Existe um “tamanho ideal” para o pênis?

BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

23 de fevereiro 2021

Não existe um tamanho ideal para o pênis (nem para qualquer outro órgão sexual). Mas se você estiver preocupado com isso, vamos apresentar a você alguns dados gerais sobre tamanho e estereótipos masculinos.

Por exemplo, em média, o pênis ereto no Brasil possui algo em torno de 14 cm. E a maior parte dos homens se encontra dentro da média.

Talvez devamos, então, focar em diferenciar um pênis simplesmente pequeno de um micropênis. Consideramos dentro da comunidade médica que um micropênis tem menos de 8 cm quando ereto. Isso porque, abaixo desse tamanho, a sexualidade da pessoa pode se encontrar prejudicada.

Além disso, sabemos que o canal vaginal se adapta e se firma ao redor do pênis e que o famoso “ponto G” estaria a 3 ou 4 cm da entrada da vagina. Então, você não precisa de um membro fora do comum para estimular essa região!

Especialmente porque são os estímulos ao clitóris que geralmente propagam as sensações do orgasmo, tanto no interior como por toda a vulva. Não devemos, portanto, medir o prazer tendo por base a profundidade da penetração.

O “tamanho ideal” do pênis

Na introdução deste post, destacamos os números em torno do tamanho médio de um pênis ereto no Brasil.

Mas agora vamos ser mais específicos: o que pensam as mulheres?

Para a maioria das mulheres, o tamanho é menos importante que a espessura. Inclusive, geralmente elas também estão satisfeitas com o tamanho do pênis de seus parceiros.

Além disso, também podemos encontrar algumas que acham que um pênis muito grande pode representar um problema e tornar a penetração dolorosa.

No entanto, a maioria delas reconhece que um micropênis não proporciona estímulos suficientes.

Um pênis muito grande vai necessariamente machucar um canal vaginal menor?

É uma preconcepção comum entre muitas mulheres. Mas, na realidade, o problema está mais no medo em si!

As vaginas se adaptam ao pênis, mesmo as menores. Talvez o parceiro deva ser mais cuidadoso de início, dedicar mais tempo para deixar a parceira excitada o suficiente.

Portanto, na teoria, uma vagina mais estreita não é um problema para pênis maiores, desde que o homem seja minimamente delicado.

Às vezes, a questão é psicológica: se a pessoa pensa que não é possível, quando chega a hora, no momento da relação sexual, acaba não sendo mesmo possível.

Dentre as mulheres que sofrem de vaginismo, há muitas que possuem uma espécie de bloqueio psicológico. Nesse caso, o reflexo involuntário dos músculos vaginais torna impossível a penetração.

Mas estamos tratando aqui não de uma condição biológica como o vaginismo; estamos falando de corpos sem qualquer problema. O vaginismo é uma condição séria, dolorosa e traumática, mas afeta relativamente poucas mulheres.

Ainda assim, pênis muito grandes podem tornar a penetração dolorosa para muitas pessoas, especialmente em posições em que a penetração é mais profunda. Por isso, é necessário que os homens prestem atenção na sua parceira e se adaptem às diferenças de cada uma.

Como dar prazer com um pênis pequeno?

Enquanto um pênis grande demais pode provocar dores durante a penetração, um micropênis às vezes dá pouco ou nenhum prazer.

Mas o que é um pênis pequeno? Podemos considerá-lo pequeno (e não um micropênis!) quando o pênis ereto possui algo em torno de 8 a 12 cm. Nesses casos, pode-se adotar diferentes estratégias durante a penetração.

Lembre-se que o prazer feminino está essencialmente relacionado à parte externa da vulva, como a estimulação clitoriana, por exemplo. Além disso, as atitudes em geral têm um forte impacto sobre o prazer da mulher: ela deve estar psicologicamente excitada também.

O tamanho está longe de representar tudo.

O prazer deve ser compartilhado, através de carícias, toques, estímulos, uso de brinquedos sexuais… Pode-se dar preferência também a posições que tornam a penetração mais profunda.

Por fim, de maneira geral, a armadilha que se deve evitar é acreditar que o tamanho do pênis e a penetração são os parâmetros mais importantes para a sexualidade.

Mitos e verdades sobre o tamanho do pênis [Vídeo]

Entenda os mitos sobre o tamanho do pênis. Você realmente tem um pênis pequeno? É melhor ter um pênis grande? Qual o tamanho médio, existe um tamanho ideal do pênis e como medir da melhor forma?

Conclusões

Os homens que sofrem com o tamanho do próprio pênis muitas vezes se tornam muito complexados com isso – seja com um pênis apenas considerado pequeno, seja com um micropênis.

Não se deve permitir que essa inquietação permaneça e se enraíze, correndo o risco de prejudicar não apenas a sexualidade do indivíduo mas também o seu bem-estar geral.

Como já salientamos, ter um pênis pequeno não impede que o homem tenha ou dê prazer, ainda que às vezes ele tenha que se adaptar.

Além disso, quando a ansiedade de uma relação sexual, o estresse ou a pressão tomam conta, a pessoa corre o risco de se deparar com outros problemas sexuais a mais.

Não deixe que ideias preconcebidas (como a existência de um tamanho de pênis ideal) ou preocupações interfiram na sua vida de forma geral.

Se esse sofrimento for muito grande e você sentir que não consegue superá-lo sozinho, marque uma consulta rápida com um médico. Um especialista não só poderá te tranquilizar, mas também lhe orientará de forma mais apropriada.

A sexualidade é uma constante descoberta de si mesmo e do outro: você sempre pode aprender a se adaptar.

Fontes

Consulte um médico especializado em sexologia na Omens

Omens.com.br é uma plataforma de saúde dedicada ao homem. Ela reúne urologistas, sexólogos e farmacêuticos para construir uma solução de qualidade, segura e acessível a todos.

A plataforma permite que você se consulte online com médicos especializados em sexologia. A consulta online pode ser feita por mensagem, telefone ou videochamada, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico especializado em sexualidade, que trata de distúrbios relacionados ao sexo diariamente.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta dentro de 24 horas (a espera média para uma consulta com um urologista especializado em sexologia no Brasil é de vários meses).
  • Peça pela internet os medicamentos necessários ao tratamento e eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia perto de você.
  • Evite o desconforto na sala de espera de um consultório ou na farmácia.

CONSULTAR UM

UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

CONSULTAR UM UROLOGISTA ONLINE

Por que esperar para resolver algo que tem solução?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *