Efeitos colaterais da tadalafila

BLOG OMENS / Tratamentos
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

21 de janeiro 2021

Neste artigo, vamos responder a todas as preocupações dos pacientes que adquiriram ou gostariam de adquirir o tadalafil a fim de tratar uma possível disfunção erétil. Por isso, separamos, com todos os detalhes possíveis, os efeitos colaterais comuns e raros, as contraindicações e recomendações para você tomar a tadalafila corretamente.

A Omens entende que os homens que procuram por uma solução para seus problemas de ereção também se sintam preocupados com os medicamentos prescritos. A tadalafila (Cialis), a sildenafila (Viagra) e outros remédios podem parecer assustadores de início, mas garantimos: um uso orientado por médicos especialistas NÃO traz riscos sérios à saúde do paciente.

Efeitos colaterais mais frequentes

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer com o uso da tadalafila incluem, por exemplo:

  • Dores de cabeça
  • Dores no estômago
  • Dor nas costas
  • Dores musculares
  • Vermelhidão (pele avermelhada)
  • Nariz entupido ou com secreções
  • Diarreia

Se esses efeitos forem leves, eles podem desaparecer em alguns dias ou em poucas semanas. Se eles forem mais sérios ou não forem embora, converse com seu médico.

Efeitos colaterais graves

Contate o seu médico imediatamente se você tiver qualquer efeito colateral grave. Chame uma ambulância ligando para o 192 se sentir que os sintomas estão colocando sua vida em perigo ou se tiver uma emergência médica.

Os efeitos colaterais graves da tadalafila e seus sintomas podem incluir, por exemplo:

  • Priapismo (nos homens): o principal sintoma é uma ereção dolorosa, que não vai embora.
  • Problemas na visão: os sintomas podem incluir percepção de tons azulados ao olhar para objetos, dificuldade em enxergar a diferença entre o azul e o verde, diminuição repentina ou perda da visão em um dos olhos ou em ambos.
  • Perda de audição: os sintomas podem incluir perda ou diminuição repentina da audição, zumbido nos ouvidos ou tonturas.
  • Pressão baixa: os sintomas podem incluir sensação de vertigem ou tontura, desmaio, angina (dor no peito).

Lembre-se: seja como for, essas informações não substituem uma orientação médica. Portanto, sempre discuta os possíveis efeitos colaterais com um profissional da saúde que conheça o seu histórico médico.

Então, a tadalafila é perigosa?

O uso da tadalafila é seguro, desde que você esteja sob os cuidados de um médico especializado no assunto. Assim, é importante informá-lo sobre seu histórico médico e suas reações ao tomar o medicamento pela primeira vez.

Não deixe de ser totalmente honesto a fim de evitar qualquer desentendimento. Se você respeitar as indicações e a dosagem prescritas por um médico, o risco será muito menor.

Como usar a tadalafila: nossas recomendações

Se seu médico lhe disser para tomar a tadalafila uma vez por dia, então você deve tomá-la mais ou menos à mesma hora todos os dias.

Armazenamento

  • Armazene a tadalafila a uma temperatura ambiente entre 15° e 30°C.
  • Mantenha o medicamento longe de altas temperaturas.
  • Não armazene o remédio em lugares úmidos ou molhados como o banheiro.

Acompanhamento clínico

Antes de prescrever o Tadalafil, seu médico pode solicitar exames de sangue. Antes de mais nada, tais exames vão verificar se seu fígado e seus rins estão funcionando corretamente. 

Se os resultados dos exames estiverem fora do padrão ou se você tiver alguma doença hepática ou renal, seu médico poderá alterar a receita. O profissional poderá prescrever, então, uma dose menor de tadalafila, pedir que você a tome com menos frequência ou, ainda, não prescrevê-la de forma alguma.

Atenção: interações do medicamento com o álcool

Não beba grandes quantidades de álcool enquanto estiver tomando tadalafila. O álcool e o remédio podem dilatar (alargar) os seus vasos sanguíneos. Portanto, quando usadas juntas, as duas substâncias podem baixar sua pressão arterial.

Avisos a pessoas com determinados problemas de saúde!

Para pessoas com doenças cardíacas: as relações sexuais põe o seu coração em risco e o uso da tadalafila pode aumentá-los. Então, não a utilize se tiver um problema cardíaco e o seu médico tiver aconselhado você a não fazer sexo.

Para pessoas com o risco de ter ereções prolongadas: a tadalafila pode causar priapismo. Tal condição provoca uma ereção dolorosa e duradoura ao mesmo tempo e é considerada uma emergência médica. Se você tiver uma condição que o coloque em maior risco de sofrer de priapismo, procure o seu médico antes de usar Tadalafil.

Para pessoas com problemas na visão: a retinite pigmentosa é uma doença ocular hereditária e rara. Contudo, a tadalafila não foi estudada em pessoas com essa condição e seu uso não é recomendado. Informe ao seu médico se você já teve alguma perda de visão grave, incluindo uma condição chamada NOIA-NA (neuropatia óptica isquêmica anterior não arterítica).

Para pessoas com doenças renais, em hemodiálise ou que possuem problemas no fígado: seu corpo pode não ser capaz de descartar adequadamente a tadalafila. Certamente isso significa que o medicamento permaneceria em seu corpo por mais tempo e aumentaria o risco de efeitos colaterais. Por isso, seu médico pode prescrever uma dose menor, orientar que você a tome com menos frequência ou não receitar o medicamento.

Composição comum do tadalafil

Excipientes comuns:

  • Comprimido: lactose monoidratada, croscarmelose de sódio, hidroxipropilcelulose, celulose microcristalina, sulfato sódico de laurila, estearato de magnésio.
  • Revestimento: lactose monoidratada, hipromelose, triacetina, E171 dióxido de titânio, E172 óxido de ferro amarelo, E172 óxido de ferro vermelho (cp 2,5 mg), talco.

Fontes

Consulte um médico especializado em sexologia na Omens

Omens.com.br é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne urologistas, sexólogos e farmacêuticos para construir uma solução de qualidade, segura e acessível a todos.

A plataforma permite que você se consulte online com médicos especializados em sexologia. A consulta online pode ser feita por mensagem, telefone ou videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado em sexualidade, que trata de distúrbios relacionados ao sexo diariamente.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta dentro de 24 horas (a espera média para uma consulta com um urologista especializado em sexologia no Brasil é de vários meses).
  • Peça pela internet os medicamentos necessários ao tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia perto de você.
  • Evite o desconforto na sala de espera de um consultório ou na farmácia.

CONSULTAR UM

UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

CONSULTAR UM UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *