Exercícios para endireitar pênis “torto”: existe tratamento não cirúrgico?

tem como endireitar o pênis apenas com exercícios, sem cirurgia?
BLOG OMENS / Ereção
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

22 de fevereiro 2022

A primeira coisa que você deve lembrar é que a maioria dos pênis apresentam alguma curvatura, ainda que discreta na maioria dos casos. E isso é completamente natural! Na verdade, é raro ver pênis perfeitamente retos quando eretos.

Portanto, as situações em que é possível fazer exercícios para endireitar o pênis correspondem a condições médicas específicas: disfunções sexuais, dores, etc. 

Em todo caso, é necessário um diagnóstico e o acompanhamento médico, por exemplo, durante o tratamento da doença de Peyronie ou após um trauma na região genital que requer intervenção cirúrgica. 

Em qualquer caso, esses exercícios são perigosos quando não prescritos e supervisionados por um médico. 

Os exercícios para endireitar o pênis funcionam?

As únicas indicações médicas em que os exercícios são possíveis são no tratamento de uma patologia no pênis: na doença de Peyronie principalmente.

Existem estratégias de tratamento na doença de Peyronie que combinam a Terapia de Ondas de Choque com a Terapia de Tração (com o uso de um extensor peniano de 6 a 8 horas por dia).

Para serem seguras, essas técnicas precisam do aconselhamento de um especialista; além disso, o uso do extensor deve ser feito de forma interrompida, sem exceder 2 horas seguidas. Ou seja, é um método que exige muita disciplina e comprometimento do paciente. Existem evidências científicas de que é possível diminuir a curvatura com esses métodos, mas não é possível fazê-la desaparecer completamente.

Somente nesse contexto e com um médico, as técnicas de tração podem ajudar no tratamento ou preparar a pessoa para uma operação. Hoje em dia, essas técnicas oferecem bons resultados:

  • redução da dor no pênis em repouso e durante a ereção; 
  • uma curvatura do pênis de menos de 20°;

Vale lembrar que reservamos as indicações de cirurgia para casos com um grau de curvatura acentuado que provoque dor ou desconforto para a penetração (ou mesmo que impossibilita a relação sexual) – ou ainda os casos em que a curvatura causa incômodo excessivo para o paciente em termos de satisfação com o próprio corpo.

No entanto, apenas as cirurgias realizadas com técnicas avançadas restauram o mesmo pênis de antes da doença ou próximo disso. 

Para alguns homens, esses sintomas podem ser naturalmente muito desagradáveis para o sexo, mas também para o psicológico. Daí a importância do diagnóstico médico e do tratamento precoce.

A Doença de Peyronie nos dias de hoje [Omenscast #15]

No nosso 15º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai abordar tudo sobre a doença de peyronie e seus possíveis tratamentos, as técnicas cirúrgicas mais modernas e avançadas e muito mais! A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Como endireitar o pênis: exercícios e outros tratamentos

A maioria dos tratamentos com medicamentos orais não demonstrou ser superior ao placebo. Mas existem outros tratamentos interessantes, como a terapia com ondas de choque: a iontoforese. 

Esse tratamento consiste em enviar ondas de choque de baixa intensidade para a área da placa fibrosa responsável pela curvatura do pênis. Isso permite aumentar a regeneração dos tecidos e reduzir as dores. 

No entanto, isoladamente esse método ainda não permite uma diminuição real da curvatura do pênis. A terapia de onda de choques pode ser útil em reduzir a dor e a sensação de placa palpável, enquanto a terapia de tração pode ter resultados que diminuam a curvatura. Se os sintomas da curvatura persistirem, então a cirurgia pode ser considerada. 

Mas os exercícios e a terapia por ondas de choque podem trazer alguns benefícios. No caso da doença de Peyronie, pode-se recomendar uma abordagem multiespecializada, com a cirurgia e outras terapias.

Terapia de tração peniana

A terapia de tração parece ter resultados positivos na melhoria da curvatura do pênis com doença de Peyronie, como parte de uma abordagem multiprofissional no tratamento dessa doença. 

Esses exercícios de tração peniana devem ser realizados com o membro em estado flácido (pênis mole). Há extensores que podem ser utilizados de 4 a 9 horas por dia, sem exceder 2 horas ininterruptas de uso, respeitando pelo menos intervalos de descanso de 30 minutos. Os melhores resultados são demonstrados em pacientes que usam a técnica por mais de 6 horas por dia, mas nunca mais do que 9 horas. O paciente deve procurar orientação sobre esses exercícios com um médico urologista

Acima de tudo, é importante obter acompanhamento profissional e não tentar endireitar você mesmo o pênis “torto”. 

Peyronie: quando é preocupante? [Vídeo]

Você pode ter notado em si mesmo, talvez, um pênis “torto” (curvo), podendo causar dor na ereção e até mesmo quadros de disfunção erétil. Ou, então, você apenas já ouviu falar nesse quadro e ficou preocupado. Afinal, o que é a doença de peyronie? Ela tem tratamento? Quais os seus sintomas e causas? Enfim, quão preocupante é esse caso?

A doença de Peyronie tem tratamento?

Com um diagnóstico precoce, apoio de um bom médico e um tratamento com técnicas modernas, a doença pode se estabilizar. Isso significa que a curvatura do pênis não aumenta mais e que a dor desapareceu (ou foi reduzida).

Portanto, os tratamentos cirúrgicos e não cirúrgicos permitem atingir objetivos realistas, incluindo a recuperação de um pênis funcional. No entanto, para recuperar o mesmo pênis que antes da doença (praticamente sem curvatura e com o tamanho original), apenas com procedimentos cirúrgicos mais avançados.

Com cirurgiões experientes, é possível corrigir o pênis para uma curvatura de menos de 20° e, principalmente, permitir que pacientes com a doença de Peyronie tenham uma vida sexual satisfatória. 

“Exercícios para endireitar o pênis”: conclusão

No caso da doença de Peyronie, os exercícios para endireitar o pênis (tratamentos físicos), bem como tratamentos orais, têm eficácia limitada. Assim, é muito comum recorrer à cirurgia, que, se realizada por urologistas qualificados, traz bons resultados.

O diagnóstico médico é fundamental. Em primeiro lugar, porque muitos homens pensam que sua curvatura é anormal quando não é; e, em segundo lugar, porque há diversos riscos envolvidos na tentativa de fazer exercícios sem o conselho de um médico.

Peça conselhos online a um médico especialista: ele vai te dar um diagnóstico inicial e principalmente te encaminhar ao melhor especialista, se necessário.


Fontes

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *