Falta de sensibilidade no pênis: possíveis causas

O objetivo da Omens é dar explicações sobre a falta de sensibilidade do pênis e suas possíveis causas. A imagem mostra uma abobrinha amarela que lembra o formato de um pênis nem um fundo azul.
BLOG OMENS / Ereção
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

17 de fevereiro 2022

O pênis, principalmente a glande, é a parte mais sensível do corpo masculino. Como a glande é repleta de nervos, ela é extremamente sensível à estimulação sexual. No entanto, com o passar da idade, a pele vai ficando menos sensível, causando uma falta de sensibilidade no pênis. E isso vale não só para o órgão sexual mas também para o resto do corpo.

Em alguns casos, aliás, essa perda da sensibilidade pode acontecer de forma extremamente rápida.

A falta de sensibilidade no pênis pode ser o início de um círculo vicioso, porque ela fará com que os estímulos percam um pouco a sua eficácia. A resposta mais fraca aos estímulos, por sua vez, resultará em uma ereção mais fraca. E um pênis mais mole é menos sensível do que um pênis totalmente ereto.

Há diversos fatores que podem causar uma diminuição anormal da sensibilidade do pênis.

A falta de sensibilidade no pênis e a diabetes

A causa mais comum da perda de sensibilidade na glande e no pênis é a diabetes. Isso porque, quando o nível de açúcar no sangue permanece muito alto por muito tempo, o sistema nervoso fica prejudicado. Assim, os danos ao sistema nervoso levam à falta ou a alterações da sensibilidade.

Em casos de sensibilidade reduzida, os nervos são menos capazes de transmitir os impulsos nervosos. E é quando os nervos do pênis são afetados que falamos em neuropatia diabética.

Dependendo de até que a glicemia danificou os nervos, é possível recuperar parte da sensibilidade estabilizando os níveis de glicose no sangue.

Pênis sem sensibilidade e outras causas de neuropatia

Em segundo lugar, a sensibilidade do pênis pode ser afetada por uma deterioração dos nervos (neuropatia), causada por outra coisa que não a diabetes. Na maioria das vezes, isso é o resultado de uma complicação cirúrgica na região do períneo (por exemplo, na próstata).

Acontece que, às vezes, um trauma ao sentar também pode causar a neuropatia no períneo. Isso pode ocorrer devido a um selim (banco) de bicicleta muito duro ou mal adaptado.

Geralmente, as neuropatias perineais e pudendas tem como caracterísita uma sensação dolorosa (ardente). Mas às vezes o nervo danificado pode resultar em formigamento ou falta de sensibilidade.

Top 10 fatos sobre disfunção erétil [Vídeo]

A disfunção erétil, ou impotência sexual, é talvez a disfunção sexual mais conhecida. Conheça curiosidades sobre os problemas de ereção ou até sobre a total falta de ereção (isto é, aquela situação em que o homem “brocha” no sexo). Veremos, além disso, fatos sobre a disfunção erétil em jovens, sobre o remédio para ereção (viagra) e sobre quando buscar uma consulta com um urologista. Enfim: assuntos que fazem parte da saúde sexual e masculina!

Falta de sensibilidade no pênis: nível baixo de testosterona

A testosterona é o principal hormônio sexual do homem, já que ela é responsável por uma grande parte da libido masculina. Por isso, quando os níveis de testosterona diminuem, o desejo sexual também cai.

Então, essa redução do apetite sexual masculino interfere nos impulsos nervosos recebidos pelo cérebro: se os níveis de testosterona não estiverem altos o suficiente, o cérebro não transforma mais os estímulos sexuais em excitação sexual. Quando isso ocorre, muitos homens nem chegam a pensar “estou sem desejo sexual”; em vez disso, eles logo interpretam que perderam a sensibilidade física do pênis.

Nesse caso, porém, não existe um problema nervoso real. Os nervos sentem o estímulo, mas os baixos níveis de testosterona e a consequente queda na libido impedem que a mensagem seja convertida em excitação sexual. Ou, pelo menos, isso não acontece tão rapidamente como antes.

Sensibilidade no pênis [Omenscast #13]

No décimo terceiro episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai abordar essa dificuldade comum entre os homens, que é sentir que o pênis é sensível demais (ou muito pouco sensível!) aos estímulos. Temos alguma solução para isso? Acompanhe o nosso podcast! A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Fonte

34 comentário(s) sobre “Falta de sensibilidade no pênis: possíveis causas

  1. Alexandre says:

    Tenho 40 anos, já faz 4 meses que usei uma bomba peniana para teste, usando-o com o pênis ereto. Percebi semanas depois que a sensibilidade na glande e no pênis diminuiu muito! O que fazer?

  2. JOAO says:

    Olá, tenho 33 anos e sempre que tive relação gozava mais de uma vez, a primeira sempre era rápido, e a segunda mais demora, porém de uns 2 anos pra cá tenho demorado uma eternidade pra gozar, e uma falta de sensibilidade no pênis, recebo oral e parace que nada tá acontecendo, porém o pênis se mantém ereto um tempo, até q com a demora ele amolece

  3. marcus says:

    eu fiz postectomia (retirada da fimose) a 11 anos atras e hoje n sinto particularmente nada de sensiblidade no ato sexual, oque acomete em uma perca de ereção no meio do sexo, infelizmente nunca mais fui o mesmo

  4. Vinicius Silva de Oliveira says:

    Tenho 18 anos e recentemente perdi minha virgindade com uma garota q eu tinha desejo sexual e fisico, e ela ja sabia q eu era virgem. Mas na hora do sexo oral, eu nao sentia direito oq ela fazia porém com a pressão q ela fazia meu penis ficava ereto e dps de alguns minutos sem estimulos q funcionavam em mim ( beijos, acaricias e etc) ele amolecia. E cara, eu transei com meu penis “meia bomba”, ela falou q eu fui bem pela primeira vez, mas eu sinto q pra mim n foi bom, n sei se foi pela pressão de querer tanto aquilo ou se é algum problema mental, ou peniano.
    Vamos p as doenças: minha mãe e minha avó possuem diabete cronica, e as minhas chances de desenvolver sao de 50%. Não tenho nenhum problema cardiológico, e n acho q seja testosterona pois eu ainda tenho ereções em momentos aleatórios onde eu nao estou malíciando nada. Se alguém conseguir me dar uma luz serei grato.

  5. Roberto says:

    Olá, tenho 41 anos e de 1 ano para cá, percebi que quando recebia sexo oral, algo estava estranho, agora entendi o que ocorre.
    A glande está sem sensibilidade, fazendo com que o ato sexual seja algo mecânico e sem prazer.
    Minha ereção diminuiu consideravelmente seu tempo.

  6. Rodrigo says:

    Eu tive um mielite a uns 7 anos até hoje minha sensibilidade nunca mais voltou ao normal, será que existe algo que posso me ajudar a sentir mais ? Hoje ela é metade do que era

  7. David William says:

    De um tempo pra cá de um ano pra cá não consigo manter a ereção a Cabeça do pênis também falta sensibilidade parece que não sinto a cabeça do pênis, e as vezes na hora H não consigo gozar..

  8. Paulo says:

    Tenho 49 anos uma ereção razoável mas de uns dez anos pra cá, sinto muita dificuldade de ejaculação na relação. Sou masturbardor e mesmo na masturbarcao tá mais difícil a ejaculação principalmente quando bebo cerveja… Há alguma medicação para indicar?

  9. Edson Mendonça says:

    Tenho 37 anos e já há alguns meses, estou com falta de sensibilidade na glande. Demoro para chegar ao orgasmo, não sinto dor alguma só a falta de sensibilidade mesmo. Quero saber as possíveis causas.

  10. Lucas Oliveira says:

    Depois da minha última reação sexual há duas semanas , meu penis nao tem ficado mais ereto, nem vontade de ter relação, sou hipertenso, tenho pré diabete

  11. Fernando says:

    Depois que passei por quimio e rádio na região da sétima e oitava vértebras e costela em 2007 2008, percebi que perdi um pouco da sensibilidade na glande, hoje estou com 47 anos.

    • Dr. João Brunhara says:

      Oi, Fernando. São alterações compatíveis com seu histórico. Você pode tentar usar aqueles óleos ou sprays que estimulam sensações como frio, calor, etc.

  12. Ricardo says:

    Tenho 17 anos, e faz em torno de um mês que não sinto vontade de me masturbar e nem nada. Porém, mesmo assim tenho ereção, mas não sinto prazer. Recentemente tive minha primeira vez e também não senti prazer, apenas ereção, e ontem também fiz sexo e foi a mesma coisa.

  13. leonam says:

    Tive fortes dores na coluna que irradiou para todos os nervos do corpo e meu e afetou minha ereção, ainda não consigo ter uma ereção completa, isso pode ser permanente ou tem tratamento?

  14. Matheus says:

    Ola, após contrair covid a 5 meses atrás,minha ereção tá fraquíssima,o pênis fica mole mesmo estimulando,e não sinto a ereção,parece que está flácido,pode voltar ao normal ou e permanente?obrigado

    • Dr. João Brunhara says:

      Muitos pacientes têm tido dificuldade de ereção e queda de testosterona após a COVID. Tendem a melhorar, mas principalmente com tratamento específico.

  15. Leonardo says:

    Tive Covid e depois da quarentena fiquei sem sensibilidade peniana com o tempo volta ao normal ?

  16. clinica de reabilitação rj says:

    Sem duvida agora sim tirou minha duvida, procuro uma boa
    indicação, tenha alguns pacientes.

    • Dr. João Brunhara says:

      Olá! Caso optem pela teleconsulta, você pode pedir aos pacientes para entrarem no site da Omens e fazerem o cadastro. O cadastro é rápido, e necessário, pois assim o médico já tem acesso a informações sobre o histórico do paciente. As consultas a um urologista estão disponíveis no formato de vídeo, de mensagens dentro da plataforma ou pode ser feita até por telefone. Os profissionais, todos formados em medicina e especialistas em sexualidade, cobram a partir de R$ 69 a consulta.

  17. Maureci says:

    Estou com problemas de sensibilidade no pênis, como posso resolver isso,e quais medicamentos posso tomar??

    • Dr. João Brunhara says:

      Maureci, como não conhecemos pessoalmente o seu caso, não podemos dar um diagnóstico agora para você. Mas você pode consultar um urologista online: assim, o médico tendo acesso ao seu histórico e fazendo perguntas melhor direcionadas, ele vai poder conhecer quais são as verdadeiras causas e te ajudar, indicando os melhores tratamentos. Na Omens, os médicos parceiros da plataforma costumam cobrar em torno de R$ 69 reais pela consulta – um valor bastante abaixo da média em comparação com os consultórios e clínicas de urologistas.

  18. Vinícius Santos says:

    Tenho 21 anos, e nunca senti prazer tanto na masturbação, quanto no sexo, a única forma de ejaculação que me ocorria era através da polução, e mesmo assim sem atingir um orgasmo. Já me consultei e tomei medicamentos de tarja preta para aumento de libido porém não surtiram efeito. Apesar de ter ereções normalmente, tenho medo de nunca poder sentir o prazer de uma relação sexual casual.

    • Dr. João Brunhara says:

      Oi, Vinícius. Existem causas físicas do corpo (hormonais, neurológicas, etc) e psicológicas que podem causar esse sintoma. É fundamental a avaliação por um especialista da área de sexualidade para investigar, interpretar e apresentar soluções para o seu caso, por vezes com auxílio de medicamentos como a ocitocina.

Comentários não permitidos.