Omenscast #24: Grânulos de Fordyce

Omenscast, o minicast da sua saúde sexual: hoje falaremos sobre os grânulos de fordyce
BLOG OMENS / Sexualidade
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

22 de setembro 2021

No nosso 24º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai falar sobre os grânulos de fordyce, que podem aparecer em diversas partes do corpo, mas que muitos confundem com infecções e doenças.

Seja bem-vindo ao blog da Omens e fique à vontade para ouvir o nosso podcast! A transcrição do áudio também está logo abaixo.

Você já notou algumas bolinhas amareladas no seu pênis ou bolsa testicular? Ou de repente em algum parceiro? Na verdade apenas com essa descrição genérica de bolinhas amareladas ou esbranquiçadas, podemos estar falando de várias coisas diferentes. Mas uma das possibilidades são os grânulos de fordyce no pênis. Mas, então, o que são esses grânulos de fordyce? E como eliminar os grânulos de fordyce?

Eu sou João Brunhara, médico urologista, e esse é o podcast da Omens sobre saúde sexual masculina.

O que é

Os grânulos de fordyce são bolinhas amarelas ou esbranquiçadas superficiais que podem aparecer principalmente nos lábios e nos genitais: são glândulas sebáceas aumentadas, às vezes chamadas de “bolinhas de gordura”.

E se você está se perguntando o que causa os grânulos de fordyce, normalmente são alterações hormonais – e também são mais frequentes em pessoas com a pele oleosa. Por exemplo, um caso típico é o de um adolescente que está com grande produção hormonal e também tem a pele mais oleosa.

Mas sabemos que os grânulos podem surgir em qualquer idade e também em pessoas com a pele não tão oleosa.

Na região genital, eles surgem em áreas onde há presença de pelos, ou seja, podemos encontrar grânulos de fordyce no corpo do pênis ou na pele da bolsa testicular, mas não existem esses grânulos na glande. Por sinal, na glande podem surgir outras lesões que vou detalhar no fim do podcast.

E os grânulos de fordyce são contagiosos? Ou são uma doença perigosa? A resposta é não: eles não tem nada a ver com infecções, e também não representam nenhum risco maior à saúde, além de incômodos estéticos.

Tratamento

E, então, como tratar os grânulos de fordyce? Ou melhor: como eliminar os grânulos de fordyce?

Na verdade, quando falamos sobre tratamento dos grânulos de fordyce, a primeira pergunta é se ele realmente é necessário. É como eu disse agora há pouco, eles não trazem risco à saúde, e não é absolutamente necessário eliminar os grânulos de fordyce.

Porém, para quem se incomoda com a presença deles, existem opções como microagulhamento e retirada microcirúrgica, ou o uso de um laser de CO2. Existem opções de medicamentos como tretinoína, mas a eficácia desse método é menos comprovada.

Outros diagnósticos

Mas também vale lembrar que nem toda bolinha esbranquiçada no pênis é um grânulo de fordyce. Na glande, existem pequenas estruturas mais alongadas e brancas que ficam na base da cabeça do pênis, que chamamos de coroa da glande. Essas estruturas se chamam glândulas de Tyson e são responsáveis pela lubrificação do pênis durante a excitação – e também não têm nenhum significado de doença.

Porém em algumas pessoas, elas são maiores e mais chamativas, e podem incomodar por às vezes se confundirem com verrugas. Em casos excepcionais, pode-se removê-las com cirurgia, mas não é algo que indicamos de rotina, pois a lubrificação dessas glândulas tem um papel importante. 

Um outro diagnóstico que pode confundir é o das verrugas genitais, que podem ocorrer tanto na glande quanto no corpo do pênis ou na bolsa escrotal. Nesse caso, se trata de uma doença causada por um vírus, o HPV, e requer tratamento com remoção por cauterização, ou ainda tratamento com remédios de uso local como Imiquimode. A diferenciação entre uma verruga e uma glândula de Tyson nem sempre é fácil e pode requerer uma avaliação por um especialista.

E, por fim, existem as lúpias, ou cistos sebáceos, que se parecem com os grânulos de fordyce, mas são maiores e mais palpáveis. Também são acúmulos de gordura e não têm nenhuma relação com ISTs, mas podem ser removidas cirurgicamente para fins estéticos.

Se você tem dúvidas sobre lesões ou alterações no pênis ou nos testículos, consulte um urologista para saber se seu caso precisa de tratamentos.

E se você ainda tem dúvidas ou comentários, continue essa conversa nas nossas páginas no Youtube, Facebook, Instagram, TikTok ou no blog. Vejo você lá!

Inicie o tratamento da sua casa consultando um urologista online

Consultas por chat, vídeo ou celular com médicos especialistas em saúde sexual masculina (preço médio de R$ 69).

Tudo em um lugar só: prescrição de receita, encaminhamento para exames adicionais e entrega de medicamentos a domicílio.

Agendar Teleconsulta

e iniciar tratamento já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *