Traição no casamento: consequências e o que fazer

alianças de casamento
BLOG OMENS / Sexualidade
logo da Omens
Escrito por

Caio Vega

Revisado por

Dr. João Brunhara

CRMSP 161.642
Última atualização

27 de novembro 2021

Se você já passou ou está passando por uma traição no casamento, a primeira pergunta que provavelmente você fez foi: “por quê”? São muitas as consequências da traição, além disso é natural querer saber por que seu parceiro escolheu ser infiel. Às vezes, entender a situação pode ajudar o casamento (ou mesmo ajudar a pessoa traída caso o relacionamento termine).

Aqui vamos explicar o que pode levar à infidelidade em um relacionamento mais longo e o que você pode fazer para resolver o problema.

O que é traição?

Simplificadamente falando, traição é o ato de ser infiel ao cônjuge ou parceiro. Normalmente significa se envolver em relações sexuais ou românticas com outra pessoa que não seja o companheiro ou companheira, assim quebrando o compromisso firmado entre os dois.

No entanto, para alguns, pode não ser muito fácil definir o que é ou não uma traição. Mesmo porque o que é considerado infidelidade varia entre casais e entre parceiros em um relacionamento. Por exemplo, uma conexão emocional com outra pessoa sem intimidade física é considerada infidelidade? E as relações online? Cada pessoa e casal precisa definir o que constitui traição no casamento.

Enfim, cada caso de traição é diferente e preenche uma necessidade diferente.

E, embora saber por que um parceiro traiu provavelmente não vai diminuir de repente a dor sentida, ser capaz de analisar o comportamento racionalmente e defini-lo pode resolver parte da confusão; também pode ajudar a pessoa traída a se sentir mais confiante em superar a situação – seja trabalhando para restabelecer o relacionamento, seja seguindo em frente caso decidam se separar.

Por que uma traição no casamento acontece?

Traições podem acontecer tanto em casamentos felizes quanto em relações conturbadas. Muitos fatores podem contribuir para a infidelidade, por exemplo:

  • Falta de afeto por uma das partes
  • Perda de carinho e cuidado um com o outro
  • Desequilíbrio no dar e receber da relação
  • Falta de comunicação em relação às necessidades emocionais e do relacionamento
  • Questões de saúde física
  • Questões de saúde mental, incluindo depressão, ansiedade, transtorno bipolar, etc.
  • Vício, incluindo vício em sexo, pornografia, jogo, drogas, álcool,…
  • Problemas conjugais não resolvidos, como medo de intimidade ou tendência a evitar conflitos
  • Início de diferentes ciclos da vida (transição para a paternidade/maternidade,   síndrome no ninho vazio, por exemplo…)
  • Períodos estressantes, que, aliás, são muito comuns quando os parceiros estão separados por longos períodos de tempo

Insatisfação pessoal e baixa autoestima também podem aparecer como causas da infidelidade.

NOVO

Seu parceiro tem alguma dificuldade? Você vê problemas no relacionamento?

Encontre uma solução online conversando com um psicólogo especializado em sexualidade.

Teleconsulte por vídeo ou celular o terapeuta sexual da sua escolha e consiga a ajuda necessária para a sua relação!

Agendar Teleconsulta

e receber ajuda agora!

Consequências da traição no casamento: como resolvê-las?

As consequências são devastadoras para todos os envolvidos, principalmente para o(a) cônjuge e para os possíveis filhos.

Mesmo aqueles que traem têm de enfrentar as consequências negativas de suas escolhas. Eles podem sofrer com o afastamento da família e dos amigos, por exemplo, ou ainda podem ter que passar por uma reestruturação financeira devido a divórcio, separação, brigas e acordos.

É importante que a pessoa traída perceba que não importa o quanto ela se sinta culpada, ela não é responsável pela traição.

Aliás, mesmo quem traiu deve se valorizar (talvez procurando ajuda psicológica); o responsável deve, ainda assim, entender que é digno de um relacionamento que não o reduza ao nível de prejudicar, machucar e vitimizar pessoas inocentes.

Conforme algumas pesquisas revelaram, mais de 90% dos responsáveis pela traição não se casam mais por desconfiança e culpa.

Portanto, vamos a algumas ações que podem ajudar:

Não tome decisões precipitadas

Antes de optar por continuar ou terminar o casamento, dedique um tempo para curar as feridas e para entender o máximo possível o que está por detrás de tudo isso.

Seja responsável

Mas, se foi você quem traiu, assuma a responsabilidade por suas ações e não invente desculpas nem culpabilize o outro. Além disso, termine o caso e interrompa toda interação ou comunicação com a pessoa amante. Se o caso envolveu um(a) colega de trabalho, por exemplo, mantenha contato estritamente profissional.

Procure ajuda em diferentes lugares

Procure a orientação de um psicólogo, mas também se cerque de amigos e familiares que não te julgam e de pessoas compreensivas. Fuja de quem diz ter a solução milagrosa nas mãos.

Consulte um terapeuta sexual ou de casais

Invista no auxílio de um terapeuta habilitado (em psicologia) que tenha principalmente experiência em terapia conjugal, sexual e casos de traição no casamento.

As conversas podem te ajudar a colocar os problemas em perspectiva, identificar questões que possam ter contribuído para o caso, aprender a se reconstruir e a se fortalecer e até evitar o divórcio caso esse seja o objetivo dos dois.

Procure restaurar a confiança

Estabeleçam um plano para restaurar a confiança e obter uma reconciliação. Assim, é possível chegar a um acordo sobre um ritmo a adotar, um processo.

Se você foi infiel, por exemplo, admita a culpa e busque o perdão genuíno. Se seu parceiro ou parceira foi infiel, quando você for capaz, ofereça perdão.

Portanto, busquem compreensão juntos.

NOVO

Seu parceiro tem alguma dificuldade? Você vê problemas no relacionamento?

Encontre uma solução online conversando com um psicólogo especializado em sexualidade.

Teleconsulte por vídeo ou celular o terapeuta sexual da sua escolha e consiga a ajuda necessária para a sua relação!

Agendar Teleconsulta

e receber ajuda agora!

Conclusão: seguindo em frente

No fim das contas, você e seu companheiro ou companheira é que vão decidir o que fazer do relacionamento. Mas, com a ajuda de um especialista, o processo acontece de forma mais fluida.

Dessa forma, se ambos estiverem comprometidos em cicatrizar as feridas, apesar da dor, a recompensa pode ser um novo modelo de casamento que continuará a crescer e provavelmente excederá suas expectativas anteriores.

Se a decisão for pela separação, o objetivo é se restabelecer e seguir em frente!


Referências

Consulte online um médico ou psicólogo especializado em sexualidade

A Omens é uma plataforma de saúde dedicada à saúde sexual e mental, que reúne médicos urologistas, terapeutas sexuais e farmacêuticos com o objetivo de construir soluções seguras, de qualidade e acessíveis a todos.

Por isso, a plataforma permite que você consulte online médicos especialistas em temas sobre sexualidade, além de psicólogos sexólogos. As consultas online podem ser feitas por mensagens, pelo celular ou por videochamada, por exemplo, além de apresentar muitas outras vantagens:

  • Consulte um médico ou psicólogo especializado na área, que trata diariamente de problemas relacionados ao sexo.
  • Pague menos da metade do valor de uma consulta presencial com um urologista.
  • Agende uma consulta para o mesmo dia! (no Brasil, aliás, muitos pacientes têm de esperar vários meses até conseguir agendar uma consulta presencial com um urologista)
  • Peça pela plataforma os medicamentos necessários para o seu tratamento e, então, eles serão entregues discretamente na sua casa por uma farmácia certificada
  • Além disso, evite o desconforto ou a vergonha na sala de espera de um consultório ou em farmácias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *