Tem como “quebrar” o pênis?

casca de banana jogada em cima da mesa
BLOG OMENS / Ereção
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

17 de fevereiro 2022

Antes de mais nada, precisamos lembrar que o pênis é um órgão frágil… Por isso é possível quebrá-lo quando ele está ereto: chamamos popularmente isso de fratura do pênis. Aliás, dentre os traumatismos dos órgãos genitais externos, esse é o mais comum. Sua principal característica é a ruptura da túnica albugínea. Normalmente ela acontece quando o pênis está cheio de sangue, na maioria das vezes durante a relação sexual, em uma penetração “torta”. Enfim, como identificar e como tratar um pênis “quebrado”?

“Pênis quebrado”: definição

O paciente geralmente descreve uma dor intensa, seguida do pênis em estado flácido, com alteração na cor e inchaço no local.

O diagnóstico médico é feito com base na ruptura dos corpos cavernosos após um trauma no pênis ereto. Mesmo que o pênis flácido também possa sofrer algumas lesões (durante a prática de esportes, por exemplo), não se considera esses problemas como “fraturas”.

Isso porque essas lesões não são da mesma natureza e também porque não é possível quebrar um pênis mole. O membro possui uma túnica albugínea relativamente grossa, que assim o protege de uma ruptura interna sob pressão.

Por outro lado, se o pênis estiver ereto, essa túnica fica mais fina, e os corpos cavernosos, cheios de sangue, podem ceder a uma forte pressão.

A maioria das fraturas do pênis é o resultado de um movimento errado durante o sexo, quando o pênis atinge o osso púbico ou o períneo da parceira. Muito raramente, a fratura ocorre durante a masturbação ou ao se virar na cama com o membro ereto.

Pênis tem osso, então? [Omenscast #36]

No nosso 36º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai abordar um assunto delicado, que preocupa muitos homens: é verdade que pode acontecer de o pênis quebrar? Mas como? Então o pênis tem osso? Fique à vontade para ouvir o nosso podcast: a transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

“Como saber se o meu pênis está quebrado”?

Geralmente o paciente diz ter escutado um estalido (um click!) no pênis ereto no momento da ruptura

A detumescência (retorno ao estado flácido) ocorre logo depois, seguida de inchaço, dor e deformação no pênis. No entanto, a intensidade da dor varia dependendo do paciente. Mas é mais o aspecto do pênis que pode parecer ruim.

Logo após a ruptura, o pênis pode parecer uma berinjela, tanto na forma quanto na cor.

Com um exame manual, às vezes o médico é capaz de detectar a área da fissura, apenas apalpando o hematoma.

Podem ser necessários outros exames, como uma ultrassonografia – ou ainda uma ressonância magnética, radiografia ou uretrocistografia. Isso para verificar se há lesões na uretra e para detalhar melhor o dano ocorrido.

Tratamento cirúrgico

O tratamento cirúrgico consiste em:

  • evacuar o hematoma
  • identificar a área da ruptura
  • desobstruir os corpos cavernosos
  • fechar as aberturas na túnica albugínea
  • e religar todos os vasos danificados.

Complicações

Embora a cirurgia (e o atendimento médico imediato) reduza o risco de complicações da fratura, aproximadamente 6 a 25% dos pacientes operados apresentam alguma sequela a longo prazo.

As principais consequências relatadas são:

Conclusão

Antes de mais nada, é importante que o paciente procure atendimento médico urgentemente

O exame médico e o tratamento cirúrgico imediato são recomendados em quase todos os casos. A cirurgia reduzirá o risco de complicações, embora ela não as elimine a longo prazo.

Recapitulando, os sintomas são:

  • uma ruptura audível (estalo) no momento da lesão
  • a detumescência do pênis
  • inchaço
  • dor (que pode ser mais ou menos intensa)
  • e uma deformação no membro.

Outros sintomas raros, como sintomas urinários, por exemplo, exigem exames complementares para detectar possíveis danos à uretra.


Referências

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *