Problemas de ereção aos 50 anos de idade

é aos 50 anos que muitos homens começam a perceber os problemas de ereção
BLOG OMENS / Ereção
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

23 de agosto 2021

A disfunção erétil  é uma das disfunções sexuais mais comuns e sua frequência aumenta com o passar da idade. Os problemas de ereção aos 50 anos de idade, por exemplo, afetam mais de um a cada dois homens.

Embora as causas da disfunção erétil variem muito de uma pessoa para outra, geralmente identificamos duas principais em homens com mais de 50 anos:

  • disfunção erétil associada a problemas de saúde
  • ou um problema de ereção associado a um acúmulo de fatores benignos

Não deixe de conversar online com um médico especializado em sexologia, se essa situação te preocupa.

Problemas de ereção aos 50 anos: disfunção e questões de saúde

Em primeiro lugar, temos os casos em que a disfunção erétil está ligada a uma doença crônica ou a um acontecimento na saúde.

Por exemplo:

  • diabetes;
  • doenças neurológicas;
  • hipertensão arterial (e outras doenças cardiovasculares);
  • uso de certos medicamentos;
  • depressão, ansiedade ou outros transtornos mentais;
  • doenças reumáticas, etc..

Todas essas doenças crônicas podem alterar o funcionamento da ereção: no nível das artérias ou dos nervos e, em outros casos, devido à fadiga ou às dores que tais doenças provocam.

Às vezes não é uma doença crônica, mas um acontecimento em relação à saúde (mais ou menos repentino) que perturba a libido e a ereção.

Podemos citar, por exemplo:

  • uma operação de câncer de próstata;
  • um AVC;
  • um infarto;
  • uma fratura operada na altura da pélvis (ou do pênis);
  • uma cirurgia na bexiga, etc.

Esse tipo de situação pode alterar radicalmente a dinâmica da ereção, mas principalmente, em muitos casos, induzir o paciente a um estado psicológico desfavorável ao relaxamento e ao prazer sexual.

Por todas essas razões, os urologistas encorajam seus pacientes a cuidar bem de seus problemas de saúde e dos seus problemas sexuais ao mesmo tempo.

Passe por uma consulta online rapidamente para obter mais informações e um possível tratamento.

Disfunção erétil tem tratamento: não espere para procurar ajuda!

Consulte médicos urologistas, especialistas em saúde sexual masculina: por celular, chat online ou vídeo e a partir de R$ 69.

Você também pode obter sua receita médica e pedir para receber em casa os seus medicamentos ou tratamentos manipulados.

Agendar Teleconsulta

e receber ajuda profissional!

Problemas de ereção aos 50 anos: concentração de fatores benignos

Em segundo lugar, talvez um dos casos mais frequentes hoje em dia, é o acúmulo de diversos fatores benignos, suficientes para causar um problema de ereção.

Por exemplo, sabemos que, após os 50 anos de idade, as artérias tendem a funcionar não tão bem. Isso pode acontecer ocasionalmente ou de forma contínua.

Se acrescentarmos os fatores que agravam os problemas arteriais, há uma boa chance de se desenvolver um problema de ereção.

Isso acontece particularmente em homens de 50 anos que não praticam mais atividades esportivas ou físicas regularmente, que ganharam um pouco de peso, que fumam ou que têm uma dieta desequilibrada em açúcar e gordura…

Todos esses fatores podem prejudicar a boa circulação sanguínea no pênis e, assim, dificultar a ereção.

Como os problemas de ereção podem se desenvolver com o passar dos anos [Vídeo]

Muito se pensa que a disfunção erétil só ocorre com homens mais velhos. Mas a disfunção erétil em jovens já está muito presente. Você sabe quais são os fatores desses problemas de ereção? A evolução da disfunção erétil: sintomas, tratamento, e até como a disfunção erétil psicológica evolui? Entenda.


Em conclusão: cada uma dessas causas pode não ser um problema, mas, quando combinadas, acabam influenciando e impactando negativamente a sexualidade e a ereção.

É por isso que os médicos especializados em sexologia aconselham a atuar em todos os fatores ao mesmo tempo e não apenas na questão da idade ou do peso, do consumo de álcool ou cigarro

Não deixe de pedir a orientação do seu urologista.

Outro caso comum em homens com mais de 50 anos, sobretudo os que estão com a saúde boa, mas que estão passando por um período de estresse ou exaustão (ou um luto pessoal):

  • aqui, a idade por si só não é o fator principal em um problema de ereção, assim como o estresse não deve ser considerado separadamente. Mas esses dois fatores juntos tornam-se suficientes para prejudicar a qualidade da libido e da ereção.

Em todos esses casos, o tratamento mais comumente utilizado é misto: um medicamento para a ereção (para ajudar a promover as ereções durante o sexo) associado a um tratamento das diferentes causas.

Resumo e conclusões

Muitos homens deixam para lá ou esperam por muito tempo antes de consultar um médico.

Quando os problemas de ereção persistem há vários meses e são fonte de sofrimento, muitas vezes é difícil descobrir a causa sozinho.

Lembre-se disso:

  • Quanto mais cedo a disfunção erétil for tratada, maiores serão as chances de uma recuperação completa.
  • Além disso, os próprios medicamentos são mais eficazes quando a disfunção erétil acaba de aparecer para o indivíduo.
  • Afinal, esperar até o último momento para agir pode agravar ainda mais os problemas e tornar o tratamento mais complicado.

Em caso de dúvida, é melhor consultar um médico especializado.

Mais leituras

Consulte um médico especializado em sexualidade na Omens

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne médicos urologistas e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

A plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade. A consulta online pode ser feita por mensagens, pelo celular ou por videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista
  • Agende uma consulta para o dia seguinte! (no Brasil, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial sobre problemas sexuais com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

2 comentário(s) sobre “Problemas de ereção aos 50 anos de idade

  1. Amigo says:

    Mesmo fazendo acompanhamento da questão de problemas de saúde, mas depois dos 50 anos, penso que seja uma “modalidade” do aspecto da Andropausa, senti meu pênis liberando pouco semem e mais liquido seminal! Alguns homens indo além da paquera, comigo, mais corteses, comigo, ontem até um sorriu direto e olhou fixamente, que meu corpo deu aquela “preparação”: sensação maravilhosa! Minha testosterona há 3 anos, deu normal. É possivel aquela taxa minima de progesterona, em homem, elevar depois dos 50? Muitas mulheres depois dos 50 anos, chegam a adotar trajes tipo terninhos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *