Omenscast #39: Hiperplasia da próstata ou Próstata aumentada

Omenscast, o minicast da sua saúde sexual: hoje o assunto é próstata aumentada
BLOG OMENS / Sexualidade
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

17 de abril 2022

No nosso 39º episódio do Omenscast, o médico urologista João Brunhara vai abordar a Hiperplasia Prostática Benigna, que nada mais é que um nome gigante para a próstata aumentada.

Seja bem-vindo ao blog da Omens e fique à vontade para ouvir o nosso podcast! A transcrição do áudio também está logo abaixo.

Se você chegou aqui você quer saber mais sobre uma alteração que começa a afetar os homens a partir dos 50 anos de idade: o aumento da próstata. Mas então, quando a próstata é considerada aumentada? E o que provoca o aumento da próstata? E mais importante ainda, quais os sintomas de próstata aumentada e o que fazer nesse caso?

Eu sou João Brunhara, médico urologista, e esse é o podcast da Omens sobre saúde masculina.

Primeiro vamos começar do básico:

O que é a próstata?

É uma glândula que fica logo abaixo da bexiga. Ela produz parte do sêmen, e o canal da urina passa por dentro dela. Nos homens jovens, o peso da próstata, na média, é de 20 a 25 gramas.

A partir dos 50 anos, a próstata tende a crescer em todos os homens, mas em alguns mais, e em outros menos. Esse crescimento tem o nome técnico de Hiperplasia Prostática Benigna – talvez você já tenha ouvido esse nome em algum lugar.

Assim, é muito comum encontrar homens mais velhos que têm próstatas que pesam 50, 80, ou até 100 gramas. Além de influências genéticas e da idade, o crescimento da próstata é acelerado por fatores como diabetes, obesidade e pressão alta.

E um outro esclarecimento: o crescimento da próstata por si só NÃO é um sinal de câncer. É simplesmente um aumento que acontece em todos os homens com a idade. Para o diagnóstico de câncer, levamos em consideração outros fatores como o aumento do valor de um exame de sangue chamado PSA, além do toque retal e da biópsia.

Se você tem dúvidas sobre câncer de próstata, ouça aqui o episódio que fizemos especialmente sobre essa doença. 

Sintomas e diagnóstico

E quais são os sintomas da próstata aumentada? Basicamente o principal sintoma que a hiperplasia prostática causa é uma dificuldade progressiva para urinar, justamente porque o crescimento da próstata pode comprimir o canal da urina.

Com isso, os sintomas mais comuns são:

  • jato mais fraco
  • gotejamento
  • dificuldade para esvaziar a bexiga
  • levantar à noite várias vezes para urinar

Em alguns homens, esses sintomas são muito fortes e já começam até antes dos 50 anos, enquanto outros podem chegar até os 60 anos ou mais sem ter grandes incômodos nessa parte urinária.

Podemos estimar o tamanho da próstata através do exame de toque retal, mas a medida com um ultrassom é muito mais precisa, e por isso o diagnóstico da hiperplasia prostática é feito com ultrassom. Além disso, podemos fazer um exame que mede a velocidade do fluxo urinário, que consegue mostrar se o jato está fraco ou não. 

Diferente do que muitas pessoas pensam, a próstata aumentada não dificulta o ato de evacuar. Apesar de ela estar próxima do intestino, a próstata cresce em direção ao canal da urina e não em direção ao canal anal (e também não é verdade que a próstata aumentada causa dor nas costas.)

E existe uma outra pergunta comum:

A próstata aumentada causa impotência?

Essa questão já é um pouco mais complexa de responder, porque os estudos científicos não são totalmente conclusivos.

Por um lado, é mais comum a próstata crescer com a idade, e também é verdade que a disfunção erétil acontece mais em homens mais velhos. Mas, mesmo assim, os estudos sugerem que homens com a próstata aumentada tendem a ter maior chance de ter impotência, independente da idade. Mas o motivo dessa associação ainda não está tão claro, porque não é a hiperplasia da próstata em si que prejudica a função do pênis.

E, por sinal, quem tem a próstata aumentada pode ter relação normalmente

Tratamento

Qual é o tratamento para próstata aumentada? Na verdade, em boa parte dos casos, só pelo fato de a próstata estar aumentada, não é necessário nenhum tratamento. O tratamento é baseado nos sintomas e no desconforto do paciente para urinar, ou seja, se o jato urinário estiver bom e o esvaziamento da bexiga estiver acontecendo sem dificuldades, não precisamos iniciar nenhum tratamento.

Mas, se o paciente estiver sofrendo com jato fraco, dificuldade para urinar, ou levantando muitas vezes à noite para ir ao banheiro, devemos iniciar um tratamento.

E quais são os remédios para próstata aumentada? Existe uma classe de medicações chamada de alfa-bloqueadores, por exemplo, a doxazosina ou tansulosina. Esses remédios ajudam a relaxar a próstata e, com isso, trazem um alívio dos sintomas urinários poucos dias após o início do tratamento. Entretanto, esses remédios não alteram o tamanho da próstata em si. 

Como diminuir a próstata aumentada?

Calma que existe uma outra medicação ainda, chamada finasterida. Ela diminui a ação da testosterona e, com isso, diminui também o tamanho da próstata.

Pode acontecer uma redução de 20 a 30% do tamanho após 6 meses da medicação e, assim, ocorre também uma melhora do jato urinário. Porém, como a ação da finasterida é mais lenta e gradual, não acontece uma melhora rápida dos sintomas urinários, mas sim alguns meses após começar a tomar o remédio. Vale avisar que alguns pacientes, quando tomam finasterida, podem ter uma redução da libido.

E, nos últimos anos, alguns estudos mostraram também que o tadalafil de uso diário, o popular cialis, pode ajudar também a reduzir os sintomas urinários.

E, se todos esses remédios não forem suficientes para controlar os sintomas, podemos recorrer a uma cirurgia para abrir o canal urinário, aliviando assim os sintomas. 

Como é feita a cirurgia de próstata aumentada?

O mecanismo da cirurgia é remover apenas o miolo da próstata, na parte em que ela cresceu, chamada de adenoma. Assim, a próstata continua ali, mas tiramos o excesso dela que estava comprimindo o canal urinário e, depois da cirurgia, o caminho para a urina passar fica bastante amplo.

A maioria das cirurgias de hiperplasia prostática são feitas pelo canal da urina, sem cortes. Com uma microcâmera introduzida através do pênis, fazemos uma raspagem da próstata usando uma cauterização, deixando o interior do canal bem aberto. O paciente fica internado em média por mais 2 dias, usando uma sonda urinária temporariamente e, depois disso, a sonda é removida para que o paciente possa urinar normalmente.

Além disso, recentemente surgiram técnicas mais modernas, em que esse procedimento pode ser feito também pelo canal da urina, mas com um laser. A vantagem do laser é que o sangramento é menor, e o tempo de internação também, muitas vezes possibilitando alta hospitalar no dia seguinte.

E no caso de próstatas excepcionalmente grandes, com tamanho maior do que 100 gramas, pode ser necessária uma cirurgia de maior porte para a retirada em bloco de todo o miolo da próstata, que pode ser feita por via aberta ou robótica. 

Resumindo: o crescimento da próstata com a idade acontece em todos os homens, e existem tratamentos muito eficazes para aliviar os sintomas urinários, seja com remédios ou cirurgias modernas. Se você vem sofrendo com dificuldade para urinar ou tem algum parente com esse problema, aconselhe ele a se consultar com um urologista.

E, se você tiver dúvidas ou comentários, continue essa conversa nos nossos canais no Youtube, Instagram, Facebook, TikTok, ou no blog. Te vejo lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *