Minoxidil: o guia mais completo para você

frasco contendo minoxidil spray manipulado
BLOG OMENS / Perda de cabelo
logo da Omens
Escrito por

Seth Zanette

Revisado por

Dra. Aline Erthal

CRMSP 199.764
Última atualização

26 de maio 2023

Quem passa pela perda de cabelo provavelmente já ouviu falar em minoxidil. Esse medicamento é um dos tratamentos para a queda de cabelo disponível sob vários formatos e concentrações. Ele é comumente utilizado para tratar calvície de padrão masculino – ou alopecia androgenética e possui ótimos resultados quando utilizado corretamente e com indicação médica.

Com o manual da Omens, você saberá tudo sobre o minoxidil: como ele funciona, seus benefícios, como utilizá-lo corretamente, seus efeitos colaterais e muito mais. Vamos aprender mais juntos!

O que é minoxidil?


Inicialmente foi utilizado para tratamento de hipertensão em pacientes que não respondiam bem a outros medicamentos. Porém, foi observado que o crescimento capilar era um dos efeitos indesejados em quem utilizava o remédio. A partir disso, desde 1986, o minoxidil vem sendo utilizado como forma de tratamento para calvície.

O Minoxidil  é um vasodilatador que aumenta a circulação sanguínea onde é aplicado. Com esse aumento da circulação, os folículos capilares ficam mais ricos em nutrição e têm também um aumento de oxigênio. 

Para além desse efeito, o minoxidil altera uma enzima importante no ciclo de crescimento capilar. Dessa forma, a fase de queda e crescimento do cabelo acontecem mais rápido. Novos fios crescem com mais facilidade e os fios danificados e quebrados caem.

Como o minoxidil age no corpo?


O minoxidil ajuda no crescimento capilar de duas formas diferentes:

  1. Aumentando a circulação sanguínea nos folículos capilares;
  2. Adiantando as fases de crescimento capilar.

No nosso couro cabeludo existem milhares de pequenos poros onde se desenvolvem os fios de cabelo. Esses são os famosos folículos capilares. Para que o cabelo cresça adequadamente, são necessárias enzimas, vitaminas e vários outros componentes que nutrem e fortalecem o pelo desenvolvido no folículo capilar. Quando aumentamos a circulação sanguínea na área, a quantidade de vitaminas e nutrientes que chega até o folículo é maior.

Além de necessitar de nutrientes para crescer, os fios capilares estão em um constante ciclo de queda e crescimento. Esse ciclo é dividido em três fases: anágena (crescimento), catágena (transição) e telógena (queda). O minoxidil é transformado em sulfato de minoxidil por uma enzima presente no nosso corpo. O sulfato de minoxidil adianta a fase telógena e anágena do crescimento capilar. Com isso, os fios velhos caem dando lugar a novos fios, já na fase de crescimento.

Minoxidil funciona?


Sim, minoxidil tem resultados positivos na maioria dos pacientes que o utilizam para fazer crescer os cabelos. Mas para alcançar esses resultados, é necessário determinar a causa da queda de cabelo, que nem sempre está relacionada à alopecia androgenética. Para tratar esse tipo de problema, a eficácia do minoxidil chega até 60% em homens, segundo pesquisas realizadas pelo Journal of the American Academy of Dermatology

No caso do tratamento com minoxidil em mulheres, uma pesquisa realizada pela Journal of the American Academy of Dermatology revela um aumento de até 95% no total de cabelos. A pesquisa foi realizada com mulheres entre 18 e 65 anos de idade.

O minoxidil funciona melhor para homens com menos de 40 anos de idade, pois uma vez que a queda de cabelo se espalha por uma grande área, a eficácia do tratamento é menors. Quanto mais jovem você for, e quanto mais cedo você iniciar o tratamento com minoxidil, melhores tendem a ser os resultados.

O minoxidil pode ajudar no crescimento da barba?

Sim, ele pode. Quanto ao uso do minoxidil na barba, pesquisas realizadas pelo The Journal of Dermatology e pela Japanese Dermatological Association com concentrações de 2% e 3% mostraram bons resultados no crescimento e engrossamento dos pelos faciais.

As melhores fórmulas para você: minoxidil, spray ou oral

Marcar Teleconsulta Agora

Consulte um dermatologista ONLINE e manipule o seu tratamento já!

Como usar o minoxidil no cabelo?


A forma de se usar o minoxidil pode variar, dependendo de qual o formato, qual a indicação médica e, também, qual a concentração do minoxidil.

No geral, para utilizar o minoxidil tópico (spray, loção) você deve:

  • deixar o cabelo limpo e seco, além de lavar as mãos antes da aplicação;
  • espalhar a loção ou o spray recomendado na região afetada, sem encharcar o cabelo, mas aplicando quantidade suficiente para deixar o local molhado;
  • deixar o produto agir de 2 a 4 horas;
  • lavar as mãos após a aplicação.

Para utilizar o minoxidil oral você deve contar com a indicação médica dermatológica. Ela indicará a quantidade de comprimidos por dia.

Como usar minoxidil na barba?

Na barba, o minoxidil deve ser aplicada de maneira semelhante ao uso no cabelo.

  • limpe o rosto e as mãos antes de aplicar o minoxidil;
  • aplique a quantidade indicada pelo dermatologista na região do rosto;
  • deixe agir de 2 até 4 horas;
  • enxágue o rosto para retirar o produto.

Quem pode usar minoxidil?


Como já apresentado, o Minoxidil é mais recomendado e funciona melhor em homens mais jovens, em geral com menos de 40 anos de idade e enfrentando os primeiros sinais de calvície, não uma eficácia considerável em pessoas que já estão completamente carecas.

Mas calma! Isso não quer dizer que você não possa usar o Minoxidil mais velho, caso seus primeiros sinais de calvície sejam encontrados em uma idade avançada.

Além disso, o minoxidil pode ser contraindicado para algumas pessoas. As seguintes condições indicam quando você não pode usar minoxidil:

  • se você tem menos de 18 anos de idade;
  • se possui problemas cardíacos graves;
  • caso tenha uma doença de pele ativa no local de aplicação (como psoríase, dermatite, eczema, infecção, feridas abertas);
  • se você tem alergia a algum componente da fórmula;
  • se sua queda de cabelo é fibrosante, ou seja, leva a formação de cicatrizes no couro cabeludo.

Mulheres podem usar minoxidil?

Sim, mulheres que passam pela calvície de padrão feminino (alopecia androgenética) podem utilizar minoxidil para tratar a condição. Apenas alguns cuidados precisam ser tomados. 

Não é possível utilizar minoxidil durante a gestação ou amamentação, já que não existem estudos suficientes para atestar a segurança do medicamento no feto.

Efeitos colaterais do minoxidil


O minoxidil é um medicamento bastante seguro, existindo poucas chances de efeitos colaterais nos homens e nas mulheres. Quando se conta com a orientação médica e quando a aplicação é feita corretamente, as chances de algum efeito indesejado diminuem ainda mais.

Porém, mesmo com todas essas ressalvas, esse ainda é um medicamento. O que significa que alguns efeitos colaterais podem acontecer.

Efeitos colaterais do minoxidil tópico

No cabelo, o minoxidil tópico pode provocar as seguintes reações:

Comuns

  • mudanças nos pelos faciais e corporais
  • hipertricose (aumento indesejado de pelos)
  • coceira ou erupções cutâneas
  • vermelhidão

Raras

  • acne no local de aplicação
  • queimação no couro cabeludo
  • náusea
  • vômitos
  • retenção de líquidos
  • inflamação ou dor na raiz dos cabelos
  • inchaço do rosto

Raríssimas

  • visão embaçada ou outras mudanças na visão
  • dores no peito
  • vertigem
  • desmaio
  • batimentos cardíacos rápidos ou irregulares
  • dor de cabeça
  • dormência ou formigamento das mãos, pés ou rosto
  • inchaço do rosto, mãos, pés ou pernas inferiores
  • ganho de peso (rápido)

Efeitos colaterais do minoxidil oral

O minoxidil oral pode provocar as seguintes reações adversas:

  • todos os outros efeitos colaterais já citados
  • aumento do ritmo cardíaco
  • rápido ganho de peso
  • dificuldade para respirar, especialmente quando você se deita
  • dor no peito, braços ou ombros ou sensação de indigestão severa
  • vertigem ou sensação de desmaio

As melhores fórmulas para você: minoxidil, spray ou oral

Marcar Teleconsulta Agora

Consulte um dermatologista ONLINE e manipule o seu tratamento já!

Medicamentos que interagem com minoxidil


Como já dito anteriormente, minoxidil é um medicamento vasodilatador. Ou seja, é necessário averiguar junto ao médico dermatologista se algum medicamento que você faz uso interage ou não com ele. 

Então, atenção redobrada se você faz uso de:

  • Guanetidina, até mesmo se você fez uso recente do medicamento e já não o usa mais, é necessário comunicar ao médico antes de utilizar o minoxidil;
  • Medicamentos para o controle da pressão, que pode interagir com o minoxidil e ter o seu efeito potencializado.

O que é o efeito Shedding?


Ao iniciar o uso de minoxidil, muitas pessoas notam uma maior queda de cabelo nas primeiras semanas de tratamento. Esse é o famoso efeito shedding. Ele ocorre principalmente porque os nossos fios de cabelo não estão todos na mesma fase e o minoxidil possui o efeito de adiantar os estágios de crescimento e queda.

Com isso, os fios que estavam na última fase do ciclo (telógena) caem para dar espaço a novos fios na fase de crescimento (anágena). O efeito shedding pode parecer preocupante, principalmente porque o resultado esperado é o de crescimento capilar, não de queda. Mas não é necessário ter receio de iniciar o tratamento por isso. Esse efeito é temporário e em breve a queda e crescimento capilar se estabiliza e você notará os benefícios do tratamento.

Quanto tempo o shedding demora para passar?

O tempo de duração do efeito shedding pode variar de pessoa para pessoa. No geral, ele acontece nas primeiras semanas de tratamento e cessa assim que o crescimento capilar começar.

É possível prevenir o shedding?

Muita pouca coisa pode ser feita para prevenir o efeito shedding, já que ele é resultado natural do efeito do minoxidil nas fases de crescimento capilar. É importante ter em mente que quanto maior a concentração de minoxidil, maiores as chances do efeito shedding acontecer. 

Formatos


O minoxidil pode ser encontrado em diversos formatos e concentrações. O ideal é que seja feita uma consulta com um médico dermatologista. Assim será possível determinar o melhor formato e concentração para seu caso de calvície

Na escolha do minoxidil certo para cada paciente são levados em conta:

  • a idade;
  • o estilo de vida e rotina do paciente;
  • o histórico médico do paciente;
  • a área afetada pela alopecia androgenética;

No mercado, estão disponíveis os seguintes formatos e concentrações de minoxidil

Minoxidil Tópico (Loção capilar)

O minoxidil tópico em formato de loção capilar é um líquido feito para ser aplicado na região capilar, com o cabelo limpo e seco. Pode dar o aspecto oleoso para os fios presentes no couro cabeludo. É necessário que a loção permaneça em contato com o couro cabeludo por pelo menos 4 horas antes de ser retirada. 

O minoxidil tópico geralmente vem com conta-gotas para facilitar a aplicação. O médico dermatologista dará a indicação da quantidade exata de uso e, principalmente, a periodicidade de aplicação.

Minoxidil Spray

O minoxidil spray pode ser encontrado líquido ou em espuma. Para aplicá-lo basta colocar na mão a quantidade de espuma indicada pelo médico ou aplicar direto no couro cabeludo o spray líquido.

Minoxidil Shampoo

O minoxidil em formato shampoo é aplicado durante o banho, na hora de lavar os cabelos, diretamente no couro cabeludo. Pode ser uma boa opção para quem não quer passar o dia com o produto no cabelo ou para os que não têm tempo de esperar a ação do produto por 2 horas antes de lavá-lo. Mas pelo menor tempo de contato, seu efeito é menor também.

Minoxidil Via Oral

O minoxidil em comprimido é um formato de tratamento que ficou mais popular no Brasil recentemente. É uma opção interessante para pacientes com uma rotina mais atribulada. Porém, esse formato de minoxidil exige um acompanhamento mais rigoroso com o médico, devido aos seus efeitos colaterais.

As melhores fórmulas para você: minoxidil, spray ou oral

Marcar Teleconsulta Agora

Consulte um dermatologista ONLINE e manipule o seu tratamento já!

Você sabia? As maiores dúvidas sobre o minoxidil:


Minoxidil causa impotência?

Não, minoxidil não causa impotência. Não existe nenhum registro desse tipo de efeito em homens. A ideia de que minoxidil causa algum tipo de problema na ereção se propagou principalmente pela associação ao finasterida (outro medicamento utilizado para tratar a calvície).

Minoxidil precisa de receita médica?

No Brasil, de modo geral, o Minoxidil é um remédio de venda livre. A maioria de seus formatos podem ser comprados tranquilamente pela internet ou em farmácias, por exemplo. A exceção é o caso do Minoxidil em comprimido, de via oral, que deve ser prescrito por um dermatologista e comprado junto a uma farmácia de manipulação, com uma receita.

Apesar disso, independente de qual formato você for comprar, obter a opinião de um médico especialista antes de usar minoxidil é sempre fundamental. O médico poderá avaliar suas condições de saúde existentes, sua necessidade de minoxidil e avaliar qual fórmula é a melhor para você.

Posso utilizar minoxidil antes de dormir?

Sim, é possível utilizar minoxidil antes de dormir. Mas é ideal aguardar até 2 horas antes de se deitar. Assim você evita que o minoxidil afete outras regiões do rosto.

Minoxidil tem uso contínuo?

Sim. Uma vez iniciado o tratamento será necessário utilizá-lo sempre para manter os seus resultados.

É seguro utilizar minoxidil por um longo tempo?

Minoxidil é um medicamento seguro e pode ser utilizado a longo tempo. O ideal é que além de fazer o uso prescrito do tratamento, um acompanhamento com o médico dermatologista seja feito.

Se eu parar o uso, a queda de cabelo volta?

Sim. Quando o tratamento com minoxidil é cessado, os resultados do tratamento também acabam.

Onde eu compro minoxidil?


Minoxidil pode ser encontrado em farmácias, sites de compras de medicamentos ou pode ser manipulado com a concentração e formato necessários.

É possível encontrá-lo em diversos formatos e concentrações, sendo as mais comuns, quando falamos de uso direto, as de 2%, 5% e 10%, de forma que estudos já mostraram um resultado mais efetivo da fórmula de 5% se comparada à de 2%, além desta ser considerada a ideal. 

Dependendo da quantidade de minoxidil colocado nos produtos e seu uso, além do local em que está sendo vendido, o valor dos produtos de minoxidil variam. Com uma pesquisa rápida, encontra-se preços que vão de R$30 a até R$300.

8 comentário(s) sobre “Minoxidil: o guia mais completo para você

  1. João says:

    Tenho 18 anos, e não tenho entradas ou queda de cabelo, mas posso utilizar minoxidil no cabelo para prevenir futuras quedas de cabelo?

  2. Ilza Helena dos Santos Rodrigues says:

    Minoxidil não é tão bom quanto comentários não fiz o uso e o meu cabelo caiu pela netade , foi feito a fórmula do jeito que a demartologista pré escreveu. Não uso mais esse jamais.

    • Dra. Aline Erthal says:

      O que pode ter acontecido com você foi o efeito shedding: quando o cabelo cai um pouco mais no comecinho do tratamento. Como o minoxidil adianta as fases de crescimento/queda e os fios não estão todos no mesmo estágio, isso pode acontecer nas primeiras semanas de uso da fórmula. Mas essa consequência é temporária e logo se vê os resultados do tratamento!

  3. igor says:

    Dra por favor, é possivel manipular o minoxidil kirkland com a finasterida tópica? Conhece paciebte que ja fez isso?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?