Qual médico trata problemas de sono?

pug preto bocejando
BLOG OMENS / Sono
logo da Omens
Escrito por

Ranieri Soares

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

11 de abril 2022

Inúmeras pessoas têm problemas para dormir, enquanto outras até adormecem, porém acordam várias vezes durante a noite… Acontece que, quando se trata de buscar diagnóstico e tratamento adequado para distúrbios do sono, é comum que as pessoas não saibam para onde ir. Afinal, qual médico trata problemas de sono? Provavelmente por existirem diferentes profissionais médicos que oferecem tratamento para distúrbios do sono, pode ser difícil saber exatamente qual profissional consultar.

Por isso que, neste artigo, nós da Omens vamos explicar sobre médicos que cuidam do sono: vamos te ajudar a entender quem são e quando procurá-los! Este texto traz informações que podem apontar na direção certa e ajudá-lo a encontrar um tratamento adequado para você.

Especialistas em distúrbios do sono

Um médico do sono é um profissional de saúde especializado que aborda questões referentes à saúde do sono de modo geral.

Cada tipo de especialista em sono lida com diferentes aspectos da saúde do sono. Portanto, os médicos do sono podem ter formação em medicina interna e pulmonar, além de psiquiatria, cardiologia, endocrinologia, otorrinolaringologia e neurologia.

Otorrino, neurologista, cardiologista, endócrino, pneumologista ou psiquiatra?

Pneumologista

Pneumologistas são especialistas no sistema respiratório, assim eles lidam especialmente com distúrbios do sono causados ​​por problemas respiratórios. O distúrbio do sono mais comum com o qual um pneumologista lida é a apneia obstrutiva do sono, visto que esse problema é causado por uma via aérea colapsada. No entanto, alguns pneumologistas também têm treinamento geral no tratamento de outros distúrbios do sono. 

Psiquiatra

Os psiquiatras também têm treinamento para identificar prováveis distúrbios do sono, já que podem levar a problemas de saúde mental; em alguns casos, os distúrbios do sono podem ser causados ​​por dificuldades de saúde mental da mesma forma. Por isso, procurar tratamento para um pode ajudar a aliviar o outro.

Otorrino

Médico especialista no diagnóstico e tratamento das doenças da garganta, ouvido e nariz, e que também pode lidar com distúrbios do sono quando causados ​​por problemas nos ouvidos, nariz e garganta. Tanto a apneia do sono quanto o ronco podem apresentar como causas essas estruturas, desse modo, um otorrinolaringologista pode realizar uma cirurgia para aliviar a apneia do sono e/ou o ronco.

Cardiologista

O médico cardiologista é o especialista no diagnóstico e tratamento das doenças que causam dano ao coração, bem como os outros componentes do sistema circulatório. É outro profissional de saúde que pode tratar de distúrbios do sono, como, por exemplo, a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) – doença caracterizada pela obstrução recorrente da via aérea durante o sono, levando à queda da saturação de oxigênio sanguíneo e despertares frequentes.

Endocrinologista

Os endocrinologistas são médicos que se especializam no tratamento de distúrbios do sistema endócrino, ou seja, da rede de glândulas produtoras de hormônios em nosso corpo. São profissionais qualificados para diagnosticar e tratar condições como diabetes, doenças da tireoide, infertilidade, problemas de crescimento, distúrbios metabólicos, osteoporose, alguns tipos de câncer e distúrbios nas glândulas suprarrenais produtoras de hormônios e glândulas pituitárias.

Distúrbios e doenças que se originam em outros lugares também podem acabar causando sintomas em seu sistema endócrino: é o caso de doenças do sono.

Portanto, quando problemas em outros sistemas ou partes do corpo afetam o sistema endócrino, um endocrinologista trabalhará em conjunto com outros especialistas para elaborar um plano de tratamento.

Neurologista

O neurologista é também um médico que cuida do sono. Os neurologistas têm por hábito fornecer tratamento para distúrbios do sono quando a causa é neurológica. Apneia central do sono, narcolepsia, insônia e síndrome das pernas inquietas, por exemplo, podem estar relacionadas a problemas neurológicos e são melhor tratadas por um neurologista.

E qual médico pode tratar a apneia do sono?

A Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS), ou simplesmente apneia do sono, é um problema que faz com que uma pessoa pare repetidamente de respirar durante o sono.

Estima-se que cerca de 936 milhões de pessoas em todo o mundo podem sofrer de apneia obstrutiva do sono. Assim, todos os anos, pouco mais de 2 milhões de brasileiros recebem tal diagnóstico.

Então, você sabe qual médico que trata a apneia do sono?

A maior parte das pessoas têm preocupações sobre apneia do sono, contudo não sabem qual profissional procurar. Após passar por uma das especialidades citadas acima, o médico talvez faça uma avaliação através de estudos do sono para monitorar o que está acontecendo no cérebro e no corpo do paciente, tudo isso enquanto ela dorme. Esses estudos podem ajudar a diagnosticar distúrbios do sono e determinar sua(s) causa(s).

A apneia obstrutiva do sono é especialmente causada por parte do corpo bloqueando as vias aéreas durante o sono. Isso pode ser por uma das muitas razões, mas diabetes tipo II, hipertensão (pressão alta), fibrilação atrial e arritmias podem ser agravadas ou diretamente afetadas pela SAOS não tratada. 

Os sintomas mais comuns de apneia obstrutiva do sono são:

  • Sintomas noturnos:
    • ronco alto e persistente;
    • pausas na respiração (testemunhadas muitas vezes por um membro da família ou parceiro/a);
    • asfixia ou falta de ar durante o sono;
    • sono inquieto;
    • visitas frequentes ao banheiro.
  • Sintomas diurnos:
    • dores de cabeça de madrugada;
    • fadiga diurna excessiva ou sonolência;
    • baixa concentração;
    • depressão, irritabilidade ou alterações de humor;
    • sonolência durante atividades de rotina (por exemplo, dirigir).

Os perigos da Síndrome Apneia Obstrutiva do Sono não tratada

A apneia obstrutiva do sono, como qualquer condição que afete o sono restaurador, pode ter um impacto significativo na rotina diária de uma pessoa. No entanto, se não tratada, a SAOS ainda pode levar a outras condições médicas muito mais graves mais tarde, como pressão alta, insuficiência cardíaca, diabetes tipo 2 e até certos tipos de câncer. 

Portanto, caso você já sofra de uma ou mais dessas condições cardiovasculares, é imprescindível diagnosticar sua apneia do sono o mais cedo possível e tratá-la de imediato.

Teste para apneia do sono

O indivíduo com suspeita de apneia do sono pode ser submetido a um estudo do sono ou polissonografia.

O estudo do sono envolve uma série de testes para ajudar a diagnosticar a apneia do sono ou determinar a causa: a pessoa pode realizar esse estudo em um laboratório do sono ou em sua própria casa.

Os estudos do sono realizados em laboratório podem envolver os seguintes testes:

  • eletroencefalograma (EEG), que mede a atividade elétrica no cérebro;
  • eletrooculograma (EOG), que mede os movimentos dos olhos e do queixo, que sinalizam diferentes estágios do sono;
  • eletrocardiograma (ECG), que é um teste que mede a frequência e o ritmo cardíacos;
  • pletismografia de indutância respiratória, em que são colocadas bandas ao redor do tórax e abdômen para medir os padrões respiratórios e o volume pulmonar de uma pessoa;
  • monitoramento: enfim, o médico pode usar sensores especiais para medir e monitorar o movimento da perna e os níveis de oxigênio e dióxido de carbono no sangue.

Como encontrar um médico do sono

Os médicos especialistas em distúrbio do sono trabalham em diferentes locais. Alguns trabalham no campo da medicina do sono em meio período e em outro campo, como já vimos: pneumologia, neurologia, medicina interna, psicologia, pediatria ou cirurgia otorrinolaringológica.

Por outro lado, há médicos do sono que trabalham em consultório particular ou em hospitais. Os médicos que tratam os distúrbios do sono estão concentrados nas grandes cidades brasileiras. Contudo, alguns deles agora estão usando a telemedicina para alcançar pacientes remotamente. Assim, os pacientes podem receber atendimento sem precisar sair do conforto e da privacidade de suas próprias casas. 

Conclusão

Os distúrbios do sono são bem comuns. Uma delas é a apneia obstrutiva do sono. Uma condição em que uma pessoa para de respirar repetidamente durante o sono. Como a AOS ocorre durante o sono, uma pessoa pode não saber que tem a doença.

As pessoas que estão mais preocupadas com a apneia do sono devem consultar um médico. Em alguns casos, o médico pode encaminhar a pessoa para um neurologista ou outro médico especialista que possa ajudar no diagnóstico e tratamento.

O tipo de tratamento que uma pessoa precisa dependerá da causa subjacente da apneia do sono. Algumas opções potenciais de tratamento incluem dispositivos de pressão positiva nas vias aéreas, aparelhos orais e cirurgia.

Vale ressaltar: se você tem algum destes sintomas ou acredita que possa estar passando por isso, é importante marcar uma consulta com um médico especializado: e o atendimento online pode te ajudar!


Referências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *