Omenscast #23: Prótese Peniana

Omenscast, o minicast da sua saúde sexual: hoje falaremos sobre a prótese peniana
BLOG OMENS / Tratamentos
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

29 de outubro 2021

No nosso 23º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai falar sobre a prótese peniana, um tratamento bastante procurado por quem tem uma disfunção erétil mais grave.

Seja bem-vindo ao blog da Omens e fique à vontade para ouvir o nosso podcast! A transcrição do áudio também está logo abaixo.

Se você chegou até aqui, você tem alguma curiosidade ou talvez esteja pensando em colocar uma prótese peniana. Então, nesse podcast eu vou te ajudar a entender tudo que você precisa saber sobre esse assunto, inclusive falar sobre os valores aproximados de uma prótese peniana.

Eu sou o Dr. João Brunhara, médico urologista e cirurgião, e esse é o podcast da Omens sobre saúde sexual masculina.

Então, a primeira pergunta sobre a prótese peniana:

Como funciona?

Estamos falando de um dispositivo que fica interno no pênis, você não consegue ver ela por fora. A prótese fica dentro do corpo cavernoso, que é a estrutura do pênis responsável pela ereção.

Obviamente, nós só iremos propor implantar uma prótese em homens que tenham dificuldade na ereção, afinal estamos falando de colocar um reforço estrutural no corpo cavernoso. 

Vale ressaltar o seguinte: a prótese não serve para engrossar ou aumentar o pênis. A função dela é proporcionar uma ereção para quem tem dificuldades. E, em alguns casos, a cirurgia de prótese peniana pode ajudar a retificar o pênis em pacientes que têm a curvatura da chamada doença de Peyronie.

E, claro, não é todo paciente com dificuldade de ereção que é candidato a colocar um implante de prótese peniana. Na verdade, a prótese é a opção para quem já tomou comprimidos como cialis ou viagra e não teve sucesso – e, além disso, já pesquisou causas hormonais, psicológicas e já testou medicamentos injetáveis sem conseguir se adaptar. Só aí, então, oferecemos a opção da prótese. 

Como fica depois de colocar?

Como eu disse, ela fica totalmente interna, então por fora você não enxerga ela diretamente. Inclusive, a sensação do tato continua a mesma, e o orgasmo também, ou seja, o seu prazer no sexo continuará sendo o mesmo, você só vai estar recebendo um reforço estrutural interno do pênis.

O implante de prótese peniana é uma cirurgia, que pode ser feita com anestesia geral ou raquianestesia, que é por uma injeção anestésica nas costas. A cirurgia dura aproximadamente de 1 a 2 horas, dependendo do caso e do tipo de prótese escolhida.

A cirurgia de prótese peniana é segura, com baixo risco de sangramento e que normalmente permite ir para casa ou no mesmo dia da cirurgia, ou no dia seguinte.

O pós-operatório requer evitar esforços na primeira semana, e ficar sem atividade sexual por aproximadamente 40 dias. Nos primeiros dias, é comum precisar de analgésicos, mas o controle da dor é bastante eficaz com remédios simples.

Os principais riscos da cirurgia são infecção pós-operatória e deslocamento da prótese para um local errado. Mas ambos riscos são extremamente reduzidos quando o procedimento é feito por profissionais experientes, com a técnica correta, e os cuidados necessários durante a recuperação.

Mas, como eu disse, existem alguns tipos de prótese peniana.

Os 2 tipos principais são as próteses maleáveis (ou semirrígidas) e a prótese peniana inflável. E cada tipo tem diversos tamanhos e marcas.

Além desses existe um terceiro tipo, as próteses articuladas, que no Brasil são menos utilizadas. Vamos falar um pouco mais sobre cada um dos principais tipos de prótese peniana.

Prótese maleável

A prótese peniana maleável, ou semirrígida, é o tipo mais usado no Brasil. Como o nome diz, ela é um cilindro maleável que fica dentro do corpo cavernoso. Na verdade, um implante em cada corpo cavernoso já que temos dois deles no pênis. 

De acordo com a anatomia do paciente, é escolhido um implante que tenha o comprimento correto e o máximo diâmetro permitido pela anatomia do pênis. O resultado é o pênis ficar com um reforço interno, totalmente esticado e rígido, como se estivesse em ereção. De novo, a sensação do tato permanece normal, e o orgasmo também. 

Porém, para evitar inconvenientes, a prótese é feita de um material que permite ser dobrado quando se aplica o movimento correto. Assim, quando o paciente não for ter relações, o ideal é curvar o pênis para o lado ou para baixo e deixá-lo junto ao corpo, para ficar mais discreto. Com roupas normais de trabalho ou passeio, não existe nenhum problema. Porém, para ambientes de praia ou piscina, recomendamos o uso de um calção de banho por cima da sunga, para evitar constrangimentos.

Vantagens da prótese maleável

  • custo menor
  • procedimento mais rápido e
  • um mecanismo de funcionamento mais simples, puramente estático e, com isso, menos sujeito a falhas.

Não existe uma duração restrita ou a necessidade de trocar a prótese de anos em anos, mas, se houver algum problema, os fabricantes oferecem garantia do produto para realizar sua troca.

E respondendo uma pergunta frequente: se o plano de saúde cobre a cirurgia de prótese peniana. No caso da prótese maleável, em uma boa parte das vezes, sim. A cirurgia pode ser realizada até no SUS, porém sujeita a disponibilidade em poucos hospitais e com longas filas de espera, já que o sistema tem prioridades no tratamento de doenças mais graves.

Prótese inflável

O outro tipo de prótese mais comum é a prótese peniana inflável, mas que é muito menos frequente no nosso país.

Esse tipo de prótese envolve 4 volumes: 2 cilindros infláveis, sendo cada um em um dos corpos cavernosos; mais um reservatório de soro que fica dentro do abdome, em uma posição que não é visível e nem palpável; e uma bomba para acionamento da prótese que fica na bolsa escrotal, logo ao lado dos testículos. 

Funciona assim: quando você não estiver querendo usar o mecanismo de ereção, o pênis fica flácido, os cilindros do corpo cavernoso ficam vazios, e o soro fisiológico fica guardado no reservatório, escondido. Quando você quer usar, você começa a apertar a bomba que fica na bolsa escrotal, e o soro vai saindo do reservatório e vai enchendo os cilindros progressivamente, como se fosse uma ereção, até atingir a rigidez total. Assim como a maleável, a prótese inflável tem tamanhos diferentes, e escolhemos um adequado para a anatomia de cada paciente.

A grande vantagem do implante inflável é que você consegue manter o pênis flácido quando não estiver usando e, por isso, fica uma situação mais natural e que se aproxima mais do mecanismo de uma ereção normal. Mas vamos falar das desvantagens também…

Desvantagens

  1. Para acionar a bomba você precisa de uma certa força na mão, então quem tiver fraqueza ou problemas na musculatura ou articulações das mãos terá dificuldades.
  2. Essa prótese chega a ser oito vezes mais cara do que o modelo maleável, não tem no SUS, são menos médicos que estão habilitados a fazer o procedimento e as barreiras para conseguir liberação por um plano de saúde são muito maiores. Ou seja, as dificuldades financeiras e logísticas são bastante significativas se comparado com o implante maleável.
  3. E, por último, como o mecanismo de funcionamento é mais complexo e delicado do que na prótese semirrígida, é muito mais comum a ocorrência de defeitos na prótese e a necessidade de uma revisão ou troca de algum dos componentes (ainda que, nesse cenário, seja algo coberto pela garantia dos fabricantes).

Na prática

Agora vamos responder algumas perguntas mais práticas. Depois de tudo isso que eu falei:

Qual a melhor prótese peniana?

Você pode estar achando que é a inflável, mais cara, com o mecanismo mais sofisticado. Mas, na verdade, nem sempre. Se o pênis tiver uma fibrose ou curvatura muito acentuada, ela pode não ser ideal.

E uma outra coisa interessante é que o nível de satisfação dos pacientes depois de colocar uma prótese peniana não depende de ter sido uma prótese maleável ou inflável, e sim da motivação do paciente antes da cirurgia e do alinhamento de objetivos e desejos com aquilo que a cirurgia vai oferecer.

E muita gente pergunta sobre os valores aproximados da prótese peniana, ou seja:

Quanto custa uma prótese peniana?

Como eu disse, depende muito do tipo e da marca utilizada. Além disso, depende do status de cobertura por seguro de saúde, pois muitas vezes o plano de saúde cobre a cirurgia de prótese peniana, incluindo o implante em si, no caso da maleável.

Falando sobre as maleáveis, o preço de custo junto ao fornecedor pode girar em torno de 5 a 8 mil reais. Mas esse valor depende de vários fatores como localização, marca, cotação do dólar, entre outros. Já para a prótese inflável, o custo da prótese pode chegar na casa dos 80 mil reais. 

Se você tem perguntas ou tem interesse em realizar um implante de prótese peniana, procure um urologista especializado, com experiência em próteses penianas, para tirar todas suas dúvidas e garantir um procedimento seguro e com os melhores resultados.

Tenha acesso a um tratamento definitivo para disfunção erétil grave

Os urologistas parceiros da Omens são especializados em técnicas cirúrgicas modernas que viabilizam uma ereção forte novamente.

Agendar Teleconsulta

Antes disso, você pode passar por uma consulta por chat, vídeo ou celular com médicos especialistas em saúde sexual masculina (preço médio de R$ 69).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *