entrega de medicamentos a domicílio.

Agendar Teleconsulta

e iniciar tratamento já!

Tratamentos

A azoospermia não é necessariamente irreversível – isso dependerá da causa.

Quando ela é obstrutiva, há a possibilidade de cirurgia com o objetivo de desobstruir o canal deferente (vasovasostomia). Esse procedimento irá restaurar o transporte normal de espermatozoides.

Os tratamentos hormonais com FSH e HCG também permitem, às vezes, restabelecer a liberação de espermatozoides.

No entanto, quando a azoospermia é de origem genética, ela muitas vezes não tem cura.

Assim, de toda forma, os médicos devem lhe orientar da melhor forma possível e oferecer a você diferentes tratamentos ou soluções caso queira ter filhos biológicos (dependendo da causa da azoospermia).

Os métodos mais invasivos são capazes de capturar os espermatozoides diretamente nos testículos, quando estes são capazes de produzi-los mesmo que em quantidade mínima.

Conclusão

Se você está tendo dificuldades para engravidar a sua parceira (com tentativas regulares e sem nenhum tipo de contracepção), é preciso esperar pelo menos um ano para começar os exames.

Ambos parceiros terão, então, de passar por testes de fertilidade.

É importante lembrar que, às vezes, não se encontra nenhuma causa. O médico deve, portanto, tranquilizar o casal e orientar os dois sobre medidas simples, como: adotar uma alimentação saudável ou evitar certas substâncias nocivas como o cigarro ou o álcool.

Há também períodos no ciclo menstrual em que a mulher é mais fértil.

A conversa com o casal permite fazer um panorama da situação.

No caso de azoospermia não genética, na maioria das vezes existem soluções adaptadas.


Fontes

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *