Tudo o que você precisa saber sobre a cistite

balão ou bexiga: a cistite é uma inflamação da parede da bexiga
BLOG OMENS / Sexualidade
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

28 de janeiro 2022

A cistite é uma inflamação da parede da bexiga, um tipo comum de infecção do trato urinário (ITU). Embora ela geralmente não represente uma condição grave, ela pode causar desconforto e, sem tratamento, pode levar a complicações. Por isso, vamos trazer informações importantes para você a respeito das causas e sintomas da cistite, além de explicar a diferença entre a doença aguda e a crônica e os tratamentos disponíveis.

O que é a cistite, afinal?

Resumidamente, a cistite é uma infecção da bexiga, que, por sua vez, é uma parte do trato urinário inferior.

Assim, a cistite geralmente ocorre quando bactérias que normalmente vivem de forma inofensiva na pele ou no intestino entram na uretra e na bexiga. As bactérias, então, se prendem ao revestimento da bexiga e fazem com que a área fique irritada e inflamada. É dessa forma que a infecção no órgão ocorre.

A cistite pode afetar qualquer um, independentemente do sexo ou da idade, mas ela é mais comum em pessoas do sexo feminino. Isso porque elas têm uma uretra mais curta e que está mais próxima do ânus. Assim, as bactérias podem entrar na bexiga com mais facilidade.

Além disso, há vários tipos de cistite. Os diferentes tipos são determinados com base em suas causas, que veremos a seguir:

O que causa cistite?

Como dissemos, cada um dos tipos de cistite possuem suas próprias causas, por exemplo:

  • infecção do trato urinário (ITU)
  • uso de certos medicamentos
  • exposição à radiação
  • uso contínuo de um cateter vesical
  • produtos de higiene agressivos

Guia de remédios para cistite [Omenscast #34]

No nosso 34º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai falar sobre cistite, mais especificamente sobre seus remédios disponíveis. A transcrição do áudio você poderá encontrar aqui.

Bactérias

É o caso mais comum, quando bactérias entram na uretra ou bexiga da pessoa e causam uma infecção. No entanto, isso também pode acontecer quando as bactérias naturais do corpo entram em desequilíbrio. A infecção leva à cistite, ou seja, a uma inflamação na bexiga.

É importante tratar essa infecção da bexiga. Isso porque, se a infecção se espalhar pelos rins, ela pode se tornar um problema de saúde grave.

Medicamentos

Certos medicamentos podem provocar inflamações na bexiga. Conforme a medicação passa pelo corpo e eventualmente sai pelo sistema urinário, algumas substâncias podem irritar a bexiga à medida que são liberadas pelo corpo.

Por exemplo, os remédios utilizados na quimioterapia, como ciclofosfamida e ifosfamida, podem causar cistite.

Radiação

Usa-se a radioterapia para matar células cancerígenas e reduzir tumores. Mas ela também pode danificar células e tecidos saudáveis.

O tratamento com radiação na área pélvica pode provocar inflamações na bexiga (uma sequela de radioterapia para câncer de próstata, por exemplo).

Corpo estranho

O uso contínuo de um cateter vesical ou sonda vesical (tubo utilizado para facilitar a liberação da urina pela bexiga) pode aumentar o risco de infecção bacteriana e danificar os tecidos do trato urinário. Tanto as bactérias quanto os tecidos danificados podem causar inflamação.

Produtos químicos

Alguns produtos de higiene podem irritar a bexiga, por exemplo:

  • gel espermicida
  • diafragma com espermicida
  • sabonetes de higiene íntima feminina
  • produtos de espuma de banho

Outras condições

Às vezes, a cistite ocorre como sintoma de outras condições médicas, como

  • diabetes
  • pedras nos rins
  • HIV
  • próstata aumentada
  • disfunções da bexiga em que não ocorre esvaziamento adequado, como lesões medulares associadas com paraplegia

Sintomas

Os sintomas de cistite podem aparecer da seguinte forma:

  • necessidade frequente de urinar
  • vontade de fazer xixi depois de esvaziar a bexiga
  • urina turva ou com cheiro forte
  • febre, caso haja infecção concomitante do rim ou da próstata
  • sangue na urina
  • dor durante o ato sexual
  • sensação de bexiga cheia ou de que ela está “apertando”
  • cãibras no abdômen ou nas costas

Se uma infecção na bexiga se espalha para os rins, ela pode se transformar em um sério problema de saúde. Além dos sintomas listados acima, os sinais de uma possível infecção nos rins incluem:

  • náusea
  • vômito
  • dores nas costas ou nas laterais do corpo
  • calafrios

Aliás, vale lembrar que os sintomas de febre e sangue na urina NÃO são, sozinhos, indicativos de cistite. No entanto, eles podem ocorrer em associação aos outros sintomas de infecção renal. Se isso acontecer, procure ajuda médica rapidamente.

Além disso, a cistite pode ser aguda ou intersticial (crônica). A cistite aguda acontece repentinamente, enquanto a intersticial é de longo prazo e afeta várias camadas do tecido da bexiga. Ainda se desconhece a causa exata da cistite intersticial, mas os pesquisadores estão trabalhando para compreendê-la.

Cistite aguda: o que é isso?

A cistite aguda é uma inflamação da bexiga urinária que ocorre de repente, na maioria das vezes causada por uma infecção bacteriana.

Como dissemos mais acima, produtos de higiene agressivos, complicações de certas doenças ou reações a medicamentos também podem causar a doença.

Portanto, o tratamento para a cistite aguda causada por infecção bacteriana envolve antibióticos. Por outro lado, o tratamento para cistite não infecciosa depende da causa.

E a cistite crônica?

A cistite crônica (ou intersticial) é uma inflamação de longa duração na bexiga. Ela afeta mais frequentemente as mulheres e pode impactar a qualidade de vida por muito tempo.

Embora não haja cura, há medicamentos e outros tratamentos que podem aliviar os sintomas.

Tratamento

A maioria dos casos de cistite leve se resolvem dentro de poucos dias. Se a cistite durar mais de 3 dias, é recomendável uma reavaliação médica.

Assim, o médico poderá trocar os antibióticos, a depender dos exames de urina. O tipo e a duração do tratamento dependerá de cada caso. Por exemplo, o especialista pode prescrever nitrofurantoína, sulfametoxazol + trimetoprima, fosfomicina,…

Se os sintomas não melhorarem depois de tomar os antibióticos, deve-se retornar ao médico.

Cuidados diários

Para ajudar a aliviar os sintomas em casa, também é possível tomar analgésicos como paracetamol ou ibuprofeno, ou analgésicos de trato urinário como a fenazopiridina. Além disso, deve-se beber bastante água e evitar o consumo de álcool.

Conclusão: enfim, a cistite é transmissível?

A maioria das mulheres vai contrair cistite pelo menos uma vez em suas vidas. Embora a inflamação seja dolorosa e incômoda, ela não é perigosa nem contagiosa. Portanto, a infecção NÃO pode ser transmitida ao parceiro durante o sexo.

No entanto, se a pessoa não passar por um tratamento, a infecção pode “voltar” e se aprofundar mais no sistema urinário a partir da bexiga, atingindo os rins. Uma infecção renal é grave e precisa de pronta assistência médica, pois pode causar danos aos rins ou mesmo insuficiência renal.


Referências

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *