Como acabar de vez com a caspa?

homem com guarda-chuva em meio a neve caindo, o que lembra a queda da caspa
BLOG OMENS / Cabelo
logo da Omens
Escrito por

Seth Zanette

Revisado por

Dra. Aline Erthal

CRMSP 199.764
Última atualização

24 de maio 2023

A caspa (ou dermatite seborreica) é um problema que afeta mais da metade da população mundial adulta. 

Acontece quando existe algum problema relacionado ao couro cabeludo e as glândulas sebáceas que fazem parte dele. Com isso, ocorre coceira, vermelhidão e a descamação da pele do couro cabeludo, que se solta e forma pequenos flocos brancos: a tão temida caspa.

Para tratar a caspa, é necessário entender o que está causando a descamação. E podem existir diversos fatores que corroboram com o aparecimento desse problema tão chato. Hoje, a Omens te ajuda a entender melhor alguns hábitos prejudiciais e te indica as melhores formas de resolver rapidamente a caspa. Acompanhe nosso tutorial!

Passo 1: Uma consulta com o dermatologista ou tricologista


A caspa ou dermatite seborreica (seborreia) pode ser ocasionada por fatores que afetam o couro cabeludo, como fungos, por exemplo, ou relacionados à genética, ao estresse, ao clima, etc. Então, para identificar a causa da caspa e tratá-la de forma adequada, o primeiro passo é sempre procurar um dermatologista ou tricologista. 

Durante a consulta, o médico avaliará seu couro cabeludo e o aspecto da descamação (se a caspa está grudada no couro cabeludo, por exemplo). Geralmente não são necessários outros exames. Além disso, podem ser feitas perguntas sobre seus hábitos diários com o cabelo, há quanto tempo as caspas apareceram…Essas informações ajudarão ao dermatologista/tricologista a entender melhor o seu caso e te ajudar a se livrar da caspa.

Passo 2: Identificar os gatilhos da descamação


Uma das principais motivações para procurar ajuda médica é identificar o que pode engatilhar a dermatite seborreica (caspa). Apesar de ser possível que a descamação do couro cabeludo aconteça com a ajuda de alguns hábitos ou mesmo pela genética, ainda existem condições de saúde que precisam ser descartadas.

Dentre as possíveis causas da descamação, podemos citar:

  • Psoríase do couro cabeludo;
  • Eczema;
  • Infecção pelo fungo Malassezia;
  • Infecção por outros tipos de fungo;
  • Dermatite de contato;

Além disso, um estudo revelou que até 83% da população com HIV tem dermatite seborreica (caspa). Esse pode ser um indicativo precoce da doença. Em pessoas com o vírus da imunodeficiência humana, os sintomas podem ser mais severos. Mais uma vez, a consulta com um dermatologista é essencial para determinar as causas e os melhores tratamentos para o seu caso.

Passo 3: Identificar hábitos ruins para seu cabelo


Sim, existem alguns hábitos que podem ajudar a dermatite seborréica a acontecer. Dentre os principais hábitos ruins e que perpetuam a caspa, podemos citar:

  • Não utilizar shampoo o suficiente ou não lavar o cabelo com a frequência adequada, o que leva as células mortas do couro cabeludo a se acumularem;
  • Não utilizar produtos corretos para o couro cabeludo, o que pode causar irritação e descamação do couro cabeludo;
  • Escovar com muita frequência ou de forma inadequada os cabelos, causando fricção e irritação no couro cabeludo;
  • Utilizar em excesso chapéu, boné ou touca;
  • Utilizar em excesso produtos para estilizar o cabelo, como pomadas para o cabelo, sprays ou gel;

Tente evitar esses hábitos para eliminar a caspa de uma vez por todas.

Passo 4: Utilizar shampoos para o tratamento da caspa corretamente


Outra forma comum de remover a caspa é utilizando shampoos feitos para esse propósito. Esses shampoos podem conter medicamentos ou apenas compostos que afetam a maneira como seu couro cabeludo descama. Os principais ingredientes desses produtos são:

  • Ácido salicílico, 
  • Alcatrão, 
  • Selênio, 
  • Enxofre, 
  • Zinco;
  • Cetoconazol.

Cada marca e cada ativo tem uma forma de tratamento própria. Por isso, o ideal é perguntar ao dermatologista qual a melhor forma de utilização do shampoo anticaspa indicado. De forma geral, pessoas com cabelos lisos e oleosos precisam utilizar o shampoo normal todos os dias e o anticaspa duas vezes na semana. Já para pessoas com cabelo crespo ou mais seco, o indicado é utilizar apenas uma vez por semana.  Para uma melhor indicação de qual shampoo utilizar para seu tipo de cabelo, converse com o seu dermatologista. Alguns desses produtos podem descolorir os fios de cabelos loiros ou ainda tornar o couro cabeludo mais sensível à luz solar.

Passo 5: Utilizar medicamentos prescritos


Além do shampoo, em alguns casos é necessário tratar a caspa com medicamentos prescritos. Isso porque ela pode estar relacionada a uma proliferação exagerada de certas espécies de fungos no couro cabeludo. Outro fator importante para a prescrição de medicamentos é o grau de inflamação. 

Os tratamentos mais comuns são:

  • Cetoconazol, um poderoso antifúngico disponível em formato de shampoo, creme ou pomada;
  • Corticosteróides tópicos, utilizados em casos mais graves e persistentes da caspa;

Conclusão


O tratamento para dermatite seborreica pode levar algumas semanas para fazer efeito, dependendo do que engatilhou as caspas e do tipo de tratamento escolhido. Por isso, o ideal é fazer um acompanhamento contínuo com um dermatologista e continuar a aplicar os bons hábitos de cuidado capilar, assim como seguir o tratamento. 

O preço do tratamento também varia bastante. Os shampoos anticaspa com os ingredientes citados estão na faixa dos R$ 30 até R$ 80. Já medicamentos como o cetoconazol em formato shampoo está na faixa dos R$ 15 até R$ 30.

Se livrar da caspa de uma vez por todas é o sonho de muitas pessoas. Começar um tratamento com acompanhamento dermatológico é a forma certa de chegar lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?